Acupuntura: o que é, para que serve e como é feita

Revisão clínica: Manuel Reis
Enfermeiro
julho 2022
  1. Para que serve
  2. Tipos
  3. Como é feita
  4. Pontos de acupuntura
  5. Indicação
  6. Possíveis riscos

A acupuntura é uma opção de tratamento complementar que tem origem na medicina tradicional chinesa em que é feita a aplicação de pequenas agulhas em pontos específicos do corpo, por meio da qual acredita-se corrigir desequilíbrios na energia que sai por esses pontos e que são responsáveis por causar sintomas como dor e náusea.

De acordo com os princípios da acupuntura, esta prática poderia ser empregada no tratamento de muitas doenças, como alergias ou artrite reumatoide. No entanto, atualmente as principais indicações são no tratamento da dor, em doenças como osteoartrite e lombalgia, e náusea e vômitos, como em casos de quimioterapia e após cirurgias.

Assim, mais estudos são necessários para que a acupuntura possa ser indicada em outras situações e deve sempre ser realizada por profissionais capacitados e sob orientação de um médico.

Para que serve

A acupuntura geralmente é indicada para complementar o tratamento das seguintes situações: :

  • Dor lombar;
  • Dor dentária após cirurgias;
  • Osteoartrite;
  • Dor no joelho;
  • Náusea e vômitos devido à quimioterapia ou pós-operatório;
  • Dores no pescoço;
  • Fibromialgia;
  • Enxaqueca.

Além disso, é possível que a acupuntura tenha benefícios no tratamento de doenças como alergias, artrite reumatoide, ansiedade, depressão e obesidade, e possa ser utilizada também para auxiliar pessoas a pararem de fumar. No entanto, mais estudos são necessários para que a acupuntura possa ser indicada nestes casos. Conheça mais benefícios da acupuntura.

Tipos de acupuntura

Os principais tipos de acupuntura são:

1. Acupuntura tradicional

A acupuntura tradicional é a mais comum e a sua realização geralmente envolve a aplicação cuidadosa de agulhas finas de aço inoxidável em pontos específicos sobre a pele, enquanto a pessoa permanece deitada e relaxada. As agulhas geralmente são deixadas por cerca de 10 a 20 minutos e depois retiradas.

2. Acupuntura auricular

A acupuntura auricular, também conhecida como auriculoterapia, consiste na aplicação de diferentes tipos de agulhas finas em pontos específicos na orelha e, algumas vezes, sementes de mostarda também podem ser utilizadas. Confira para que serve a auriculoterapia e como é feita.

3. Escalpo acupuntura

A escalpo acupuntura, também chamada de acupuntura da cabeça, é uma técnica de acupuntura em que a aplicação das agulhas é feita em áreas específicas da cabeça, que variam conforme a anatomia e funcionamento do cérebro. Essas áreas não estão diretamente relacionadas com os pontos da acupuntura tradicional geralmente utilizados.

4. Ventosaterapia

A ventosaterapia, também conhecida como cupping, é uma forma de acupuntura que consiste na aplicação de ventosas ou pequenos potes em pontos específicos sobre a pele causando uma pressão negativa, que pode ser feita por meio sucção ou aplicação de calor. Confira como é feita e os benefícios da ventosaterapia.

5. Moxabustão

A moxabustão é uma técnica de acupuntura que consiste no uso de calor para estimular pontos específicos da pele. Esse estímulo geralmente é realizado utilizando um bastão enrolado de ervas especiais que são queimadas, como a artemísia. Entenda melhor como é aplicada a moxabustão e seus benefícios.

6. Eletroacupuntura

A eletroacupuntura é um tipo de acupuntura em que é usado um aparelho para aplicar um estímulo elétrico às agulhas finas tradicionalmente utilizadas na acupuntura, que são colocadas em pontos específicos da pele.

Como é feita

A acupuntura tradicional envolve o uso de agulhas bem finas, descartáveis e com comprimentos e larguras variadas, para aplicação em diferentes pontos da pele, com base nos sintomas, doenças e problemas de saúde apresentados por uma pessoa.

As sessões de acupuntura são feitas por um acupunturista, que pode ser um médico, fisioterapeuta ou terapeuta ocupacional e não necessita de anestesia, porque as agulhas são extremamente finas e a aplicação é feita com técnicas precisas.

Geralmente, a pessoa fica deitada por cerca de 20 a 40 minutos em uma maca, dependendo do tipo de acupuntura e da indicação do tratamento, e ao final das aplicações as agulhas são retiradas. Geralmente, o local onde foram introduzidas não fica dolorido.

Onde ficam os pontos de acupuntura

Os pontos de acupuntura, conhecidos como meridianos, são os locais exatos onde as agulhas finas são aplicadas para que o excesso de energia seja liberado ou seu fluxo seja reduzido, restabelecendo o equilíbrio e, assim, aliviando sintomas como dor e náusea.

