Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Entenda porque algumas pessoas não precisam de sexo

Na assexualidade a pessoa não tem nenhum interesse por sexo mas gosta de intimidade e, por isso, pode amar e se envolver emocionalmente com um parceiro, mantendo um namoro ou até mesmo um casamento mas sem ter nenhum tipo de contato sexual, embora a masturbação possa ocorrer. Este tipo de relacionamento sem sexo pode ser feito com pessoas do mesmo sexo ou não.

No entanto, este relacionamento é mais fácil quando ambos os elementos do casal é assexuado, sendo mais difícil quando somente uma pessoa não quer sexo, mas a outra sim. Neste caso pode-se recorrer à masturbação ou pode ser preciso adicionar mais um parceiro na relação para satisfazer os desejos sexuais que não podem ser sanados pelo casal.

A assexualidade é uma orientação sexual semelhante à heterossexualidade, homossexualidade ou bissexualidade, e, por isso, não se deve julgar ou maltratar estas pessoas porque elas devem ser tratadas com respeito e dignidade como todas as outras.

Entenda porque algumas pessoas não precisam de sexo

O que causa a assexualidade

Enquanto que nos transtornos e distúrbios sexuais pode haver fatores envolvidos como estresse, depressão, conflitos de religião, uso de medicamentos que diminuem a libido, e as doenças hormonais como hipotireoidismo e hipogonadismo, na assexualidade a causa não pode ser definida porque não existem causas orgânicas ou psicológicas envolvidas.

O sexólogo clínico é o profissional de saúde mais indicado para tratar os distúrbios relacionados à sexualidade e por isso se a pessoa achar que possui algum tipo de transtorno que precisa de tratamento, deverá procurar por este profissional para alcançar o bem-estar físico, emocional e sexual.

Porque a masturbação é permitida na assexualidade

Embora a penetração durante o ato sexual não seja permitida, a masturbação pode ser utilizada pelo homem para que o excesso de espermatozoides seja eliminado, já que seu corpo continua essa produção durante toda a vida do homem. Assim, a masturbação é permitida por quem não pratica sexo mas sem desejo sexual envolvido e sem fantasias sexuais relacionadas, sendo somente um ato mecânico.

Saiba quais são os benefícios da masturbação para a saúde sexual da mulher.

Entenda porque algumas pessoas não precisam de sexo

Como diferenciar assexualidade de falta de desejo sexual

O transtorno do desejo sexual hipoativo é uma doença caracterizada pela falta de fantasias sexuais e pela falta de vontade de ter contato íntimo, que gera angústia e sofrimento. Neste caso, a pessoa tinha desejo sexual mas em algum momento, este diminuiu ou deixou de existir. Veja o que pode fazer para aumentar o desejo sexual:

No caso da assexualidade, todos os órgãos e sistemas estão funcionando bem, mas a pessoa não tem nenhuma vontade ou necessidade de ter sexo com penetração, e não se preocupa com isso, por isso não há angústia ou sofrimento envolvido. Quando há sintomas como angústia e sofrimento, este sintoma pode indicar o transtorno do desejo sexual hipoativo, uma doença que tem diversas causas e que pode ser tratada com medidas simples, veja o que fazer para aumentar o interesse pelo sexo e melhorar o contato íntimo.

Como diferenciar a Assexualidade do Celibato

O celibato é uma escolha onde a pessoa não tem contato íntimo mas também não há namoro, nem casamento e por isso a pessoa não tem nenhum tipo de aproximação ou intimidade, permanecendo solteira por toda a vida. Um exemplo comum são os padres e as freiras que decidem por questões religiosas não ter nenhum tipo de relacionamento amoroso, no entanto eles podem manter o desejo sexual e lutam contra este desejo, reprimindo-o.

No caso da assexualidade, a pessoa não tem qualquer tipo de desejo e por isso não precisa lutar contra estes impulsos, porque eles não existem. Estas são chamadas de assexuais e esta é uma condição permanente, que dura toda a vida, mas pode haver namoro e casamento, mas sempre sem sexo.

Conheça outros transtornos sexuais:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...