Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

6 Doenças que podem ser transmitidas pelos Cachorros

Os cachorros podem transmitir diversas doenças para as pessoas, já que se encontram em contato direto e frequente com bactérias, vírus e parasitas que podem ser encontrados no chão e no ambiente. 

É importante que os cachorros sejam levados ao veterinário periodicamente e sejam desparasitados também de forma regular para evitar a infecção e transmissão para as pessoas.

6 Doenças que podem ser transmitidas pelos Cachorros

As principais doenças causadas por cachorros são:

1. Micose

A micose é uma doença causada por fungos e que pode ser transmitida pelo contato direto com o pelo do animal infectado, causando mancha avermelhada na pele e intensa coceira, por exemplo.

O que fazer: Em caso de micose, é recomendado que a pessoa vá ao clínico geral ou dermatologista para que seja identificado o fungo e iniciado o tratamento com remédio antifúngico.

2. Leptospirose

A leptospirose é uma doença infecciosa causada por uma bactéria que pode ser encontrada na urina ou fezes de animais, como cães, gatos e cachorros, por exemplo. A leptospirose é uma doença grave e pode ser percebida por meio do aparecimento de alguns sintomas, como por exemplo dor de cabeça, dor nas pernas, dor no corpo e comprometimento do fígado, por exemplo.

O que fazer: Caso a pessoa tenha tido contato com água contaminada em enchentes, poças ou solo úmido, por exemplo, é importante ir ao médico para que possa ser feito o diagnóstico e o tratamento com antibiótico possa ser iniciado, como Doxiciclina ou Penicilina.

3. Doença de Lyme

A doença de Lyme é causada pela mordida do carrapato que pode estar presente em animais domésticos, principalmente em cachorros, resultando em coceira intensa no local da mordida e aparecimento de mancha avermelhada ou esbranquiçada no local.

O que fazer: Caso a pessoa tenha sido mordida por um carrapato, é recomendado que a pessoa vá ao hospital para que o diagnóstico seja feito e o tratamento iniciado. O tratamento recomendado pelo médico consiste no uso de antibióticos por cerca de 2 a 4 semanas, sendo importante que o tratamento seja continuado mesmo na ausência de sintomas.

Além disso, mesmo que a picada de pulgas de animais bem cuidados possa não transmitir doenças, pode causar muito desconforto na pele. Geralmente este tipo de picada causa uma pequena mancha vermelha na pele com o centro esbranquiçado que coça muito. Embora não seja necessário algum tratamento específico, deve-se manter a pele sempre limpa e, caso o desconforto seja muito, consultar o médico para aplicar uma pomada corticoide, por exemplo.

4. Larva migrans

A larva migrans corresponde à presença de larvas no organismo que penetram na pele e causam sintomas diversos de acordo com a sua localização. Essas larvas podem ser encontradas na praia, parques e jardins, por exemplo, que são ambientes em que podem ser encontradas fezes dos cachorros.

Alguns cachorros apresentam infecção por espécies de Ancylostoma sp. ou Toxocara sp., sem que haja qualquer sintoma. Como resultado dessa infecção, há liberação de ovos nas fezes e no ambiente ocorre a saída da larva, que pode penetrar a pele e causar feridas em forma de caminho, febre, dor abdominal, tosse e dificuldade para enxergar, por exemplo. Saiba reconhecer os sintomas da infecção por vermes de cachorro.

O que fazer: Nesses casos é recomendado evitar andar descalço na rua, areia e parques, por exemplo, além de levar o cachorro periodicamente ao veterinário para que seja desparasitado. Além disso, o médico normalmente recomenda o uso de remédios antiparasitários, como o Albendazol ou o Mebendazol, por exemplo, para combater a infecção nas pessoas.

5. Raiva

A raiva humana é uma doença transmitida por vírus que podem estar presentes na saliva dos cachorros, sendo transmitida para as pessoas por meio das mordidas. Apesar de ser mais frequente a transmissão pelos cachorros, a doença também pode ser transmitida por gatos, morcegos e guaxinins, por exemplo.

A raiva humana é caracterizada pelo comprometimento do sistema nervoso, gerando espasmos musculares e salivação intensa, por exemplo. Veja quais são os sintomas de raiva humana.

O que fazer: É recomendado que a pessoa lave bem o local mordido pelo cachorro e vá diretamente para o hospital ou pronto-socorro mais próximo para que seja administrada a vacina contra a raiva e possa ser iniciado o tratamento adequado, evitando a progressão da doença.

6. Infecção por Capnocytophaga canimorsus

A Capnocytophaga canimorsus é uma bactéria que pode ser encontrada na boca de alguns cachorros e ser transmitida para as pessoas através da saliva do cachorro, seja por meio de lambidas ou mordidas, por exemplo.

Esse tipo de infecção é rara, no entanto pode resultar em febre, vômitos, diarreia, aparecimento de bolhas ao redor da ferida ou do local da lambida e dores musculares e nas articulações, por exemplo. É importante que a infecção seja identificada e tratada rapidamente, uma vez que pode ter evolução rápida e resultar em óbito em apenas 24 horas. Saiba identificar a infecção por Capnocytophaga canimorsus.

O que fazer: É importante que após a lambida ou mordida do animal a região seja devidamente higienizada com água e sabão e a pessoa vá ao médico para que sejam feitos exames e possa ser iniciado o tratamento, caso haja necessidade. O tratamento da infecção pela Capnocytophaga canimorsus normalmente é feito com o uso de antibióticos, como Penicilina, Ampicilina e Cefalosporinas, sendo importante utilizar conforme orientação do médico.

6 Doenças que podem ser transmitidas pelos Cachorros

Quando é necessário ir ao veterinário

Por vezes os cachorros podem ficar se lambendo ou se mordendo por vários minutos seguidos, e isto pode ser sinal de parasitas na pele, alergia, desequilíbrios hormonais ou até mesmo necessidade de carinho. Mas é sempre bom investigar. Neste caso, leve-o ao veterinário para certificar-se de que não se trata de alguma doença que possa contaminar também os humanos.

Outro sinal muito característico, e que pode indicar a presença de vermes intestinais no cachorro, é quando o animal senta no chão e fica se arrastando, para coçar.

Dicas para evitar as doenças transmitidas por cachorros

Algumas dicas úteis para evitar as doenças transmitidas por cachorro são:

  • Cuidar bem do cachorro, vacinando-o e levando-o ao veterinário sempre que apresentar qualquer alteração no pêlo, pele ou comportamento;
  • Dar banho no cachorro 1 vez por mês ou a cada 2 meses;
  • Aplicar um remédio para pulgas ou carrapatos, indicado pelo veterinário;
  • Fazer uma desparasitação intestinal a cada 6 meses, ou segundo orientação do veterinário;
  • Ter boas práticas de higiene como lavar as mãos com água e sabão depois de tocar e brincar com o cachorro;
  • Não deixar o cachorro lamber suas feridas ou sua boca;
  • Limpar adequadamente o local onde o cachorro vive.
  • Ter cuidado ao manipular as fezes do animal, utilizando luvas ou um saco plástico quando for pegar nelas, jogar as fezes no lixo ou no vaso sanitário, e depois lavar as mãos a seguir.

O veterinário deve ser consultado regularmente, pois algumas doenças podem não provocar nenhuma alteração imediata nos animais, mas podem ser transmitidas para o ser humano. As crianças e os indivíduos com o sistema imune comprometidos são geralmente os mais afetados, por isso fique atento.

Veja como lavar as mãos corretamente depois de manipular as fezes:

LAVAR AS MÃOS PODE SALVAR A SUA VIDA

18 mil visualizações

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem