Cromo: o que é, para que serve e como consumir

O cromo é um mineral importante para corpo pois participa do metabolismo de gordura, carboidratos e proteínas, tendo como benefícios aumentar a ação da insulina, a energia e a massa muscular, e promover o controle da glicemia, por exemplo.

Esse mineral é encontrado naturalmente em alguns alimentos, como carnes, ovos, vegetais e legumes, mas também pode ser usado na forma de suplementos alimentares, como o picolinato de cromo.

Leia também: Picolinato de cromo: o que é, para que serve e como tomar tuasaude.com/picolinato-de-cromo

Para obter os benefícios desse mineral, é importante incluir os alimentos ricos em cromo na alimentação do dia a dia ou usar os suplementos, quando indicados pelo médico ou nutricionista.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

O cromo é um mineral que serve para diversas funções no corpo, participando principalmente do metabolismo de carboidratos, o que aumenta a ação e a sensibilidade ao hormônio insulina .

Além disso, é possível também que o cromo tenha atividade no metabolismo das gorduras e proteínas e, por isso, pode ser um ótimo aliado em dietas de emagrecimento e ganho de massa muscular.

Leia também: 9 dicas de dieta para ganhar massa muscular (com cardápio) tuasaude.com/dieta-para-aumentar-a-massa-muscular

9 benefícios do cromo

Os principais benefícios do cromo são:

1. Auxiliar no tratamento da resistência à insulina

O cromo pode auxiliar no tratamento da resistência à insulina, pois regula os receptores da insulina nas células, além de aumentar e prolongar o efeito desse hormônio no corpo.

2. Controlar a glicemia

O cromo ajuda a controlar a glicemia porque aumenta a sensibilidade das células à insulina, o que faz com que a glicose circulante no sangue seja equilibrada, promovendo o controle e a prevenção da diabetes.

Leia também: 14 frutas para diabéticos (e o que evitar) tuasaude.com/frutas-recomendadas-para-diabetes

3. Favorecer a perda de peso

O cromo ajuda na perda de peso porque potencializa a ação da insulina, hormônio que aumenta a utilização de carboidratos e gorduras pelas células, como fonte de energia, e aumenta a absorção de proteínas.

Além disso, o aumento da ação da insulina também ajuda a diminuir a sensação de fome, pois a vontade de comer aparece quando esse hormônio está em baixa no organismo.

4. Auxiliar no tratamento da síndrome metabólica

A síndrome metabólica é um conjunto de fatores, como obesidade abdominal, triglicerídeos e colesterol ruim alto, colesterol bom baixo e aumento do açúcar no sangue, que aumentam o risco de desenvolvimento de diabetes e doenças cardiovasculares.

Por agir no metabolismo de gorduras e carboidratos, o cromo pode auxiliar no tratamento da síndrome metabólica, pois promove a redução do colesterol e aumenta a ação e sensibilidade à insulina.

5. Promover o ganho de massa muscular

O cromo estimula a produção de músculos, pois aumenta a absorção de proteína no intestino, e faz com que ela seja mais utilizada pelas células musculares após o exercício físico, favorecendo o ganho de massa muscular.

Leia também: 9 suplementos para ganhar massa muscular (e como usar) tuasaude.com/suplementos-para-ganhar-massa-muscular

6. Aumentar o metabolismo do corpo

Por promover o aumento da massa muscular, o cromo também ajuda a aumentar o metabolismo do corpo. Isso porque os músculos consomem muita energia.

Assim, quanto mais músculos, maior será o metabolismo e mais fácil é o emagrecimento.

7. Regular os níveis de colesterol

O cromo também ajuda no controle do colesterol, pois atua diminuindo o colesterol "ruim", LDL, e aumentando o colesterol "bom", HDL, podendo ser indicado como complemento ao tratamento do colesterol alto.

8. Prevenir doenças cardiovasculares

Por atuar regulando os níveis de colesterol, o cromo pode ajudar a prevenir o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, como aterosclerose, infarto ou AVC.

9. Auxiliar no tratamento dos ovários policísticos

O cromo também pode auxiliar no tratamento da síndrome dos ovários policísticos, pois melhora a sensibilidade à insulina, uma vez que um dos fatores relacionados a essa síndrome é a resistência à insulina.

Como consumir

O cromo é um mineral que pode ser encontrado naturalmente em alimentos ou usado na forma de suplementos.

1. Alimentos ricos em cromo

O cromo pode ser encontrado naturalmente em alimentos, como:

  • Carnes, frango e frutos do mar;
  • Ovos;
  • Leite e derivados;
  • Grãos integrais como aveia, linhaça e chia;
  • Alimentos integrais, como arroz e pão;
  • Frutas, como uva, maçã e laranja;
  • Vegetais, como espinafre, brócolis, alho e tomate;
  • Leguminosas, como feijão, soja e milho.

O ideal é que esses alimentos fontes de cromo sejam consumidos junto com alimentos fonte de vitamina C, como laranja, abacaxi e acerola, para aumentar a absorção desse mineral no intestino.

Leia também: Vitamina C: para que serve, alimentos e quantidade recomendada tuasaude.com/vitamina-c

2. Suplemento de cromo

O uso do suplemento de cromo é normalmente indicado para pessoas com deficiência de cromo ou que são praticantes de atividade física intensa e que desejam o ganho de massa muscular. Veja mais sobre o uso do suplemento de cromo.

O cromo pode ser consumido na forma de suplementos em cápsulas, como o picolinato de cromo. A dosagem diária varia de acordo com as necessidades nutricionais e os objetivos do tratamento, sendo geralmente recomendado tomar as cápsulas no almoço ou jantar.

O consumo excessivo do suplemento de cromo pode causar sintomas como náuseas, vômitos e dores de cabeça.

É importante ressaltar que, ainda são necessários mais estudos científicos que comprovem os benefícios dos suplementos de cromo. Por isso, o seu uso deve ser feito somente com a indicação do médico ou nutricionista.

Quantidade diária recomendada

A quantidade diária recomendada de cromo varia de acordo com a idade e o sexo, de acordo com a tabela a seguir:

Idade / sexo Quantidade diária recomendada (mcg)
Bebês até 6 meses 0,2 mcg
De 7 a 12 meses 5,5 mcg
De 1 a 3 anos 11 mcg
De 4 a 8 anos 15 mcg
Meninos de 9 a 13 anos 25 mcg
Meninas de 9 a 13 anos 21 mcg
Homens de 14 a 50 anos 35 mcg
Mulheres de 14 a 18 anos 24 mcg
Mulheres de 19 a 50 anos 25 mcg
Homens de 51 anos em diante 30 mcg
Mulheres de 51 anos em diante 20 mcg
Mulheres grávidas até 18 anos 29 mcg
Mulheres grávidas de 19 a 50 anos 30 mcg

As mulheres que amamentam e têm até 18 anos precisam consumir 44 mcg de cromo por dia. Já para mulheres que amamentam e têm entre 19 e 50 anos, a recomendação diária de cromo é de 45 mcg.

Deficiência de cromo

A deficiência de cromo pode provocar sintomas como cansaço, irritabilidade, alterações do humor, e aumento dos níveis de glicose e colesterol no sangue.

No entanto, uma dieta saudável e balanceada, contendo alimentos que são ricos nesse mineral, é capaz de fornecer as quantidades necessárias de cromo por dia. Veja como fazer uma dieta saudável.

Vídeos relacionados