Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar e tratar a uremia

A uremia é uma síndrome causada pelo acúmulo de ureia no sangue, substância tóxica produzida no fígado após a digestão de proteínas, que é, normalmente, filtrada pelos rins. Geralmente, o excesso da ureia capaz de provocar uma uremia acontece quando os rins sofrem uma insuficiência, ficando incapazes de filtrar o sangue como deveriam.

No entanto, em pessoas saudáveis, o nível de ureia no sangue também pode estar ligeiramente aumentado devido a vários fatores, como os hábitos alimentares, sedentarismo, hidratação corporal e a forma como o organismo realiza o metabolismo, não significando, necessariamente, que há uma doença renal.

A insuficiência dos rins é causada por lesões devido a doenças agudas ou crônicas que afetam estes órgãos, como a pressão alta, diabetes, desidratação, infecções graves, pancadas por acidentes, alcoolismo ou uso de drogas. Entenda melhor o que é insuficiência renal, seus sintomas e tratamento.  

Nível de ureia no sangue considerado normal:

  • De 10 a 40 mg/dl

Nível de ureia no sangue considerado aumentado:

  • Valores maiores que 40 mg/dl
Como identificar e tratar a uremia

Sintomas da uremia

O excesso de ureia é tóxico para o corpo, e atinge a circulação e diversos órgãos, como cérebro, coração, músculos e pulmões. Assim, os sintomas da uremia são:

  • Enjoo e vômitos;
  • Fraqueza;
  • Tosse, falta de ar;
  • Palpitações;
  • Alterações na coagulação do sangue;
  • Dor de cabeça;
  • Sonolência;
  • Coma.

Além do excesso de ureia, a insuficiência renal também causa acúmulo de líquido e outros elétrólitos no sangue, como sódio, potássio e magnésio, o que pode agravar ainda mais os sintomas da uremia.

Como diagnosticar

O diagnóstico da uremia é feito pelo clínico geral ou nefrologista, através da dosagem direta da ureia no sangue, ou de forma indireta, com o teste do nitrogênio ureico, que se encontram altos. Além dos exames da ureia alterados, a uremia também está associada à presença de insuficiência renal e dos sintomas citados. Entenda melhor o que significa o exame de ureia

Outros exames de sangue, como a creatinina, sódio, potássio, magnésio, ou de urina, auxiliam a detectar a presença de alterações nos rins e definir o diagnóstico de insuficiência renal.

Como é feito o tratamento

O tratamento para uremia é feito através da hemodiálise, que tem a capacidade de filtrar o sangue semelhante a um rim normal. Os pacientes com insuficiência renal, geralmente, necessitam de 3 sessões de hemodiálise por semana. Saiba como é feita a hemodiálise.  

Além disso, é importante manter hábitos corretos para evitar a piora da insuficiência renal, como praticar exercícios físicos, beber a quantidade de água recomendada pelo nefrologista e ter uma alimentação equilibrada.

Veja, no vídeo a seguir, orientações da nutricionista sobre como deve ser a dieta na insuficiência renal:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...