Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Nevo azul: o que é, como é o diagnóstico e quando ir ao médico

Na maior parte dos casos, o nevo azul é uma alteração benigna da pele que não coloca em risco a vida e que, por isso, não precisa ser retirado. No entanto, existem alguns casos em que surge o desenvolvimento de células malignas no local, mas isso só é mais comum quando o nevo azul é muito grande ou aumenta de tamanho rapidamente.

O nevo azul é semelhante a uma verruga e se desenvolve devido ao acúmulo, no mesmo local, de vários melanócitos, que são as células da pele responsáveis pela cor mais escura. Como essas células estão presentes numa camada mais profunda da pele, sua cor não aparece totalmente e, por isso, parecem ter uma coloração azul, que pode variar até cinza-escuro.

Este tipo de alteração na pele é mais frequente na cabeça, pescoço, fundo das costas, nas mãos ou pés, sendo facilmente avaliada pelo dermatologista, e pode aparecer em pessoas de todas as idades, sendo mais frequente em crianças e adultos jovens.

Nevo azul: o que é, como é o diagnóstico e quando ir ao médico

Como é feito o diagnóstico de nevo azul

O diagnóstico de nevo azul é fácil, sendo realizado pelo dermatologista apenas a partir da observação das características apresentadas pelo nevo, como tamanho pequeno, entre 1 e 5 milímetro, formato arredondado e superfície levantada ou lisa. No caso de serem verificadas alterações no nevo, pode ser necessária a realização de diagnóstico diferencial por meio de biópsia, em que as características celulares do nevo são observadas.

O diagnóstico diferencial do nevo azul é feito para melanoma, dermatofibroma, verruga plantar e tatuagem.

Quando ir ao médico

Apesar de quase sempre o nevo azul ser uma alteração benigna, é importante estar atento às suas características, principalmente quando surge após os 30 anos. Dessa forma, é recomendado ir ao médico quando:

  • O nevo aumenta rapidamente de tamanho;
  • Desenvolvimento para forma com bordos irregulares;
  • Alterações na cor ou surgimento de várias cores;
  • Mancha assimétrica;
  • O nevo começa a coçar, doer ou sangrar.

Dessa forma, sempre que o nevo se altera depois do diagnóstico é aconselhável consultar novamente o dermatologista para fazer novos exames e, se necessário, realizar uma pequena cirurgia para retirar o nevo. Esta cirurgia pode ser feita no consultório do dermatologista sob anestesia local, não sendo necessário fazer qualquer tipo de preparação. Normalmente, o nevo azul é retirado em cerca de 20 minutos e depois é enviado para laboratório para avaliar a presença de células malignas.

Quando são encontradas células malignas após retirar o nevo azul, o médico avalia o seu grau de desenvolvimento e, se for elevado, pode recomendar repetir a cirurgia para retirar algum do tecido que estava à volta do nevo, para retirar todas as células cancerígenas. Saiba identificar os sinais e sintomas indicativos de câncer de pele.

Bibliografia >

  • AMERICAN OSTEOPATHIC COLLEGE OF DERMATOLOGY (AOCD). Blue Nevus. Disponível em: <https://www.aocd.org/page/BlueNevus>. Acesso em 12 Dez 2019
  • ZEMBOWICZ, Artur; PHADE, Pushkar A. Blue Nevi and Variants: An Update. Arch Pathol Lab Med. Vol 135. 2011
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem