Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Útero invertido: o que é, sintomas e como afeta a gravidez

Setembro 2020

O útero invertido, também chamado de útero retrovertido, é uma diferença anatômica em que o órgão é formado para trás, em direção às costas e não voltado para frente como é normalmente. Neste caso também é comum que os outros órgãos do sistema reprodutor como os ovários e trompas também estejam voltados para trás.

Apesar de haver alteração na anatomia, essa situação não interfere na fertilidade da mulher e nem impede a gravidez. Além disso, na maioria dos casos não existem sinais ou sintomas, sendo o útero invertido identificado pelo ginecologista durante a realização de exames de rotina, como a ultrassonografia e o papanicolau, por exemplo.

Apesar de na maioria dos casos não haver sinais ou sintomas, algumas mulheres podem relatar dor ao urinar, evacuar e após o contato íntimo, sendo indicado nessa situação a realização de um procedimento cirúrgico para que o útero seja virado para frente, reduzindo assim os sintomas. 

Útero invertido: o que é, sintomas e como afeta a gravidez

Possíveis causas

O útero invertido em alguns casos é uma pré disposição genética, que não é passada da mãe para as filhas, se tratando apenas de uma variação na posição do órgão. Entretanto, é possível que após uma gestação os ligamento que mantém o útero na posição correta, fiquem mais frouxos e isso torna o útero móvel, aumentando as chances de que este órgão se vire para trás.  

Outra causa de útero invertido são as cicatrizações do músculo que podem surgir após os casos de endometriose intensa, doença inflamatória pélvica e cirurgia pélvica.

Sintomas do útero invertido

A maioria das mulheres com útero invertido, não apresenta sintomas e por isso essa condição é normalmente diagnosticada durante a realização de exames de rotina, não sendo necessário tratamento nesses casos. No entanto, em alguns casos podem surgir alguns sintomas, sendo os principais:

  • Dor na região dos quadris;
  • Fortes cólicas antes e durante a menstruação;
  • Dor durante e após o contato íntimo;
  • Dor ao urinar e evacuar;
  • Dificuldade para usar absorventes internos;
  • Sensação de pressão na bexiga.

Caso exista suspeita de útero invertido é recomendado procurar um ginecologista, pois será necessário realizar exames de imagem como a ultrassonografia, por exemplo, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, que normalmente é a cirurgia para que o órgão seja colocado na direção correta.

Útero invertido e gravidez

O útero na posição invertida não causa infertilidade e não dificulta a fecundação e nem a continuidade da gravidez. No entanto, durante a gravidez o útero invertido pode causar incontinência, dores nas costas e para urinar ou evacuar, mas, não é comum que cause complicações na gestação e nem no parto. 

Além disso o parto em caso de útero invertido pode ser normal, não sendo necessário uma cesárea só por esse motivo. Na maioria das vezes, até à 12ª semana de gestação, o útero adota uma posição mais próxima do normal, virado para a frente e permanecendo sob a bexiga, o que facilita a ocorrência do parto normal.

Como é feito o tratamento

O tratamento para útero invertido só é feito quantos os sintomas estão presentes, e inclui remédios para a regulação do ciclo menstrual, se este estiver desregulado, e em alguns casos, o ginecologista pode indicar a cirurgia para que o órgão seja colocado e fixado no local certo, reduzindo assim as dores e o desconforto.

Bibliografia >

  • AUSTRALAS J ULTRASOUND MED. The retroverted uterus: refining the description of the real time dynamic ‘sliding sign’. 2013. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5029993/>. Acesso em 11 Set 2020
  • U.S. NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE. Retroversion of the uterus. Disponível em: <https://medlineplus.gov/ency/article/001506.htm>. Acesso em 11 Set 2020
  • DEPARTMENT OF HEALTH & HUMAN SERVICES AU. Retroverted uterus. Disponível em: <https://www.betterhealth.vic.gov.au/health/conditionsandtreatments/retroverted-uterus>. Acesso em 11 Set 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem