Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Quando realizar biópsia renal

A biópsia renal é um exame médico na qual se retira um pequenina amostra do rim para analisar suas células no laboratório indicado quando se tem proteínas ou sangue na urina ou após transplante renal, por exemplo . A biópsia deve ser realizada no hospital e o doente precisa ficar internado em observação por um período de 12 horas, pois o exame causa sangramento pela urina.

Antes da realização da biópsia renal deverá ser realizada uma ultra-sonografia para melhor visualização do rim e excluir se só se tem um rim. Além disso, não se pode realizar biópsia quando se está com infecção, é hemofílicos ou tem rim policístico.

Quando realizar biópsia renal

Indicações para biópsia renal

A realização de biópsia ao rim é indicada quando existe proteínas ou sangue na urina, o que se pode verificar no síndrome nefrótico ou insuficiência renal aguada.

Além disso, no caso de insuficiência renal aguda que não cura em 1 mês, sintomas de câncer nos rins ou após transplante renal pode ser necessário realizar biópsia.

Como é feita a biópsia renal

A biópsia é realizada no hospital, sendo necessário deitar-se de barriga para baixo para ter melhor acesso aos rins. É inserida uma agulha até ao rim para retirar uma pequenina amostra do rim, sendo que a técnica demora é 30 minutos.

Preparo para biópsia renal

Na semana anterior ao exame não se deve tomar remédios como anticoagulantes, anti-agregantes plaquetários ou anti-inflamatórios, por exemplo.

Antes de realizar a biópsia deve-se realizar ultrassonografia renal para verificar a presença de apenas um rim, tumores, cistos, rins fibróticos ou atrofiados que são contraindicações para a realização do exame.

Complicações da biópsia renal

É comum haver sangramento, porque o rim tem muitos vasos sanguíneos, provocando urina com sangue.

Contraindicações para o exame ao rim

A biópsia não deve ser realizada quando se tem apenas um rim, rins atrofiados ou policísticos, problemas de coagulação, hipertensão não controlada ou infeção urinária.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...