Angiotomografia: o que é, para que serve e como se preparar

Revisão médica: Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
março 2022

A angiotomografia, ou angio TC, é um exame de diagnóstico que combina duas técnicas, a angiografia e a tomografia computadorizada, utilizando modernos equipamentos em 3D, que permitem visualizar e detectar alterações de veias e artérias, como aneurisma, obstrução ou estreitamento dos vasos sanguíneos.

Esse exame normalmente é solicitado pelo cardiologista ou neurologista, para diagnosticar doenças coronarianas ou cerebral, mas que também pode ser solicitada para avaliar vasos sanguíneos em outras partes do corpo, como tórax, abdômen ou pulmão, por exemplo.

A angiotomografia pode ser realizada em hospitais ou em clínicas especializadas, e os resultados devem ser analisados pelo cardiologista ou neurologista, que podem também indicar a realização de outros exames complementares para avaliar o funcionamento do cérebro ou do coração. 

Para que serve

A angiotomografia é indicada pelo médico para observar nitidamente a parte interna e externa, diâmetro e comprometimento dos vasos sanguíneos, evidenciando com clareza a presença de placas de cálcio ou de placas de gordura nas coronárias, e também serve para visualizar com clareza o fluxo sanguíneo cerebral, ou em qualquer outra área do corpo, como pulmão ou abdômem, por exemplo.

Geralmente, esse exame é solicitado quando existe suspeita de:

  • Obstrução nos vasos sanguíneos, causado por acúmulo de placas de gordura ou calcificações, ou coágulos, que impedem o sangue de circular normalmente;
  • Estreitamento dos vasos sanguíneos, que comprometem o fornecimento de sangue para determinada região do corpo;
  • Dilatação anormal dos vasos sanguíneos, como no caso de aneurisma;
  • Malformações de veias e artérias cerebrais ou do coração;
  • Lesões nos vasos sanguíneos que podem dificultar a circulação sanguínea;

Além disso, a angiotomografia pode ser solicitada pelo médico antes ou após a colocação de prótese na aorta, permitindo acompanhar e avaliar alterações vasculares.

Esse exame também permite avaliar o fornecimento de sangue nos vasos sanguíneos dentro de um tumor, antes da cirurgia, ou outros procedimentos como quimioembolização ou radioterapia interna seletiva.

Principais tipos de angiotomografia

Existem vários tipos de de angiotomografia, com diferentes indicações e incluem:

Tipos de angiotomografia

Principais indicações

Angiotomografia coronariana

  • Sintomas de doenças do coração;
  • Doenças cardíaca instalada;
  • Suspeita de calcificação coronariana;
  • Detecção de aterosclerose;
  • Verificar eficácia de stent após angioplastia;
  • Doença de Kawasaki.

Angiotomografia arterial cerebral

  • Avaliação de obstrução das artérias cerebrais;
  • Pesquisa de aneurisma cerebral e avaliação de malformações vasculares.

Angiotomografia venosa cerebral 

  • Avaliação de obstrução das veias cerebrais por causas extrínsecas ou trombose;
  • Identificar malformações vasculares.

Angiotomografia de veias pulmonares

  • Pré-ablação de fibrilação atrial;
  • Pós-ablação de fibrilação atrial;
  • Detectar embolia pulmonar.

Angiotomografia da aorta abdominal 

  • Avaliação das doenças vasculares;
  • Antes ou depois de colocar uma prótese na aorta abdominal.

Angiotomografia da aorta torácica

  • Doenças vasculares;
  • Avaliação pré e pós-colocação de próteses na aorta torácica.

Angiotomografia do abdômen

  • Avaliação de doenças vasculares.

Além disso, a angiotomografia pode ser feita para avaliar alterações nos vasos sanguíneos dos rins, fígado, pelve, mãos, braços, pés ou pernas.

Como é feito o exame

A angiotomografia é um exame indolor e rápido que dura em média 10 minutos e para realizar o exame, a pessoa deve deitar na mesa do aparelho de tomografia, em diferentes posições, o que depende da região do corpo a ser avaliada pelo médico. Esse aparelho de tomografia usa radiação para gerar imagens dos vasos sanguíneos que são vistas no computador e avaliadas pelo médico.

Geralmente, antes de iniciar o exame, é administrado soro fisiológico na veia, para que o médico possa injetar contraste de iodo na veia que permite uma melhor captação da imagem e avaliação do vaso sanguíneo, se apresentam placas calcificadas ou se o fluxo de sangue está comprometido em alguma parte.

No entanto, a angiotomografia também pode ser feita sem a utilização de contraste, especialmente em pessoas com problemas renais.

Como se preparar para o exame

Para realizar a angiotomografia, são necessários alguns cuidados para o seu preparo, como:

  • Informar ao médico se apresenta alergia ao iodo ou qualquer outro remédio ou alimento antes de fazer o exame;
  • Informar ao médico se são usados remédios orais para diabetes, como a metformina (Glucoformin ou Glifage), antes de fazer o exame;
  • Levar uma lista com todos os medicamentos, vitaminas e suplementos nutricionais que toma com frequência;
  • Informar se tem problemas de saúde, como hipertireoidismo, insuficiência renal ou epilepsia;
  • Fazer jejum cerca de 4 horas antes do exame;
  • Tomar os remédios de uso habitual normalmente, com pouca água, conforme orientação médica;
  • Evitar consumir cafeína por até 48 horas antes do exame;
  • Evitar tomar remédio para disfunção erétil, no caso de homens, por até 48 antes do exame.

Além disso, minutos antes da realização da angiotomografia, algumas pessoas podem necessitar tomar um medicamento para diminuir a frequência cardíaca ou para dilatar os vasos sanguíneos, com o objetivo de melhorar a sua visualização das imagens cardíacas.

Quando não deve ser feita

A angiotomografia não deve ser feita em caso suspeito ou confirmado de gravidez. Além disso, o contraste iodado não deve ser utilizado por pessoas que tenham alergia ao iodo ou tenham insuficiência renal.

Possíveis complicações durante o exame

A angiotomografia é um exame seguro, geralmente não causando complicações durante o procedimento. No entanto, em raros casos, podem ocorrer reações alérgicas ou anafiláticas ao contraste de iodo.

Por isso, a angiotomografia deve ser feita por um médico radiologista, em clínicas especializadas ou hospitais, que tenham equipamentos para emergências médicas e atendimento imediato caso ocorra alguma complicação.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em março de 2022. Revisão médica por Drª. Ana Luiza Lima - Cardiologista, em dezembro de 2019.

Bibliografia

  • WALKOFF, L.; et al. Imaging primer for CT angiography in peripheral vascular trauma. Emerg Radiol. 28. 1; 143-152, 2021
  • SARTOR, K.; NADJMI, M. Angiotomography for aneurysms and arteriovenous malformations of the head and neck. Neuroradiology. 17. 2; 89-100, 1979
Mostrar bibliografia completa
  • GHEKIERE, O.; et al. Image quality in coronary CT angiography: challenges and technical solutions. Br J Radiol. 90. 1072; 20160567, 2017
  • LIESE, J. Angiotomography: A Preliminary Report Grover. Radiology. 75. 2; 1960
Revisão médica:
Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
Médica Cardiologista, formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional nº CRM/PE – 16886.