Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é agorafobia e principais sintomas

A agorafobia corresponde ao medo de ficar em ambientes desconhecidos ou que se tem a sensação de não conseguir sair, como ambientes cheios, transporte público e cinema, por exemplo. Até mesmo a ideia de estar em um desses ambientes pode fazer com que a pessoa fique ansiosa e apresente sintomas semelhantes ao da síndrome do pânico, como tontura, aumento da frequência cardíaca e falta de ar. Saiba como identificar o transtorno do pânico.

Esse transtorno psicológico pode ser bastante limitante e ter impacto negativo na qualidade de vida da pessoa, pois como não consegue frequentar outros lugares ou relaxar quando se está em ambientes cheios, por exemplo, a interação com outras pessoas pode ser prejudicada, o que pode levar ao isolamento da pessoa.

O tratamento da agorafobia é feito por meio de sessões de terapia com um psicólogo ou psiquiatra e tem como objetivo ajudar a pessoa a enfrentar o medo e a ansiedade, tornando-a mais segura e confiante.

O que é agorafobia e principais sintomas

Principais sintomas

Os sintomas da agorafobia surgem quando a pessoa se encontra em ambientes desconhecidos ou que lhe causem angústia ou receio de não conseguirem sair sozinhos, como shopping, cinema, transportes público e restaurantes cheios, por exemplo. Os principais sintomas da agorafobia são:

  • Falta de ar;
  • Aumento dos batimentos cardíacos;
  • Tontura;
  • Suor excessivo;
  • Náuseas.

As pessoas com agorafobia tendem a ter baixa auto-estima, insegurança, sentem-se ansiosos em qualquer lugar que não a sua própria casa, têm medo de lugares muito amplos e sentem-se bastante ansiosos e angustiados com a possibilidade de serem expostos novamente a determinada situação que estimule a sua fobia. Conheça outros tipos comuns de fobia.

De acordo com o grau dos sintomas, a agorafobia pode ser classificada em três tipos:

  • Agorafobia leve, em que a pessoa consegue dirigir longas distâncias, consegue ir ao cinema, apesar de sentar no corredor, e evita lugares muito cheios, mas ainda assim frequentam shoppings, por exemplo;
  • Agorafobia moderada, em que a pessoa só consegue ir para lugares mais próximos de casa acompanhada de outra pessoa e evita usar transporte público;
  • Agorafobia grave, que é o tipo de agorafobia mais limitante, já que nesse grau a pessoa não consegue sair de casa e se sente ansiosa só pelo fato de ir em algum lugar.

Dependendo dos sintomas, a agorafobia pode ser bastante limitante e ter impactos negativos na qualidade de vida da pessoa. Por isso, ao se notar sintomas característicos da agorafobia é importante ir ao psicólogo ou psiquiatra para que se possa iniciar o tratamento.

Como é feito o tratamento

O tratamento da agorafobia é feito por um psicólogo ou psiquiatra baseado nos sintomas apresentados pela pessoa.

O profissional avalia o que leva a pessoa a manifestar os sintomas, se são frequentes e o impacto que esses sintomas têm na vida da pessoa. Assim, auxilia a pessoa a enfrentar as situações que lhe causem ansiedade, de modo a fazer com que a pessoa se sinta mais segura e confiante. Pode ser recomendado também a práticas de atividades relaxantes, como yoga ou meditação, por exemplo.

Dependendo o grau dos sintomas, o psiquiatra pode indicar o uso de medicamentos para controlar os sintomas e a pessoa se sentir mais relaxada diante de determinadas situações.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...