De acordo com a medicina tradicional chinesa existem 12 meridianos que estão relacionados a vários órgãos como pulmão, baço, intestino, bexiga e vesícula. No entanto, algumas partes do corpo, como os pés e orelhas, possuem vários pontos, que também podem ser estimulados com as agulhas para aliviar sintomas específicos. Veja onde ficam outros pontos de acupuntura.

Quem pode fazer

Qualquer um pode fazer acupuntura, mesmo pessoas que não tenham nenhuma doença ou sintoma, pois esta técnica pode ser usada apenas para melhorar o bem-estar. Além disso, a acupuntura também pode ser feita em crianças e mulheres grávidas, principalmente para aliviar a náusea e enjoo da gravidez.

Possíveis riscos

A acupuntura é uma técnica segura e que possui poucos riscos. No entanto, é importante que pessoas em uso de anticoagulantes ou com sintomas como inchaço, sangramentos ou hematomas, consultem um médico antes de realizá-la devido ao risco de sangramento.

Além disso, é recomendado que pessoas com neutropenia e doenças da pele, como alergias e infecções, evitem realizar acupuntura, devido ao risco de infecções mais graves. Ainda, em caso de doenças febris, como gripes ou resfriados, a acupuntura também deve ser evitada até a melhora dos sintomas.

Ao fazer acupuntura é importante escolher um profissional qualificado e clínicas certificadas, que seguem as normas da ANVISA, preferindo locais onde as agulhas utilizadas sejam descartadas após cada uso, pois sua reutilização aumenta as chances de contrair doenças, como a hepatite e HIV.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em julho de 2022. Revisão clínica por Manuel Reis - Enfermeiro, em julho de 2022.

Bibliografia

  • HAO, Jason J; HAO, Linda L. Review of Clinical Applications of Scalp Acupuncture for Paralysis: An Excerpt From Chinese Scalp Acupuncture. Glob Adv Health Med. Vol.1, n.1. 102–121, 2012
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION. WHO benchmarks for the practice of acupuncture. 2021. Disponível em: <https://www.who.int/publications/i/item/978-92-4-001688-0>. Acesso em 22 jul 2022
Mostrar bibliografia completa
  • NATIONAL CENTER FOR COMPLEMENTARY AND INTEGRATIVE HEALTH. Acupuncture: In Depth. Disponível em: <https://www.nccih.nih.gov/health/acupuncture-in-depth>. Acesso em 22 jul 2022
  • ABOUSHANAB, Tamer S; AlSANAD, Saud. Cupping Therapy: An Overview from a Modern Medicine Perspective. Journal of Acupuncture and Meridian Studies. Vol.11, n.3. 83-87, 2018
  • WANG, Taiwu et al. Acupuncture and moxibustion for chronic fatigue syndrome in traditional Chinese medicine: a systematic review and meta-analysis. BMC Complement Altern Med. Vol.17. 163, 2017
  • QU, Fan et al. Use of electroacupuncture and transcutaneous electrical acupoint stimulation in reproductive medicine: a group consensus. J Zhejiang Univ Sci B. Vol.18, n.3. 186–193, 2017
  • WANG, Haiyi et al . The Most Commonly Treated Acupuncture Indications in the United States: A Cross-Sectional Study. Am J Chin Med. Vol.9. 1-33, 2018
  • STATPEARLS. Acupuncture. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK532287/>. Acesso em 22 jul 2022
  • CHEN, Feng I; ANTOCHI, Andreea D; BARBILLIAN, Adrian G. Acupuncture and the retrospect of its modern research. Rom J Morphol Embryol. Vol.60, n.2. 411-418, 2019
  • ABDI, Hamid et al. The Effects of Body Acupuncture on Obesity: Anthropometric Parameters, Lipid Profile, and Inflammatory and Immunologic Markers. The Scientific World Journal. Vol. 2012. 1-10, 2012
  • YUN, Younghee et al. Effect of Facial Cosmetic Acupuncture on Facial Elasticity: An Open-Label, Single-Arm Pilot Study. Evid Based Complement Alternat Med. Vol. 2013. 1-5, 2013
  • JOHNS HOPKINS HOSPITAL. Acupuncture. Disponível em: <https://www.hopkinsmedicine.org/health/wellness-and-prevention/acupuncture>. Acesso em 28 nov 2019
  • ACUPUNCTURE ASSOCIATION OF CHARTERED PHYSIOTHERAPISTS. What is Acupuncture?. 2019. Disponível em: <https://www.aacp.org.uk/page/14/what-is-acupuncture>. Acesso em 28 nov 2019
  • NATIONAL HEALTH SERVICE. Acupuncture. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/acupuncture/>. Acesso em 28 nov 2019
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.