Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Acalásia: o que é, causas, sintomas e tratamento

A acalásia é uma doença do esôfago caracterizada pela ausência dos movimentos peristálticos que empurram os alimentos para o estômago e pelo estreitamento do esfíncter do esôfago, o que causa dificuldade para engolir sólidos e líquidos, tosse noturna e emagrecimento, por exemplo.

Essa doença pode acontecer em qualquer idade, no entanto é mais comum entre os 20 e 40 anos e possui progressão gradual ao longo do anos. É importante que a acalásia seja identificada e tratada rapidamente para que se possam evitar complicações, como deficiências nutricionais, problemas respiratórios e, até mesmo, câncer no esôfago.

Acalásia: o que é, causas, sintomas e tratamento

Causas de Acalásia

A acalásia acontece devido a uma alteração nos nervos que inervam os músculos do esôfago, resultando na diminuição ou ausência de contrações musculares que permitem a passagem dos alimentos.

A acalásia ainda não possui uma causa bem estabelecida, no entanto acredita-se que pode acontecer como consequência de doenças auto-imunes e infecções virais. Além disso, já foram verificados casos de acalásia devido à doença de Chagas em função do desgaste dos nervos do esôfago causado pelo Trypanosoma cruzi, que é o agente infeccioso responsável pela doença de Chagas.

Principais sintomas

Os principais sintomas de acalásia são:

  • Dificuldade de engolir sólidos e líquidos;
  • Dor no peito;
  • Refluxo gástrico;
  • Tosse noturna;
  • Infecções das vias aéreas;
  • Problemas respiratórios.

Além disso, é possível perceber emagrecimento devido à menor ingestão de alimentos e dificuldade de esvaziamento do esôfago.

Como é o diagnóstico

O diagnóstico da acalásia é feito pelo gastroenterologista ou clínico geral através da análise dos sintomas e observação do esôfago através de exames específicos, como endoscopia digestiva alta, radiografia com contraste do esôfago, estômago e duodeno, e manometria esofágica.

Em alguns casos, pode também ser necessária a realização de biópsia para verificar se os sintomas apresentados estão relacionados com câncer ou outras doenças. Os exames solicitados servem não só para concluir o diagnóstico mas também para definir a gravidade da doença, o que é importante para que o médico estabeleça o tratamento.

Tratamento para Acalásia

O tratamento para acalásia tem como objetivo alargar o esôfago para permitir a passagem correta dos alimentos para o estômago. Para isso, são utilizadas algumas técnicas, como encher um balão dentro do esôfago para alargar os feixes musculares de forma permanente, e a utilização de nitroglicerina e bloqueadores de cálcio antes das refeições, que ajudam a relaxar o esfíncter e diminuir os sintomas.

A cirurgia utilizada nesse tratamento consiste em cortar as fibras musculares do esôfago, e apesar dos efeitos colaterais, tem demonstrado ser a técnica mais eficaz no tratamento para acalásia.


Bibliografia

  • TRINDADE, Eduardo N.; BOZA, Juliana, C.; TRINDADE, Manoel Roberto M. Tratamento da Acalasia: Dilatação ou Cirurgia?. Revista Brasileira de Videocirurgia. Vol 4. 4 ed; 181-182, 2006
  • LAURINO-NETO, Rafael M. et al. Avaliação diagnóstica da Acalásia do Esôfago: dos sintomas à classificação de Chicago. ABCD Arq Bras Cir Dig. Vol 31. 2 ed; 2018
  • MANUAL MSD. Acalasia (Cardiospasmo, Aperistaltismo Esofágico, Megaesôfago). Link: <www.msdmanuals.com>. Acesso em 12 Jun 2019
Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem