Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Ambliopia: o que é, sintomas e tratamento

A ambliopia, também conhecida como "olho preguiçoso", é a diminuição da capacidade visual que ocorre, principalmente, pela falta de estímulo ao olho durante o desenvolvimento da visão, sendo mais frequente em crianças e adultos jovens.

A ambliopia é identificada pelo oftalmologista através de exames que avaliam a capacidade visual e permitem identificar a causa para que seja, então, possível indicar o tratamento mais adequado, que pode incluir o uso de óculos, tampão no olho ou cirurgia, por exemplo. É importante que a causa da ambliopia seja identificada e tratada cedo, já que a persistência por muitos anos pode provocar mau desenvolvimento da visão, de forma que a pessoa não consiga alcançar a visão normal.

Ambliopia: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

Geralmente, a ambliopia não provoca sintomas, surgindo e piorando de forma silenciosa, principalmente por ser um problema que costuma afetar as crianças.

Assim, é importante estar atento aos sinais de desalinhamento dos olhos, que indicam estrabismo, ou de dificuldades visuais, como por exemplo dificuldades para aprendizado na escola, ter por hábito cerrar os olhos ou aproximar objetos para ler. Caso surjam, deve-se agendar uma consulta com o oftalmologista, que irá realizar o exame oftalmológico. Atualmente recomenda-se, após o teste do olhinho, consulta anual desde as mais tenras idades.

Entenda melhor como é feito o exame oftalmológico e quando é necessário fazer.

Possíveis causas da ambliopia

A ambliopia pode surgir em apenas um ou ambos os olhos, e pode ter diversas causas, desde causas funcionais, quando a visão de um olho é desestimulada por dificuldades visuais, até causas orgânicas, em que uma lesão dificulta a visão. Assim, geralmente, o cérebro costuma favorecer a visão do olho que enxerga melhor, e a visão do outro olho fica cada vez mais suprimida.

De acordo com as causas, a ambliopia pode ser classificada em alguns tipos, sendo os principais:

1. Ambliopia estrábica

É a causa mais comum de ambliopia, que acontece em crianças que nascem com o estrabismo. Nestes casos, o cérebro da criança consegue adaptar a visão para que não fique duplicada, e acaba por suprimir a visão do olho desviado, ignorando a visão captada por este olho.

Embora consiga adaptar a visão da criança ao estrabismo, esta supressão dos estímulos resulta na redução da visão do olho afetado. Isto pode ser curável com o tratamento, entretanto, é importante que seja feito o mais precoce possível, ainda nos primeiros anos de vida, para permitir que a visão seja recuperada completamente.

2. Ambliopia refracional

Este tipo de alteração ocorre quando há problemas refrativos na visão, como uma miopia, hipermetropia ou astigmatismo, por exemplo, podendo ser classificada nos seguintes tipos:

  • Anisometrópica: quando há uma diferença de graus entre os olhos, mesmo que não seja muito intensa, fazendo com que a visão de um olho predomine sobre o olho com pior visão;
  • Ametrópica: acontece quando há um problema refrativo de grau elevado, mesmo que bilateral, e geralmente acontece em casos de hipermetropia;
  • Meridional: é causada por um astigmatismo não corrigido adequadamente, que também pode causar supressão da visão.

Os erros refrativos são importantes causas de ambliopia, e devem ser detectados e tratados o quanto antes para impedir que provoquem uma alteração visual irreversível.

3. Ambliopia por privação

A ambliopia por privação de estímulos, ou ex-anopsia, acontece quando surgem doenças que impedem a entrada de luz no olho para uma correta visão, como por uma catarata congênita, opacidades ou cicatrizes corneanas, por exemplo, o que interrompe o desenvolvimento visual.

Em alguns casos, até mesmo o uso do tampão ocular que é usado para o tratamento do estrabismo, se usado constantemente, pode ser uma causa de ambliopia no olho que fica privado da visão. Dessa forma, nesses casos, ressalta-se a importância de que a criança seja acompanhada por um oftalmologista infantil.

Ambliopia: o que é, sintomas e tratamento

Como é o tratamento

O tratamento da ambliopia deve ser recomendado pelo oftalmologista e varia de acordo com a causa e grau da alteração visual. Assim, o tratamento tem como objetivo corrigir a causa e promover a melhora da capacidade visual da pessoa, podendo ser indicado o uso de óculos ou tapa-olhos, que ao tapar o olho sem alteração estimula que o olho com ambliopia se mantenha centralizado, estimulando a visão.

Em alguns casos, pode ser também indicada a realização de cirurgia para corrigir a ação dos músculos dos olhos, fazendo com que se movam de forma sincronizada, ou, no caso da ambliopia por privação, ser realizada a cirurgia para remoção da catarata.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • CENTRO BRASILEIRO DE CIRURGIA DE OLHOS. Ambliopia. Disponível em: <https://www.cbco.com.br/doencas/ambliopia/#:~:text=Ambliopia%20%C3%A9%20um%20termo%20oftalmol%C3%B3gico,devidamente%20estimulada%20no%20momento%20certo.>. Acesso em 20 Abr 2021
  • NOGUEIRA, RAFAEL D. M.; FERREIRA, BRUNO F. A.; PINTO, HUGO S. R. Ambliopia. Disponível em: <http://www.ligadeoftalmo.ufc.br/arquivos/ed_-_ambliopia.pdf>. Acesso em 20 Abr 2021
  • ZAGUI, Roberta M. B. Ambliopia: revisão da literatura, definição, avanços e tratamentos. eOftalmo. Vol 5. 3 ed; 116-127, 2019
Mais sobre este assunto:

Carregando
...