Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Baclofeno: para que serve, como usar e posologia

Revisão clínica: Flávia Costa
Farmacêutica
outubro 2022

O baclofeno é um relaxante muscular indicado para o tratamento da espasticidade muscular, que são contrações musculares involuntárias, causadas por esclerose múltipla, esclerose lateral amiotrófica, mielite, paraplegia ou pós-AVC, por exemplo.

Esse remédio pode ser comprado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimidos de 10 mg, como genérico sob a designação “baclofeno”, ou com os nomes comerciais de Baclofen, Baclon ou Lioresal, por exemplo. Além disso, o baclofeno pode ser encontrado em hospitais na forma de injeção para aplicação intratecal, feita pelo médico ou enfermeiro.

O baclofeno deve ser usado somente com indicação médica, por adultos, pelo tempo de tratamento e com as doses estabelecidas pelo médico de forma individualizada.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

O baclofeno é indicado para o tratamento das contrações ou espasmos musculares involuntários, causados por:

Além disso, o baclofeno pode ser indicado para ser utilizado antes dos exercícios de fisioterapia para reduzir o desconforto.

O baclofeno age imitando a função do GABA, que é um neurotransmissor que tem a ação de bloquear os nervos que controlam a contração dos músculos. Desta forma, os nervos ficam menos ativos e os músculos mais relaxados, o que ajuda a reduzir a rigidez e os espasmos musculares.

O baclofeno deve ser usado somente com indicação médica, nas doses e pelo tempo de tratamento estabelecido pelo médico.

O baclofeno é anti-inflamatório?

O baclofeno não é um anti-inflamatório. Esse remédio é um relaxante muscular que age no sistema nervoso central permitindo aliviar a dor e os espasmos nos músculos e a melhorar o movimento, facilitando a realização das tarefas diárias.

Como usar e posologia

A forma de uso do baclofeno varia de acordo com a sua apresentação e inclui:

1. Baclofeno comprimido de 10 mg

O baclofeno na forma de comprimido de 10 mg deve ser tomado por via oral, com um copo de água, junto com uma refeição, nos horários estabelecidos pelo médico.

A posologia do baclofeno para adultos normalmente recomendada é de 15 mg por dia, dividida em 3 ou 4 vezes, que pode ser aumentada pelo médico a cada 3 dias em mais 15 mg diárias, até um máximo de 80 mg por dia. Em pessoas mais sensíveis, o médico pode recomendar uma dose inicial de 5 a 10 mg por dia.

Se após 6 ou 8 semanas de tratamento, não surgirem melhoras dos sintomas, deve-se consultar novamente o médico para reavaliar o tratamento.

É importante não interromper o tratamento com o baclofeno por conta própria, pois pode causar piora dos espasmos musculares ou da rigidez, além de sintomas de abstinência, como nervosismo, confusão mental, alucinações, convulsões, cãibras ou batimento cardíaco acelerado.

Por isso, no caso de descontinuação do uso do baclofeno, as doses devem ser reduzidas gradualmente, durante 1 a 2 semanas, conforme orientação do médico.

2. Baclofeno injetável 4mg/mL

O baclofeno injetável de 4 mg/mL é administrado pelo médico ou enfermeiro em ambiente hospitalar, através de injeção intratecal, ou seja diretamente na coluna, no canal espinhal.

As doses do baclofeno intratecal devem ser calculadas pelo médico de forma individualizada.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns do baclofeno são sonolência, tontura, náuseas, prisão de ventre, cansaço, fraqueza, dor de cabeça, insônia ou excesso de urina. Normalmente estes efeitos são leves e desaparecem alguns dias após o início do tratamento.

Além disso, o baclofeno pode causar efeitos colaterais mais graves que devem ser comunicados imediatamente ao médico, como sonolência extrema, sensação de felicidade extrema, depressão, sensação de falta de ar ou respiração fraca, convulsão, alucinação, coceira, formigamento ou espasmos nas mãos, braços, pés ou pernas, ou perda da coordenação motora.

O baclofeno também pode causar reações alérgicas graves que necessitam de atendimento médico imediato. Por isso, deve-se interromper o tratamento e procurar o pronto socorro mais próximo ao apresentar sintomas como dificuldade para respirar, sensação de garganta fechada, inchaço na boca, língua ou rosto, ou urticária. Saiba identificar os sintomas de reação alérgica grave.

Quem não deve tomar

O baclofeno não deve ser usado por pessoas que tenham alergia a qualquer um dos componentes da fórmula.

Além disso, o baclofeno deve ser usado com cuidado e apenas com orientação do médico por pessoas que tenham doença de Parkinson, distúrbios psicóticos, esquizofrenia, distúrbios maníaco ou depressivo, epilepsia, úlcera no estômago, problemas renais, doenças no fígado ou diabetes.

Durante a gravidez ou amamentação, esse remédio deve ser usado somente com indicação do médico, após avaliar os benefícios do tratamento para a mulher e os possíveis riscos para o bebê.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Flávia Costa - Farmacêutica, em outubro de 2022.

Bibliografia

  • KENT, C. N.; et al. Classics in Chemical Neuroscience: Baclofen. ACS Chem Neurosci. 11. 12; 1740-1755, 2020
  • ROMITO, J. W.; et al. Baclofen therapeutics, toxicity, and withdrawal: A narrative review. SAGE Open Med. 9. 20503121211022197, 2021
Mostrar bibliografia completa
  • NOVARTIS BIOCIÊNCIAS S.A. Lioresal (baclofeno) comprimidos 10 mg. 2021. Disponível em: <https://portal.novartis.com.br/medicamentos/wp-content/uploads/2021/10/Bula-LIORESAL-Comprimido-Medico.pdf>. Acesso em 10 out 2022
  • UNIÃO QUÍMICA FARMACÊUTICA NACIONAL S.A. Baclon (baclofeno) comprimido 10 mg. 2016. Disponível em: <https://www.genom.com.br/wp-content/uploads/2020/02/Baclon_Bula_Paciente.pdf>. Acesso em 10 out 2022
  • LAKE, W.; SHAH, H. Intrathecal Baclofen Infusion for the Treatment of Movement Disorders. Neurosurg Clin N Am. 30. 2; 203-209, 2019
Revisão clínica:
Flávia Costa
Farmacêutica
Formada em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2003. Mestre em Ciências Biomédicas pela UBI, Portugal.

Tuasaude no Youtube

  • Exercícios para ESCLEROSE MÚLTIPLA

    06:53 | 51262 visualizações