Argiloterapia: o que é, benefícios e como é feita

janeiro 2022

A argiloterapia é um tratamento estético alternativo que faz uso de produtos à base de argila com o objetivo de promover a saúde da pele e dos cabelos, uma vez que a argila é rica em minerais, além de possui ação antioxidante e antisséptica, ajudando a promover a desinflamação da pele, remoção de impurezas e desintoxicação dos fios e da pele, por exemplo.

As máscaras com argila são consideradas as mais antigas preparações para fins cosméticos, sendo por isso usadas há muitas gerações no tratamento da beleza. As argilas têm uma forte capacidade de absorver e remover toxinas, metais pesados e impurezas, ao mesmo tempo que transferem para a pele diversos minerais e nutrientes benéficos.

Principais benefícios

A argila é constituída por diferentes minerais, como ferro, magnésio, silício, alumínio e potássio, o que pode trazer diversos benefícios, sendo os principais:

  • Melhora da circulação sanguínea;
  • Alivia a tensão muscular;
  • Desintoxicação da pele;
  • Desinflamação do local em que é aplicada;
  • Combate à acne;
  • Promove o relaxamento e alivia os sintomas de estresse;
  • Melhora os sintomas de psoríase;
  • Aumento da hidratação e do brilho dos fios do cabelo;
  • Diminui a queda de cabelo;
  • Combate a caspa.

Para garantir os possíveis benefícios da argiloterapia, é importante que seja feito e/ou orientado por um profissional capacitado, pois dessa forma são feitas as indicações do melhor tipo de argila, como deve ser aplicado e por quanto tempo. Além disso, como são necessários mais estudos que comprovem os benefícios e efeitos da argiloterapia, é importante que o médico seja consultado para que seja feita uma avaliação geral do estado de saúde e possa ser indicado o tratamento mais adequado, caso haja necessidade.

Como é feita

A argiloterapia pode ser feita por um profissional capacitado ou em casa, de acordo com as orientações dadas, podendo a argila fria ser aplicada na pele ou no cabelo. No caso de aplicação no corpo e no rosto, é normalmente recomendado que a argila seja aplicada pelo menos 1 vez por semana e que fique na pele por cerca de 20 minutos.

No caso da aplicação no cabelo, também conhecida como argiloterapia capilar, a recomendação geral é a de que a aplicação de argila seja feita 1 vez por semana durante 10 semanas. Depois das primeiras aplicações os cabelos podem parecer mais secos devido à retirada das impurezas, porém ao fim de algumas sessões o cabelo vai ficando progressivamente mais macio, brilhoso e saudável.

Principais tipos de argila

Existem diferentes tipos de argila que podem ser utilizados nos tratamentos estéticos, e cada tipo apresenta os seus benefícios e propriedades específicas: 

  • Argila branca: possui propriedades cicatrizantes e antisséptica, que promovem a regeneração, limpeza e cicatrização da pele. Este tipo de argila é especialmente indicado para o tratamento da acne ou para o clareamento da pele, melhorando também a circulação sanguínea. 
  • Argilas verde e cinza: são ricas em silício e zinco, o que faz com que apresentes propriedades adstringentes e purificadoras. Por esta razão, são especialmente indicadas para controlar a oleosidade, purificar a pele e tratamento do acne. Quando aplicadas no corpo, ajudam a melhorar a elasticidade da pele e a combater a celulite. 
  • Argila vermelha: é rica em óxido de ferro, e por isso é especialmente indicada para o tratamento da vermelhidão e rubor facial. Apresenta propriedades tensoras, e uma ação que regula o fluxo sanguíneo e vascular. Quando aplicada no corpo, esta argila ajuda a reduzir a flacidez e a ativar a microcirculação. 
  • Argila amarela: é rica em silício e potássio, apresentando propriedades que remineralizam o colágeno da pele. Por esta razão, esta argila nutre a pele em profundidade, ajudando na reconstituição celular e combatendo o envelhecimento da pele. É ótima para remover impurezas e purificar a pele.  
  • Argila roxa: é rica em magnésio em colágeno e, por isso, é ideal para melhorar o aspecto da pele, dando-lhe uma aparência mais jovem e radiante. Possui uma ação iônica, estimulante e nutritiva, sendo usada na eliminação de toxinas, impurezas do corpo e para nutrição da pele. 

Assim, de acordo com o objetivo da argiloterapia, pode ser recomendado o uso de diferentes tipos de argila. Por isso, é importante que esse tratamento alternativo seja realizado sob orientação de um profissional capacitado.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em janeiro de 2022.

Bibliografia

  • TRUPPEL, Amanda; MARAFON, Hellen Camila; VALENTE, Caroline. Argiloterapia: uma revisão de literatura sobre os constituintes e utilziações dos diferentes tipos de argila. Faz ciência. Vol 22. 36 ed; 143-163, 2020
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.