Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é amigdalite viral, sintomas e tratamento

A amigdalite viral é uma infecção e inflamação na garganta provocada por diferentes vírus, sendo os principais o rinovírus e influenza, responsáveis também pela gripe e resfriado. Os sintomas deste tipo de amigdalite podem ser dor e inchaço na garganta, dor para engolir, tosse, coriza e febre abaixo de 38ºC e pode estar associados à irritação nos olhos, aftas e herpes nos lábios.

O tratamento para a amigdalite viral deve ser orientado por um clínico geral, pediatra ou otorrinolaringologista e consiste principalmente no uso de medicamentos para baixar a febre e aliviar a dor, como o paracetamol e remédios anti-inflamatórios para diminuir o inchaço das amígdalas, como o ibuprofeno. Os antibióticos não são recomendados em caso de amigdalite viral, já que não combatem vírus.

O que é amigdalite viral, sintomas e tratamento

Principais sintomas

A amigdalite viral é a inflamação da amígdala provocada por vírus e os principais sintomas deste tipo amigdalite são:

  • Dor de garganta;
  • Dor para engolir;
  • Febre abaixo de 38ºC;
  • Tosse;
  • Coriza;
  • Vermelhidão e inchaço das amígdalas;
  • Dor no corpo;

Diferente do que ocorre na amigdalite bacteriana, no caso da amigdalite causada por vírus estes sintomas podem estar acompanhado de outros sinais como conjuntivite, faringite, rouquidão, gengiva inflamada, aftas e lesões vesiculares nos lábios, quando ocorre infecção pelo vírus da herpes. 

Além disso, a presença de placas esbranquiçadas ou pontos de pus na garganta não é comum neste tipo de amigdalite, ocorrendo principalmente na amigdalite bacteriana, que é causada por bactérias do tipo Streptococcus pyogenes. Saiba mais o que é a amigdalite bacteriana, como se pega e tratamento.

Possíveis causas e transmissão

A amigdalite viral é causada por diferentes vírus, sendo os mais comuns o rinovírus, coronavírus, adenovírus, herpes simples, influenza, parainfluenza e Coxsackie. Estes vírus são os mesmos vírus que causam gripe e resfriado e são transmitidos através das gotículas do espirro ou tosse de uma pessoa contaminada e pelo contato direto com objetos contaminados, como talheres e escova de dentes.

Esta infecção na garganta provocada por vírus é muito comum em crianças pequenas, com 5 anos em média, pois são facilmente adquiridas nas creches e escolas devido contato direto que as crianças têm nestes locais.

No caso dos adultos, para prevenir a amigdalite viral é importante lavar as mãos frequentemente, evitar compartilhar objetos de uso pessoal e não ficar muito tempo em locais muito aglomerados, principalmente se tiver imunidade baixa.

Como é feito o tratamento

O tratamento para amigdalite viral deve ser orientado por um médico de clínica geral, pediatra ou otorrinolaringologista que fará um exame físico da garganta para fazer a diferenciação se a infecção na garganta é causada por vírus ou bactérias e poderá solicitar exames de sangue, como o hemograma, para verificar os sinais de infecção.

Depois de examinar a garganta e verificar que se trata de uma amigdalite viral o médico não vai receitar antibióticos, pois estes são somente usados para matar as bactérias no caso da amigdalite bacteriana e não é recomendado usar antibióticos sem receita, porque tornam as bactérias resistentes.

No caso da amigdalite viral, o próprio corpo libera células de defesa para combater o vírus e para aliviar os sintomas, como dor e febre, o médico poderá indicar medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, como o paracetamol e o ibuprofeno. Além disso, se a pessoa tiver amigdalite de repetição pode ser indicada a cirurgia para retirada das amígdalas, chamada de amigdalectomia. Saiba como é feita a cirurgia para retirada das amígdalas e o que comer depois.

O vídeo a seguir também tem informações importantes sobre a recuperação da cirurgia de amígdalas:

Tratamento natural para amigdalite viral

Algumas medidas para melhorar os sintomas de amigdalite viral podem ser realizadas em casa, como por exemplo:

  • Comer alimentos pastosos e macios, como sopas e caldos;
  • Beber grande quantidade de água, mais de 2 litros por dia;
  • Chupar pastilhas para garganta irritada;
  • Manter em repouso, evitando atividades físicas intensas;
  • Ficar em um ambiente arejado e úmido.

Outras receitas caseiras também podem ser feitas para aliviar a amigdalite viral como fazer gargarejos de sal com água morna de 2 a 3 vezes por dia e tomar chá de limão com gengibre, por exemplo. Veja como fazer chás para garganta inflamada.

Possíveis complicações

As complicações da amigdalite são muito raras e geralmente ocorre nos casos em que é provocada por bactérias, no entanto, em pessoas com imunidade baixa ou crianças muito pequenas podem ocorrer dos vírus que estão causando a amigdalite se espalhar e provocar outras infecções, como no ouvido, por exemplo.

Bibliografia >

  • INTERAMERICAN ASSOCIATION OF PEDIATRIC OTORHINOLARYNGOLOGY. Tonsilite viral ou bacteriana. Disponível em: <http://www.iapo.org.br/manuals/10-2.pdf>. Acesso em 11 Fev 2020
  • INTERAMERICAN ASSOCIATION OF PEDIATRIC OTORHINOLARYNGOLOGY. Infecção de garganta. Disponível em: <http://www.iapo.org.br/imageBank/otorrino-06-infeccao-de-garganta-pequeno.pdf>. Acesso em 11 Fev 2020
  • SIMÕES, José A.; FALCÃO, Isabel M.; DIAS, Carlos M. Incidência de Amigdalite aguda na população sob observação pela Rede «Médicos-Sentinela» no ano de 1998. Rev Port Clin Geral. Vol.18. 99-108, 2002
  • NHS INFORM. Tonsillitis. Disponível em: <https://www.nhsinform.scot/illnesses-and-conditions/ears-nose-and-throat/tonsillitis>. Acesso em 11 Fev 2020
  • ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE OTORRINOLARINGOLOGIA E CIRURGIA CÉRVICO-FACIAL. Guideline IVAS Guideline IVAS Infecções das Vias Aéreas Superiores. Disponível em: <https://www.aborlccf.org.br/imageBank/guidelines_completo_07.pdf>. Acesso em 10 Fev 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem