5 opções de tratamento para suor nas mãos, principais causas e como evitar

Revisão médica: Dr. Gonzalo Ramirez
Clínico Geral e Psicólogo
agosto 2020

O suor excessivo nas mãos, também chamado de hiperidrose palmar, acontece devido ao hiperfuncionamento das glândulas sudoríparas, o que resulta no aumento da transpiração nesta região. Essa situação é mais comum nas mulheres e normalmente começa na adolescência, mas depois para, no entanto em alguns casos pode permanecer por toda a vida.

Existem algumas formas de disfarçar o suor acima do normal, com o uso de sais de alumínio, talco ou lenços, mas os tratamentos definitivos e mais eficazes devem ser indicados pelo dermatologista ou cirurgião plástico, sendo algumas opções a aplicação de botox, uso do remédio oxibutinina ou a cirurgia de simpatectomia.

Principais causas de suor nas mãos

O suor excessivo nas mãos tem causa principalmente genética, podendo se manifestar em algumas famílias de acordo com a situação que a pessoa é exposta. O suor excessivo das mãos pode acontecer em situações de estresse, tensão ou nervosismo, como por exemplo em uma entrevista de emprego ou devido à realização de uma prova, em situações de ansiedade, medo ou até mesmo devido ao calor.

Como deve ser o tratamento

A hiperidrose, que também aparece em outros locais do corpo, como pés ou axilas, é muito incômoda, e deve ser tratada assim que possível para evitar constrangimentos ou isolamento social. Assim, os principais tratamentos são:

1. Produtos antitranspirantes

O uso de talcos ou lenços ajudam a disfarçar e melhorar a aderência das mãos, mas uma boa alternativa é o uso de desodorantes antiperspirantes, que são antitranspirantes à base de sais de alumínio, que diminuem ou inibem a saída de suor pelas glândulas durante o dia inteiro, como o Perspirex, Rexona Clinical, Nivea Dry Impact e DAP, por exemplo. 

É importante não tentar usar luvas ou cobrir as mãos para disfarçar a umidade, porque o aumento da temperatura faz com que aumente ainda mais a produção de suor.

2. Iontoforese

É uma técnica para aplicação de agentes ionizados na pele, utilizando uma corrente elétrica para facilitar a absorção destas substâncias na pele. Esses íons, quando absorvidos, vão diminuindo gradualmente a transpiração no local da pele onde foram aplicados. O tratamento deve ser feito diariamente, por cerca de 10 a 15 minutos, e, que, posteriormente vai sendo alterado para sessões quinzenais ou mensais.

É possível também realizar a iontoforese em casa, no entanto é recomendada a realização sob orientação de um profissional, já que pode provocar irritação, ressecamento e formação de bolhas na pelo. Por isso, é importante ir a uma clínica especializada para que seja feita uma avaliação completa.

A iontoforese não é um tratamento definitivo, por isto, deve ser feita regularmente para gerar resultados. 

3. Toxina botulínica

Esta substância, também chamada de botox, pode ser aplicada na pele para bloquear a produção de suor pelas glândulas sudoríparas do local. O tratamento com a toxina botulínica, no entanto, possui efeito temporário, devendo ser feito com determinada frequência, o que pode ser bastante desconfortável para a pessoa. Entenda o que é o botox e para que serve.

4. Remédios

O uso de medicamentos que têm efeito na redução do suor, como o Glicopirrolato e a Oxibutinina, que são anticolinérgicos, podem ser tomados diariamente, de acordo com a orientação médica.

Apesar de apresentarem bons resultados, os remédios anticolinérgicos podem causar alguns efeitos colaterais, como boca seca, dificuldade para urinar ou tonturas.

5. Cirurgia

A cirurgia feita para controlar o suor excessivo das mãos é conhecida como simpatectomia, em que os nervos que estimulam as glândulas sudoríparas são cortados, de forma que elas parem de produzir excesso de umidade. Entenda melhor como funciona a cirurgia para parar de suar.

Apesar de garantir bons resultados, a simpatectomia pode ter como efeito colateral uma hiperidrose compensatória, ou seja, um local do corpo em que não havia produção excessiva de suor, passa a ter. Além disso, pode também ter efeito contrário, em que as mãos ficam muito secas, sendo necessária a aplicação de cremes hidratantes. Assim, a cirurgia é indicada para casos em que a hiperidrose não conseguiu ser solucionada com as outras formas de tratamento.

Como evitar o suor nas mãos

O suor nas mãos, em leve a moderada quantidade, é uma reação normal do corpo, principalmente em situações de calor ou estresse. Para evitar este tipo de incômodo em situações indesejadas, como encontros ou reuniões, é recomendado lavar as mãos com água e sabão frequentemente e carregar lenços de papel ou gel antibacteriano para deixar as mãos limpas e secas.

Evitar o estresse exagerado, com terapias alternativas, como yoga, aromaterapia ou acupuntura podem ajudar a diminuir o suor nestas ocasiões. Além disso, existem receitas caseiras naturais que podem ajudar a diminuir o suor, como o chá de sálvia. Confira uma receita de chá de sálvia.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em agosto de 2020. Revisão médica por Dr. Gonzalo Ramirez - Clínico Geral e Psicólogo, em agosto de 2020.
Revisão médica:
Dr. Gonzalo Ramirez
Clínico Geral e Psicólogo
Clínico geral pela UPAEP com cédula profissional nº 12420918 e licenciado em Psicologia Clínica pela UDLAP nº 10101998.