7 benefícios da amora para a saúde (como fazer o chá)

A amora, conhecida também por amora miura ou amora-preta, é uma fruta rica em flavonoides, antocianinas e ácidos fenólicos, compostos bioativos com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, ajudando no tratamento e prevenção de doenças, como diabetes, infarto, aterosclerose e pressão alta.

Além disso, a folha da amora também contém ótimas quantidades de taninos, quercetina e ácido elágico, compostos bioativos com ação antioxidante e antimicrobiana, sendo recomendadas para auxiliar no tratamento de gengivite, dor de garganta e aftas.

A amora geralmente é encontrada em feiras, supermercados e lojas de produtos naturais, podendo ser consumida ao natural ou adicionada no preparo de mousses, geleias e sucos. Já as folhas, raízes e cascas de amoreira são encontradas em lojas de produtos naturais e feiras, e podem ser usadas no preparo de chás ou cataplasmas.

7 benefícios da amora para a saúde (como fazer o chá)

Alguns dos benefícios à saúde obtidos com o consumo de amora são:

1. Ajudar na perda de peso

A amora é uma fruta de baixo índice glicêmico, pois tem ótimas quantidades de fibras, ajudando a prolongar a saciedade e diminuir a vontade de comer entre as refeições, o que facilita na perda de peso. Veja outras frutas de baixo índice glicêmico que ajudam a controlar a fome.

2. Evitar doenças cardiovasculares

Tanto a fruta quanto a folha da amora são ricas em ácidos fenólicos, carotenoides, flavonoides e antocianinas, compostos bioativos com propriedade anti-inflamatória que ajudam a manter a saúde das artérias, evitando doenças, como infarto, pressão alta.

A amora também possui ação antioxidante, que combate o excesso de radicais livres e evita a oxidação das células de gordura, equilibrando os níveis de colesterol “ruim”, o LDL,e triglicerídeos no sangue e prevenindo aterosclerose e derrame.

3. Equilibrar e prevenir a diabetes

Por ser uma fruta com ótimas quantidades de fibras, a amora possui baixo índice glicêmico, o que ajuda a equilibrar os níveis de glicose no sangue, evitando a resistência insulínica e a diabetes. Conheça mais frutas ricas em fibras para evitar a diabetes.

4. Prevenir o envelhecimento precoce

A amora é rica em flavonoides, antocianinas e ácidos fenólicos, compostos bioativos com ação antioxidante, combatendo os radicais livres, responsáveis pelos danos na pele, prevenindo a flacidez e as rugas.

5. Auxiliar no tratamento da diarreia

A amora, especialmente as folhas da fruta, contém compostos bioativos com propriedades adstringentes, que ajudam a preservar a água do organismo durante as crises de diarreia, auxiliando no equilíbrio de nutrientes, como potássio e sódio, e no tratamento da diarreia.

6. Prevenir câncer

Por ter ótimas quantidades de ácidos fenólicos, flavonoides e antocianinas, compostos bioativos com ação antioxidante, a amora ajuda no combate ao excesso de radicais livres, evitando o desenvolvimento e a multiplicação de células cancerígenas.

7. Ajudar no tratamento de infecções

A amora contém alto teor de compostos com propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias, como antocianinas, taninos e carotenoides, que fortalecem o sistema imunológico, auxiliando na prevenção e no tratamento de infecções, como dor de garganta, aftas e gengivites.

Como usar

A amora pode ser consumida ao natural, adicionada em iogurte, mingau ou usada no preparo de mousses, molhos, geleias e sucos.

Já as folhas, as raízes e a casca da amoreira podem ser usadas no preparo de chás, para auxiliar no tratamento de diarreia, ou como cataplasma, para auxiliar na cicatrização de feridas.

  • Chá de folha de amora: o chá de folha de amora pode ser preparado colocando-se 1 colher de chá de folhas da amoreira em 1 xícara de água fervente. Tampar o chá e deixar repousar por 10 minutos. Ao amornar, coar e beber até 3 xícaras do chá por dia;
  • Cataplasma de folha de amora: basta colocar 6 folhas frescas de amora em uma panela com 2 colheres de sopa de água. Deixar a mistura aquecer em fogo baixo até a água evaporar. Esmagar as folhas na panela e colocar um pouco em uma gaze. Colocar a gaze, não muito quente, sobre a ferida. Assim que o cataplasma esfriar, repetir o procedimento, trocando a gaze, por mais 2 vezes.

Além do chá de folha de amora, é possível também fazer uma decocção com a raiz da amoreira para aliviar dor de dente, gengivite ou aftas. Para isto, basta colocar em uma panela 40g da raiz da amoreira e 500 ml de água. Ferver a mistura por 15 minutos. Aguardar amornar, coar e fazer bochechos.

Tabela de informação nutricional

A tabela a seguir traz a composição nutricional de 100g, o que corresponde a 25 unidades pequenas, de amora:

Componentes

Quantidade por 100 g (25 unidades pequenas) de amora

Energia

43 calorias

Carboidrato

4,5 g

Proteínas

1,39 g

Gorduras

0,5 g 

Fibra

4,6 g

Vitamina A (retinol)

11 mcg

Betacaroteno

128 mcg

Vitamina C

21 mg

Vitamina K

19,8 mcg

Ácido fólico

25 mcg

Cálcio

29 mg

Fósforo

22 mg

Potássio

162 mg

Para se obter todos os benefícios com o consumo da amora, é importante também praticar atividades físicas regularmente e manter uma dieta balanceada e variada.

Possíveis efeitos colaterais e contraindicações

A amora deve ser consumida de forma controlada, uma vez que grandes quantidades podem causar diarreia.

Além disso, o chá de folhas, casca ou raiz de amora não devem ser consumidos por crianças e também deve ser evitado durante a gravidez ou amamentação.

Receitas saudáveis com amora

7 benefícios da amora para a saúde (como fazer o chá)

Algumas receitas saborosas e saudáveis com a amora são:

1. Frozen de frutas vermelhas

Ingredientes:

  • ½ xícara de chá de amora congelada;
  • ½ xícara de chá de morango congelado;
  • 1 banana prata pequena congelada;
  • 1 pote (170g) de iogurte natural líquido.

Modo de preparo:

Picar a banana e colocar todos os ingredientes no liquidificador. Bater até ficar com a consistência desejada e servir.

2. Suco de amora

Ingredientes:

  • 100 g de amora fresca;
  • 1 xícara de água;
  • Pedras de gelo (opcional).

Modo de preparo:

Lavar bem as amoras e colocar no liquidificador. Adicionar a água, as pedras de gelo e bater por 3 minutos. Transferir para um copo e servir.

3. Geleia de amora e framboesa fit

Ingredientes:

  • 500g de amora fresca;
  • 500g de framboesa fresca;
  • 500g de açúcar de coco.

Modo de preparo:

Lavar e secar bem as amoras e as framboesas. Em uma panela, colocar todos os ingredientes, cozinhando em fogo baixo e mexendo até que o açúcar derreta. Ao começar a ferver, abaixar o fogo e deixar cozinhar por 1 hora, mexendo de vez em quando. Quando a mistura estiver no ponto de geleia, desligar o fogo. Após esfriar, transferir para um pote com tampa e armazenar na geladeira.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE AGRICULTURAL RESEARCH SERVICE . USDA Food Composition Database. Disponível em: <https://ndb.nal.usda.gov/ndb/search/list?home=true>. Acesso em 25 Nov 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE E ANVISA. Monografia da espécie Morus nigra L. (amoreira). 2015. Disponível em: <https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2017/setembro/11/Monografia-Morus-nigra.pdf>. Acesso em 25 Nov 2021
  • INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS. Plantas medicinais - Amoreira. Disponível em: <https://www2.muz.ifsuldeminas.edu.br/plantasmedicinais/p12.html>. Acesso em 25 Nov 2021
  • GONZALEZ, A, Octavio et al. Antibacterial Effects of Blackberry Extract Target Periodontopathogens. Journal of Periodontal Research. Vol.48. 1.ed; 80-86, 2013
  • VERMA, Rameshwar et al. Rubus fruticosus (blackberry) use as an herbal medicine. Pharmacognosy Reviews . Vol.8. 16.ed; 101–104, 2014
  • FERLEMI, Anastasia-Varvar; LAMARI, N, Fotini. Berry Leaves: An Alternative Source of Bioactive Natural Products of Nutritional and Medicinal Value. Antioxidants (Basel). Vol.5. 2.ed; 1-20, 2016
  • HIRSCH, Gabriela Elisa. Valor nutricional e capacidade antioxidante de diferentes genótipos de amora-preta (Rubus sp). Tese de conclusão de mestrado, 2011. Universidade Federal de Santa MAria.
  • PHARMACOGN REV.. Rubus fruticosus (blackberry) use as an herbal medicine. 2014. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4127818/>. Acesso em 10 Set 2020
  • QUÍM. NOVA V.28 N.5 SÃO PAULO SET./OUT. 2005. Taninos: uma abordagem da química à ecologia . 2005. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422005000500029&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 09 Set 2020
  • ANTIOXIDANTS (BASEL). . Berry Leaves: An Alternative Source of Bioactive Natural Products of Nutritional and Medicinal Value. 2016. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4931538/>. Acesso em 09 Set 2020
  • J PHARM BIOMED ANAL . A novel strategy for rapid screening of the complex triterpene saponin mixture present in the methanolic extract of blackberry leaves (Rubus cv. Loch Ness) by UHPLC/QTOF-MS. 2019. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30343243/>. Acesso em 09 Set 2020
  • J PERIODONTAL RES.. Antibacterial Effects of Blackberry Extract Target Periodontopathogens. 2014. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3540108/>. Acesso em 09 Set 2020
Mais sobre este assunto: