Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a hemoterapia, para que serve e como é feita

A hemoterapia é um tipo de tratamento em que uma quantidade pré-determinada de sangue é coletada de uma pessoa e, após processamento e análise, é transfundido para outra pessoa, auxiliando no tratamento e melhora do paciente.

No caso da auto-hemoterapia, por outro lado, a amostra de sangue é retirada e depois é retornada para o organismo da própria pessoa por meio de injeção diretamente na veia ou no músculo, por exemplo. Esse tipo de tratamento normalmente é feito para estimular o sistema imune e, por isso pode ser usado para aliviar os sintomas de vários problemas de saúde, como artrite, gota ou alergias. Apesar de possuir benefícios, a auto-hemoterapia não é autorizada pela ANVISA e nem pelo Conselho Federal de Farmácia e Conselho Federal de Medicina devido à falta de evidências científicas.

O que é a hemoterapia, para que serve e como é feita

Principais benefícios

O processo de hemoterapia pode ser feito em diversas situações, sendo mais frequentemente realizado no tratamento de pessoas que sofreram acidentes e perderam grande quantidade de sangue, durante e após grandes cirurgias e nas pessoas que sofrem de doenças relacionadas com o sangue, como leucemia, anemia, linfoma e púrpura, por exemplo.

No caso da auto-hemoterapia, como o objetivo é estimular o sistema imune, esse tipo de tratamento alternativo pode ser eficaz nos casos de:

  • Artrite reumatoide;
  • Gota;
  • Bronquite;
  • Alergias;
  • Doença de Crohn;
  • Herpes;
  • Acne;
  • Problemas de circulação;
  • Eczema;
  • Úlceras nas pernas;
  • Infecções por fungos.

Em alguns casos, no sangue injetado da própria pessoa, pode ainda ser adicionado ozono ou preparados de plantas medicinais, para obter maior alívio dos sintomas. Por exemplo, o ozono parece melhorar a oxigenação do sangue e, por isso, pode ajudar nos casos de má circulação. Já o uso de plantas medicinais, como a equinácea, pode estimular o corpo para combater infecções por vírus.

Apesar de teoricamente poder ser utilizada como terapia alternativa para diversas doenças, a auto-hemoterapia ainda não possui comprovação científica de seus benefícios, não sendo a sua prática autorizada no Brasil.

Como é feita

O processo de hemoterapia é feito seguindo o mesmo processo da coleta de sangue, ou seja, é colocado um garrote no braço pra permitir a melhor visualização do vaso sanguíneo e, em seguida, é retirada 50 a 300 ml de sangue, que são colocadas em um recipiente próprio contendo heparina, que é uma substância anticoagulante, ou seja, evita que o sangue coagule.

No caso da auto-hemoterapia, esse sangue coletado é reintroduzido no próprio organismo, podendo ser feito diretamente no músculo ou na veia por meio de uma injeção. Antes de ser reintroduzido, o médico pode colocar substâncias no sangue que facilitem o processo de recuperação, como ozono ou preparado de plantas medicinais, por exemplo.

Já na hemoterapia, o sangue coletado é enviado para o laboratório para que sejam feitas análises do sangue e de compatibilidade com a pessoa que irá receber o sangue, afim de evitar qualquer reação transfusional. Entenda como é feita a transfusão de sangue.

Por que a auto-hemoterapia pode funcionar?

O efeito benéfico da auto-hemoterapia parece estar relacionado à presença de antígenos no sangue injetado, que estimulam o corpo a produzir anticorpos, o que torna o sistema imune mais forte para lutar contra a doença que está se desenvolvendo.

Isto é, quando o sangue é injetado novamente no corpo, o organismo começa a atacar esse sangue porque contém vestígios da doença que está se desenvolvendo. Quando isso acontece, o corpo vai ganhando maior resistência contra a doença e, por isso, consegue eliminá-la mais rapidamente. No entanto, essa teoria não possui comprovação científica.

Quais os riscos para a saúde

A hemoterapia normalmente não representa riscos para o doador e o receptor, no entanto, é importante que sejam compatíveis para que não haja reações relacionadas ao processo transfusional.

Embora pareça ter vários benefícios para o tratamento de diversas doenças, a auto-hemoterapia não é aprovada pela ANVISA e, por isso, não deve ser utilizada. Isso acontece porque ainda são necessários vários testes para entender os efeitos deste tratamento, assim como identificar possíveis riscos para a saúde.

Bibliografia >

  • PHARMACIA BRASILEIRA. Auto-Hemoterapia: Proibir, ou pesquisar?. 2007. Disponível em: <http://www.cff.org.br/sistemas/geral/revista/pdf/7/28a31.pdf>. Acesso em 22 Nov 2018
  • ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE HEMATOLOGIA, HEMOTERAPIA E TERAPIA CELULAR. Auto-hemoterapia não é reconhecida por especialistas. Disponível em: <http://www.abhh.org.br/noticia/auto-hemoterapia-nao-e-reconhecida-por-especialistas/>. Acesso em 22 Nov 2018
  • CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. CFM reforça que auto-hemoterapia não tem eficácia comprovada. Disponível em: <https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=25361:2015-02-27-15-48-40&catid=3>. Acesso em 22 Nov 2018
  • Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Departamento de Gestão da Educação na Saúde. Técnico em Hemoterapia: Livro Texto. 1 ed. Brasília: Ministério da Saúde, 2013. 103-121; 143-162.
  • JUNIOR, Lacy C. B.; SILVA, Leidiane O. S.; BATISTA, Francisco C. Q. Auto-Hemoterapiaa: uma revisão da visão da literatura. Revista da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Vol 48. 4 ed; 386-391, 2015
  • LEITE, Denise F.; BARBOSA, Patrícia T.; GARRAFA, Volnei. Auto-Hemoterapia, Intervenção do Estado e Bioética. Rev Assoc Med Bras. Vol 54. 2 ed; 183-188, 2008
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem