Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é ulcera varicosa e como é feito o tratamento

A úlcera varicosa é uma ferida que se localiza normalmente perto do tornozelo, sendo muito difícil de curar, devido a uma má circulação sanguínea do local, podendo demorar de semanas a anos para cicatrizar, e em casos mais graves, nunca curar.

Se não forem tratadas, as úlceras podem levar ao surgimento de uma infecção grave, no entanto há forma de a evitar. O tratamento deve ser sempre realizado por um profissional de saúde e consiste na limpeza da ferida, aplicação de um curativo e de compressão no local.

O que é ulcera varicosa e como é feito o tratamento

Como é feito o tratamento

As úlceras varicosas têm cura e o tratamento consiste na limpeza da ferida, na qual é removido o líquido liberado e o tecido morto, e de seguida é aplicado um curativo adequado, que pode incluir o uso de pomadas para úlceras. Veja um exemplo de pomada que pode ser utilizada.

Além disso, deve-se colocar uma gaze de compressão ou uma meia de compressão, cuja pressão vai melhorar a circulação sanguínea no local, acelerando assim a cicatrização. A primeira vez que é aplicada pode ser muito doloroso, sendo por isso aconselhado tomar um analgésico como o paracetamol, por exemplo, e caso a úlcera esteja infectada, é necessário tomar antibióticos para curar a infecção.

Em casos mais graves, pode ser recomendada a cirurgia para melhorar a circulação nas pernas que pode ajudar a úlcera a curar e prevenir problemas semelhantes mais tarde. Veja como são feitas as cirurgias para este problema.

Durante o tratamento, também é importante colocar as pernas acima do nível do coração por meia hora, 3 a 4 vezes ao dia.

Possíveis causas

A úlcera varicosa é mais frequente nos idosos porque o retorno venoso não se dá corretamente, levando ao acúmulo de sangue venoso nas pernas, que possui menos oxigênio e que, por isso, não permite a cicatrização correta de feridas. Além disso, o excesso de líquidos na perna também aumenta a pressão sobre a pele, tornando-a mais sensível e menos resistente. 

No entanto, existem outros fatores que aumentam o risco de desenvolver uma úlcera como:

  • Existência de feridas nas pernas, ou histórico de feridas no passado;
  • Presença de varizes nas pernas;
  • Uso de cigarro em excesso;
  • Obesidade;
  • Presença de outros problemas circulatórios;
  • Osteoartrite.

Além disso, caso se tenha feito uma cirurgia na perna recentemente, ou caso se esteja acamado, deve-se vigiar com frequência, porque existem maiores chances de formação de uma úlcera, que, normalmente ocorre perto de regiões ósseas como o tornozelo ou no joelho, por exemplo.

Quais os sintomas

Os sinais e sintomas mais comuns que surgem juntamente com a úlcera varicosa são coceira, inchaço, queimação e dor na região da úlcera, tom de pele descolorado em torno da ferida, pele seca ou com erupção cutânea, e liberação de um líquido pela ferida com mau cheiro.

Além disso, caso ocorra infecção da ferida, a dor pode piorar, podendo também manifestar-se sintomas como febre e liberação de pus pela ferida.

O que é ulcera varicosa e como é feito o tratamento

Como prevenir

Existem formas de prevenir a formação de úlceras varicosas como deixar de fumar, perder peso, controlar a pressão alta e diabetes, reduzir o sal na dieta, praticar exercício físico com regularidade, usar meias de compressão e manter as pernas elevadas sempre que possível.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar