8 benefícios da Centella asiática para a saúde e como usar

novembro 2022

A Centella asiática, também chamada de Centelha asiática ou Gotu Kola, é uma planta rica em ácido asiático, flavonoides, carotenoides, vitamina C, vitamina B e antioxidantes, sendo muito utilizada na medicina ayurvédica e também na medicina convencional.  

Por ser anti-inflamatória, bactericida, calmante, estimulante e melhorar a circulação sanguínea, a Centella asiática tem sido recomendada no tratamento de doenças de pele, como dermatites, hanseníase e psoríase, além de ser muito usada também no tratamento da ansiedade, da má circulação e do cansaço mental.

O uso da Centella asiática geralmente é feito na forma de chá, tintura ou cápsulas, para ingestão, e na forma de pomada, gel ou creme, para ser aplicada na pele.

Principais benefícios

Os principais benefícios da Centella asiática para a saúde são:

1. Promover a cicatrização

A ingestão da erva ou a aplicação na pele de creme, pomada ou gel à base de Centella asiática, diminui a inflamação e aumenta a produção de colágeno, melhorando a cicatrização de feridas fechadas e queimaduras. Nestes casos, uma das recomendações de uso em adultos, é a ingestão de 1 a 2 comprimidos de 10mg do extrato de Centella asiática 3 vezes ao dia, antes das refeições, por 4 semanas.

Como a planta também tem propriedades bactericidas e anti inflamatórias, também é bastante recomendada na forma de pomada ou creme para o tratamento de outros problemas da pele, como dermatite e hanseníase. 

2. Melhorar a circulação   

A Centella asiática ajuda a fortalecer as veias e melhorar a circulação sanguínea, promovendo a melhora das varizes e hemorroidas, além de diminuir inchaços, dormências, cansaço e cãibras nas pernas. Além disso, a planta auxilia no tratamento e prevenção de doenças do coração, como derrame, aterosclerose, pressão alta e infarto. Conheça outras maneiras de melhorar a má circulação.

Estudos mostram que o tratamento com a ingestão de cápsulas ou comprimidos com 60 a 120 mg de Centella asiática por 3 meses, melhora os sintomas de varizes e de má circulação.

3. Reduzir a inflamação 

Por ter ótima função antioxidante, anti-inflamatória e bactericida, a Centella asiática pode ser usada no tratamento de doenças inflamatórias, como artrite reumatoide ou lúpus.

Além disso, um estudo [1]mostrou que a aplicação na pele de um creme à base de extracto de Centella asiática por 3 a 8 semanas também ajuda a diminuir as lesões da psoríase.

4. Suavizar flacidez e estrias

A ingestão do chá e o uso de cremes à base de Centella asiática ajudam a evitar e diminuir estrias. Além disso, a planta ainda combate a flacidez e as rugas, pois os flavonoides, os antioxidantes e a Vitamina C presentes na planta previnem o envelhecimento precoce e estimulam a produção de colágeno, que é importante para manter a pele hidratada e tonificada.

5. Diminuir a ansiedade e melhorar o humor

A Centella asiática atua no sistema nervoso e a ingestão do extrato, ou do chá da erva, promove uma função estimulante, revigorante e tranquilizante, sendo normalmente usada para tratar ansiedade, insônia, para melhorar o humor e as funções cognitivas.

Um estudo [2] mostrou que a ingestão de 750 mg de extrato de Centella asiática por 2 meses contribuiu para melhorar a memória, a concentração e o humor das pessoas que consumiram a erva. Este mesmo estudo comprovou que a ingestão de 1000 mg do extrato de Centella asiática por 6 meses melhorou a depressão, a insônia e a perda de apetite em idosos.

6. Prevenir e combater o câncer

Os antioxidantes e a vitamina C presentes na Centella asiática, protegem as células contra os danos  dos radicais livres, prevenindo diversos tipos de câncer. 

Além disso, alguns estudos [2], [3], [4] sugerem o uso da Centella asiática para o tratamento de alguns tipos de câncer, pois alguns de seus compostos, como ácido asiático e asiaticosídeo, têm propriedades que tornam a erva capaz de diminuir o crescimento de tumores e de combater células cancerígenas no cólon, no fígado, na próstata e na mama, por exemplo.

7. Tratar úlceras gástricas

Os antioxidantes e os compostos bactericidas da folha de Centella asiática ajudam a melhorar a cicatrização no estômago, podendo ajudar no tratamento de úlceras gástricas.

Além disso, a Centella asiática aumenta a produção de GABA, que é um aminoácido que ajuda a diminuir a ansiedade e o estresse, que estão diretamente relacionados com alterações no estômago. 

8. Combater a retenção de líquidos

Um estudo realizado com ratos demonstrou que a Centella asiática é capaz de ajudar a tratar o edema e a hipertensão relacionados com a retenção de líquidos, já que o extrato de metanol obtido das folhas dessa planta medicinal possui efeito diurético, fazendo com que o excesso de líquido seja eliminado e, assim, haja melhora dos sintomas causados pela retenção em caso de diabetes e doenças renais e hepáticas.

No entanto, são necessários mais estudos em pessoas para que se comprove o efeito diurético da Centella asiática.

A Centella asiática ajuda a emagrecer?

A Centella asiática não tem efeito direto sobre a diminuição do peso. No entanto, por ter propriedade diurética, essa planta ajuda a diminuir a retenção de líquido e a desinchar o corpo. Além disso, por ter efeito sobre o sistema nervoso central, promove a diminuição do estresse, podendo ajudar a diminuir o apetite, que é comum de estar aumentado nessas situações.

Além disso, essa planta pode ajudar a melhorar a circulação de sangue, diminuindo a inflamação e o cansaço das pernas provocadas pelo aumento do peso. Por isso, a centella asiática pode ser uma boa aliada para acompanhar dietas para emagrecer.

Como consumir a Centella asiática

A Centella asiática pode ser consumida na forma de chá, tintura ou cápsulas, e pode ser utilizada na pele sob a forma de cremes ou loções para aplicações locais. 

A erva pode ser encontrada em farmácias e lojas de produtos naturais, e a quantidade recomendada varia de acordo com o problema a ser tratado. No entanto, as recomendações gerais são: 

  • Cápsulas de folhas secas: até três vezes ao dia;
  • Comprimidos:  até três vezes ao dia;
  • Chás de folhas secas: até três xícaras (750 ml) por dia;
  • Tintura: de 2 a 4 colheres de chá por dia.

Outra forma na qual a Centella asiática normalmente é recomendada, é em pomada contendo 1 ml de tintura da erva, com sugestão para aplicar até duas vezes ao dia.

A ingestão máxima recomendada de Centella asiática é de até 1 mg/Kg de peso corporal por dia por até 6 semanas. Quem tem a recomendação de consumir a erva por um longo período (até 6 semanas) deve parar por 2 semanas e, depois, retomar o consumo da erva.

Por conter algumas contra indicações, o consumo da Centella asiática deve ser feito de preferência com a orientação de um profissional de saúde especialista no uso de plantas medicinais.

Como fazer chá de Centella asiática

O chá de Centella asiática deve ser preparado na proporção de 1 colher de sopa de folhas secas para cada 500 ml de água. Deve-se ferver a água, acrescentar a planta e desligar o fogo. Em seguida, tampar a panela e deixar a mistura descansar por 10 a 15 minutos. Deixar esfriar e beber de 2 a 3 vezes por dia.

Possíveis efeitos colaterais 

Os efeitos colaterais da Centella asiática ocorrem principalmente quando se usa na forma de pomadas, cremes ou géis, podendo surgir vermelhidão na pele, coceira e sensibilidade ao sol. 

A ingestão de doses muito elevadas de Centella asiática pode causar náuseas, tonturas, dores no estômago, vômitos e dor de cabeça.

Quando não deve usar

A Centella asiática é contraindicada para mulheres grávidas, que estejam amamentando e para pessoas com problemas no fígado ou rins.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • QURESHI, Mahmood et al. Diuretic Activity of Centella asiatica (L.) Urban. Hamdard Medicus. 60. 3; 15-19, 2017
  • EXAMINE.COM. Centella Asiatica. Disponível em: <https://examine.com/supplements/centella-asiatica/>. Acesso em 10 out 2019
Mostrar bibliografia completa
  • Seyed Nabavi Ana Silva. Nonvitamin and Nonmineral Nutritional Supplements. 1.ed. United Kingdom: Elsevier, 2019. 265-275.
  • EUROPEAN MEDICINES AGENCY. Assessment report on Centella asiatica (L.) Urban, herba. 2010. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/herbal-report/final-assessment-report-centella-asiatica-l-urban-herba-first-version_en.pdf>. Acesso em 12 jul 2021
  • GOHIL, J, Kashmira et al. Pharmacological Review on Centella asiatica: A Potential Herbal Cure-all. Indian Journal of Pharmaceutical Sciences. Vol.72. 5.ed; 546–556, 2010
  • PITTELLA, Frederico al. Antioxidant and Cytotoxic Activities of Centella asiatica (L) Urb. . International Journal of Molecular Sciences. Vol.10. 3713-3721, 2009
  • TANG, Xue-Lian et al. Asiatic Acid Induces Colon Cancer Cell Growth Inhibition and Apoptosis through Mitochondrial Death Cascade. Biological and Pharmaceutical Bulletin. Vol.32. 8.ed; 1399—1405, 2009
  • HUSSIN, Faridah et al. The centella asiatica juice effects on DNA damage, apoptosis and gene expression in hepatocellular carcinoma (HCC). BMC Complementary and Alternative Medicine. Vol. 14. 32.ed; 1-7, 2014
  • JANA U et al. A clinical study on the management of generalized anxiety disorder with Centella asiatica. Nepal Medical College. 12. 1; 8-11, 2010
  • COSTA Eronita. Nutrição & Fitoterapia. 2º. Brasil: Vozes Ltda, 2011. 115-117.
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.