Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Triglicerídeos baixos: o que pode ser e o que fazer

Atualizado em Julho 2019

Embora não exista um valor mínimo para a quantidade de triglicerídeos no sangue, valores muito baixos, como aqueles inferiores a 50 ml/dL podem indicar algum tipo de doença ou alteração metabólica, como má absorção, desnutrição ou hipertireoidismo, por exemplo.

Assim e, apesar de ser recomendado ter valores baixos de triglicerídeos para garantir uma melhor saúde cardiovascular, valores muitos baixos devem ser avaliados por um médico, para identificar se existe algum problema que precise ser tratado.

Triglicerídeos baixos: o que pode ser e o que fazer

1. Dieta com poucas calorias

A principal razão para o aumento do níveis de triglicerídeos no sangue é o excesso de calorias na alimentação, seja através do consumo de carboidratos ou gordura. Assim, pessoas que estão fazendo dietas muito restritivas, especialmente na quantidade de calorias, podem apresentar níveis muito baixos de triglicerídeos.

O que fazer: esta é uma situação considerada normal, no entanto, é importante que a dieta esteja sendo acompanhada por um nutricionista, uma vez que dietas muito restritivas podem afetar negativamente a saúde, a longo prazo.

2. Uso de remédios para o colesterol

Alguns medicamentos utilizados para controlar os níveis de colesterol alto podem ter como efeito colateral a diminuição dos triglicerídeos, mesmo quando estão em valores adequados. O mais comum é o uso de estatinas, fibratos ou o ômega 3.

O que fazer: deve-se consultar o médico que receitou o uso do medicamento e avaliar a possibilidade de trocar o seu uso por outro remédio.

3. Má nutrição

A má nutrição é uma causa semelhante à dieta baixa em calorias e acontece exatamente por um nível muito baixo de calorias, que acaba não permitindo a formação de triglicerídeos. No entanto, esta é uma situação bem mais grave, que leva à diminuição de vários nutrientes importantes para o organismo.

Alguns sintomas que podem ajudar a identificar uma situação de má nutrição incluem:

  • Perda de peso excessiva;
  • Barriga inchada;
  • Cabelo fraco, unhas frágeis e pele seca;
  • Alterações bruscas de humor

O que fazer: caso se suspeite de uma situação de má nutrição, especialmente em pessoas que estão fazendo jejum ou não têm acesso a uma alimentação de qualidade é importante consultar um clínico geral ou um endocrinologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado, que, além da alimentação, deve incluir o uso de suplementos nutricionais para repor os nutrientes em falta.

4. Síndrome de má absorção

Esta é uma síndrome na qual o intestino não é capaz de absorver corretamente os nutrientes da comida, o que leva a uma diminuição da quantidade de calorias, impedindo a formação de triglicerídeos e diminuindo sua quantidade no corpo.

Um sinal fácil de identificar, e que pde indicar que a pessoa sofre com a síndrome da má absorção, é a presença de fezes gordurosas, claras e que flutuam.

O que fazer: deve-se consultar um gastroenterologista para fazer exames de diagnóstico, como endoscopia e exame de fezes, para identificar a causa da má absorção e iniciar o tratamento mais adequado.

5. Hipertireoidismo

A tireoide é uma glândula muito importante na regulação do metabolismo, por isso, quando existe uma alteração no qual seu funcionamento está aumentado, como acontece no hipertireoidismo, o corpo passa a utilizar mais energia e pode acabar consumido as reservas de triglicerídeos, o que leva a uma diminuição acentuada dos seus níveis.

Além da alteração nos triglicerídeos, o hipertireoidismo pode ter outras consequências no corpo como perda de peso, alterações do batimento cardíaco, enfraquecimento das unhas e cabelo, assim como alterações no comportamento, com períodos de maior nervosismo e ansiedade.

O que fazer: para identificar um caso de hipertireoidismo é aconselhado consultar um clínico geral ou um endocrinologista para fazer exames de sangue e identificar se existe excesso do hormônio tiroxina, que é produzido pela tireoide. Caso seja confirmado o diagnóstico, o médico pode aconselhar o tratamento com alterações na dieta e uso de algum medicamento. Veja com maior detalhe como é o tratamento do hipertireoidismo.

Como aumentar os triglicerídeos baixos

Para normalizar os valores dos triglicerídeos além de controlar a causa com o tratamento médico, deve-se adotar uma alimentação saudável, fazendo refeições de 3 em 3 horas. Veja algumas dicas do que pode comer em: Segredos da alimentação saudável.

Entretanto não é recomendado aumentar excessivamente os triglicerídeos porque elevam o risco de desenvolvimento de doenças cardíacas ou mesmo ter um infarto, por exemplo. Os valores de referência dos triglicerídeos variam entre 50 e 150 ml/dL e devem ser mantidos dentro desta faixa para garantir energia suficiente para enfrentar momentos de jejum prolongado ou alimentação insuficiente.

Os triglicerídeos são produzidos através da ingestão de açúcar em excesso e não está diretamente relacionado a gordura da alimentação. Quando o indivíduo ingere grandes quantidades de açúcar, o corpo produz inicialmente os triglicerídeos que a seguir, acumulam-se em forma de gordura que pode formar placas de ateroma no interior das artérias ou ser armazenada em forma de gordura localizada.

Saiba o que pode fazer para normalizar seus triglicerídeos: Dieta para engordar.


Bibliografia

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem