Vitamina B5: para que serve, onde encontrar e sintomas de falta

março 2022

A vitamina B5, conhecida também como ácido pantotênico, é essencial para o bom funcionamento do metabolismo do corpo, porque ajuda a transformar a gordura e os carboidratos dos alimentos em energia.

Essa vitamina também é fundamental para a produção e equilíbrio de hormônios e de colesterol no organismo, além de ser importante para a produção de hemácias, que são as células do sangue que transportam oxigênio pelo corpo, ajudando na prevenção do cansaço e fadiga.

A vitamina B5 pode ser encontrada em diversos alimentos, como carne bovina, frango, fígado, batata e cereais integrais, por exemplo. Além disso, essa vitamina também pode ser encontrada na forma de suplementos, como ácido pantotênico ou pantotenato de cálcio, sendo indicada por um médico, ou nutricionista, em casos de deficiência de vitamina B5.

Para que serve

A vitamina B5 é fundamental para manter a saúde, desempenhando as seguintes funções:

  • Produz energia e manter o bom funcionamento do metabolismo;
  • Produz e equilibra alguns hormônios e o colesterol;
  • Favorece a cicatrização de feridas e cirurgias;
  • Diminui o cansaço e a fadiga;
  • Melhora os sintomas da artrite reumatoide, como dor e rigidez matinal.

Como a vitamina B5 é facilmente encontrada em diversos alimentos, as pessoas que fazem uma alimentação saudável e variada têm o consumo adequado desse nutriente.

Alimentos ricos em vitamina B5

A vitamina B5 pode ser encontrada em boas quantidades no farelo de trigo, abacate, sementes de girassol, fígado, queijos, cogumelos e salmão, por exemplo. Confira outros alimentos ricos em vitamina B5.

Quantidade diária recomendada

A quantidade diária recomendada de vitamina B5 pode variar de acordo com a idade e a fase da vida, como descrito na tabela a seguir:

Idade

Quantidade de vitamina B5 por dia

0 a 6 meses

1,7 mg

7 a 12 meses

1,8 mg

1 a 3 anos

2 mg

4 a 8 anos

3 mg

9 a 13 anos

4 mg

De 14 a 70 anos

5 mg

De 70 anos em diante

5 mg

Já as gestantes devem consumir 6 mg de vitamina B5 por dia e as mulheres que estão em período de amamentação precisam ingerir 7 mg dessa vitamina por dia.

Quando é indicada a suplementação

Em algumas situações, como o uso de pílulas anticoncepcionais, o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, pessoas com insuficiência renal ou doença celíaca, por exemplo, a alimentação não consegue fornecer quantidades adequadas de vitamina B5, resultando em deficiência desse nutriente no organismo.

Nestes casos, a suplementação de vitamina B5 pode ser indicada por um nutricionista, ou médico, sendo recomendada a ingestão de 100 a 500 mg dessa vitamina por dia, que pode ser encontrada na forma de pantotenato de cálcio, ácido pantotênico ou ainda em multivitamínicos.

Sintomas de falta de vitamina B5

Como a vitamina B5 participa de vários processos no organismo, a sua falta pode levar ao desenvolvimento de alguns sinais e sintomas, sendo os principais:

  • Insônia;
  • Sensação de ardência nos pés;
  • Formigamento nas mãos e pés;
  • Fraqueza muscular;
  • Irritabilidade;
  • Cãibra muscular;
  • Náuseas;
  • Dor de cabeça.

Além disso, a deficiência de vitamina B5 também pode causar hipoglicemia, diminuição do apetite, vômitos, dor abdominal e depressão.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em março de 2022.

Bibliografia

  • BRASIL INTERNATIONAL LIFE SCIENCES INSTITUTE DO BRASIL. Funções plenamente reconhecidas de nutrientes : vitaminas do complexo B. 2018. Disponível em: <https://ilsibrasil.org/wp-content/uploads/sites/9/2018/10/Fasc%C3%ADculo-COMPLEXO-B-009.pdf>. Acesso em 31 mar 2022
  • HARVARD SCHOOL OF PUBLIC HEALTH. The Nutrition Source: pantothenic Acid – vitamin B5. Disponível em: <https://www.hsph.harvard.edu/nutritionsource/pantothenic-acid-vitamin-b5/>. Acesso em 31 mar 2022
Mostrar bibliografia completa
  • NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH. Fact Sheet for Health Professionals: Pantothenic Acid. Disponível em: <https://ods.od.nih.gov/factsheets/PantothenicAcid-HealthProfessional/>. Acesso em 31 mar 2022
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.