Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Adenoma tubular: o que é, como identificar e tratar

O adenoma tubular corresponde ao crescimento anormal das células tubulares presentes no intestino, não levando ao aparecimento de sinais ou sintomas e sendo identificado apenas durante a realização da colonoscopia.

Esse tipo de adenoma é na maioria das vezes considerado benigno, havendo risco de transformação em tumor. No entanto, é importante que sejam feitos exames de rotina para acompanhar a evolução do adenoma tubular, principalmente no caso de pessoas que possuem fatores de risco como alimentação rica em gorduras, consumo frequente de bebidas alcoólicas e tabagismo, pois nesses casos há risco de desenvolvimento de câncer colorretal.

Adenoma tubular: o que é, como identificar e tratar

Como identificar o adenoma tubular

A maioria dos casos de adenoma tubular não leva ao aparecimento de sinais ou sintomas, no entanto algumas pessoas podem apresentar alteração nos hábitos intestinais, mudança na cor das fezes, dor abdominal e sintomas relacionados com a anemia.

Assim, o adenoma tubular na maioria dos casos é identificado durante a colonoscopia, que é um exame indicado pelo gastroenterologista ou clínico geral em que é feita a avaliação da mucosa intestinal com o objetivo de identificar alterações. Entenda como é feita a colonoscopia.

O adenoma tubular é grave?

A maioria dos casos de adenoma tubular não é grave, mas é preciso acompanhamento periódico para verificar a evolução do adenoma. Em alguns casos, durante a colonoscopia, é feita a remoção da lesão, dependendo da forma que ela se apresente ao exame.

No entanto, quando o adenoma tubular aparece em pessoas que possuem hábitos de vida pouco saudáveis, como alimentação rica em gorduras, sedentarismo, consumo excessivo de álcool, excesso de peso ou tabagismo, há maior risco de haver transformação maligna do adenoma, aumentando o risco de câncer colorretal. Saiba como identificar o câncer de colorretal.

Como é o tratamento

O adenoma tubular é na maioria das vezes considerado benigno e, por isso, não é necessário tratamento específico.

Como o surgimento do adenoma muitas vezes está relacionado com o estilo de vida, o seu tratamento consiste na melhora dos hábitos alimentares, dando preferência a alimentos ricos em fibras e vegetais e com menor quantidade de gordura, realização de atividade física de forma regular e diminuição da quantidade de bebidas alcoólicas consumidas. Dessa forma, é possível diminuir a taxa de crescimento do adenoma e o risco de malignidade.

Por outro lado, nos casos em que é verificado pelo médico que há risco de desenvolvimento de câncer, pode ser realizada a remoção do adenoma tubular durante a realização da colonoscopia.

Bibliografia >

  • NCBI. Tubular Adenoma. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK553180/>. Acesso em 23 Jul 2020
  • BATISTA RR, LIMA RFC, FONSECA MFM, TODINOV LR, Formiga GJS. Indicações de colonoscopia versus achado de pólipos e neoplasias colorretais. Rev bras Coloproct, 2011;31(1): 64-70.. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbc/v31n1/v31n1a09.pdf
  • T. GAGO. et al.. Pólipos colo-rectais e sua importância clínica. REVISTA PORTUGUESA DE COLOPROCTOLOGIA. Vol. 14, n. 2. pp. 50-60, maio/junho 2017. Disponivel em:
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem