Verruga no pênis: o que pode ser e como tratar

maio 2022
  1. O que pode ser
  2. Sinais e sintomas
  3. Transmissão
  4. Diagnóstico
  5. Tratamento

A verruga no pênis é um sintoma da infecção pelo vírus HPV, o Papilomavírus Humano, e está localizada principalmente da glande do pênis. As verrugas geralmente são da mesma cor da pele e podem ser lisas ou similares à couve-flor.

A verruga no pênis, conhecida também como condiloma acuminado ou crista de galo, é transmitida principalmente através de relações sexuais sem uso de preservativo. Veja como acontece a transmissão da verruga no pênis.

Apesar de não existir um tratamento que consiga eliminar o vírus do HPV do organismo, as terapias indicadas pelo médico, como uso de cremes e pomadas, laser, cirurgia e crioterapia, ajudam a remover as verrugas, diminuindo o risco de transmissão do vírus para outras pessoas.

O que pode ser verruga no pênis

A verruga no pênis, ou condiloma acuminado, é normalmente sinal de infecção sexualmente transmissível causada pelo HPV, um tipo de vírus que infecta a pele e as mucosas causando o surgimento de uma ou mais lesões na glande (cabeça no pênis) do pênis. Entenda melhor o que pode ser a verruga no pênis.

Principais sinais e sintomas

Além da presença das lesões da mesma cor da pele, que podem ser visíveis a olho nu, ou muito pequenas, e que podem ser lisas, ou semelhantes à uma couve-flor, outros sinais e sintomas também podem acompanhar a verruga no pênis, como:

  • Sangramentos;
  • Coceira ou irritação;
  • Ardência.

É importante ressaltar que as lesões no pênis podem surgir entre 2 meses e 20 anos após a infecção e não causam dor. Além disso, na maioria dos casos, a verruga no pênis não é acompanhada de outros sinais ou sintomas.

Como acontece a transmissão

A transmissão da verruga no pênis acontece através do contato direto com as lesões, sendo principalmente através das relações sexuais sem uso de preservativo, seja por via oral, anal e vaginal, podendo acontecer até mesmo sem a penetração vaginal ou anal. Apesar de ser bastante raro, a transmissão da verruga no pênis também pode acontecer com o uso compartilhado de brinquedos sexuais, roupas íntimas, toalhas, banheiras e vasos sanitários.

Alguns fatores de risco podem aumentar as chances de se contrair a verruga no pênis, como:

  • Manter relações sexuais com vários (as) parceiros (as);
  • Ter tido outra infecção sexualmente transmissível;
  • Ter relações sexuais com um (a) parceiro (a) que não conhece o histórico de saúde.

Além disso, pessoas com o sistema imunológico comprometido, como gestantes, pessoas em tratamento de quimioterapia, ou radioterapia, em uso de medicamentos imunossupressores e pessoas portadoras de HIV / Aids também têm mais chances de contrair a verruga no pênis.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da verruga no pênis deve ser feito por um urologista, que vai avaliar os possíveis sintomas apresentados, as lesões e o histórico de saúde da pessoa.

Além disso, o médico também pode solicitar alguns exames para complementar o diagnóstico, como exame de sangue biópsia e peniscopia, um exame que é feito com o uso de microscópio para identificar lesões muito pequenas no pênis, ajudando a confirmar a causa da verruga no pênis. Saiba como é feita a peniscopia.

Como é feito o tratamento

A cura contra o HPV acontece somente quando o organismo consegue combater o vírus naturalmente. No entanto, alguns tratamentos são indicados para eliminar as verrugas, o que evita a transmissão do vírus para outras pessoas.

Os  tratamentos indicados para remover as verrugas no pênis variam de acordo com o tamanho e local das lesões e incluem o uso de medicamentos, cirurgia, crioterapia ou laser.

1. Remédios

A aplicação, nas lesões, de algumas pomadas e cremes, como ácido tricloroacético, podofilina e interferon podem ser indicados e feitos pelo médico em consultório para ajudar a fortalecer o sistema imunológico e evitar a multiplicação do vírus  HPV.

Além disso, algumas pomadas e cremes também podem ser indicados para auto aplicação em casa, como o imiquimod, que deve ser aplicado no local em dias alternados e por até 16 semanas, e a podofilotoxina, que deve ser aplicada nas lesões 2 vezes ao dia por até 3 dias seguidos 

2. Laser

Este tipo de tratamento usa um feixe de luz intenso para destruir os vasos sanguíneos das lesões e diminuir o fluxo sanguíneo, causando, assim, a morte das células e ajudando a combater as verrugas no pênis.

3. Crioterapia

A crioterapia é uma técnica em que se aplica frio nas lesões, diminuindo o fluxo de sangue e promovendo a morte das verrugas. Veja como é feita a crioterapia.

4. Cirurgia

Esse procedimento é indicado somente quando é preciso avaliar o tipo de vírus causador da verruga no pênis. Além disso, a cirurgia também pode ser recomendada para pessoas com muitas lesões ou com lesões muito grandes ou, em casos que não respondem às outras formas de tratamento.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em maio de 2022.

Bibliografia

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Infecções sexualmente transmissíveis: Condiloma acuminado (Papilomavírus Humano - HPV). Disponível em: <http://www.aids.gov.br/pt-br/publico-geral/infeccoes-sexualmente-transmissiveis/condiloma-acuminado-papilomavirus-humano-hpv>. Acesso em 09 mai 2022
  • MAYO CLINIC. Disease and conditions: genital warts. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/genital-warts/symptoms-causes/syc-20355234>. Acesso em 09 mai 2022
Mostrar bibliografia completa
  • CLEVELAND CLINIC. Disease and conditions: genital warts. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/4209-genital-warts#symptoms-and-causes>. Acesso em 09 mai 2022
  • NHS. Health A to Z: genital warts. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/genital-warts/>. Acesso em 09 mai 2022
  • SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO PRIMÁRIA - PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO. Guia de referências rápidas: Doenças sexualmente transmissíveis. 2013. Disponível em: <https://subpav.org/download/prot/destaque/APS_DST_final_completo.pdf>. Acesso em 09 mai 2022
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Biblioteca virtual em saúde: condiloma acuminado (HPV). Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/condiloma-acuminado-hpv/>. Acesso em 09 mai 2022
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • O que significam as ALTERAÇÕES NO PÊNIS (coceira, manchas, espinhas...)

    03:57 | 423937 visualizações
  • INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS | com Drauzio Varella

    14:11 | 148382 visualizações