Língua geográfica: o que é, sintomas, causas e tratamento

novembro 2022

A língua geográfica é uma condição que causa manchas vermelhas, lisas e irregulares na língua, formando uma imagem que se parece com um mapa geográfico. Pode provocar dor ou sensação de queimação na língua, especialmente após comer alimentos apimentados ou ácidos.

A língua geográfica é rara e não possui uma causa bem definida. No entanto, é mais comum entre pessoas da mesma família, o que indica que pode ter algum fator genético associado ao seu aparecimento.

Na maioria dos casos, a língua geográfica não necessita de tratamento específico. No entanto, em alguns casos o clínico geral ou dentista pode recomendar o uso de remédios analgésicos ou enxaguantes bucais para diminuir a dor ou desconforto na língua.

Sintomas de língua geográfica

Os principais sintomas de língua geográfica são:

  • Manchas vermelhas, lisas e irregulares na parte superior ou lateral da língua;
  • Bordas brancas ou claras na língua;
  • Ausência de papilas na região afetada;
  • Dor, desconforto ou sensação de queimação ao comer alimentos apimentados ou ácidos.

Além disso, embora seja mais raro, as manchas podem surgir em outras regiões além da língua, como mucosas dos lábios, palato ou assoalho da boca, por exemplo, sendo conhecida como língua geográfica ectópica.

Geralmente, os sintomas da língua geográfica podem durar por vários dias, semanas ou até anos, e desaparecer sozinha, podendo ainda reaparecer manchas com tamanho ou forma diferentes em outros locais da língua.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico da língua geográfica é feito pelo clínico geral ou dentista, através da avaliação das características das manchas na língua, como tamanho, textura, localização e cor, além da análise de sintomas e da presença de linfonodos inchados ou ínguas na região do pescoço, por exemplo.

Em alguns casos, podem ser solicitados exame de cultura para verificar a existência de infecção na língua ou exames complementares para diagnosticar doenças que podem causar a língua geográfica. Além disso, pode ser feita uma biópsia da língua para avaliar as células em laboratório e descartar outras doenças, como o câncer de língua. Saiba identificar o câncer de língua.

Possíveis causas de língua geográfica

A causa exata da língua geográfica ainda não é completamente conhecida, no entanto, algumas condições parecem aumentar o risco do desenvolvimento da língua geográfica, como:

  • Histórico familiar de língua geográfica;
  • Fissura ou rachadura na língua;
  • Asma;
  • Eczema;
  • Rinite alérgica;
  • Psoríase;
  • Dermatite atópica;
  • Diabetes;
  • Tabagismo;
  • Deficiências nutricionais, como vitaminas D, B6, B12, ácido fólico, ferro ou zinco;
  • Uso de anticoncepcionais orais;
  • Uso de remédios inibidores da angiogênese, como bevacizumabe, everolimus ou pazopanibe, por exemplo.

A língua geográfica surge quando as papilas gustativas de algumas áreas da língua começam a desaparecer, formando pequenas manchas vermelhas e irregulares, semelhante a um mapa.

A língua geográfica é transmissível?

A língua geográfica não é transmissível, uma vez que é causada por condições de saúde que não são contagiosas.

Como é feito o tratamento

A língua geográfica normalmente desaparece sozinha, sem necessidade de tratamento específico. No entanto, em alguns casos, como presença de dor ou desconforto na língua, o médico pode indicar o uso de alguns remédios, que incluem:

  • Analgésicos ou anti-inflamatórios, como paracetamol ou ibuprofeno, que ajudam a aliviar a dor durante crises que podem surgir após comer alimentos mais condimentados;
  • Enxaguante bucal ou pomadas anestésicas, como Lidocaína, que alivia rapidamente a dor e a queimação na língua;
  • Remédios corticoides, como prednisolona, que ajuda a aliviar a inflamação e a dor na língua, principalmente quando os analgésicos não foram eficazes para reduzir os sintomas.

Além disso, pode ser recomendado pelo médico remédios específicos para o tratamento de doenças que podem estar causando a língua geográfica, ou uso de suplementos vitamínicos, de acordo com o tipo de deficiência nutricional.

É recomendado que a pessoa que possui a língua geográfica evite alimentos que podem causar dor ou desconforto na língua, como alimentos muito quentes, picantes, muito condimentados ou salgados, por exemplo. Além disso, também se deve evitar o cigarro e não utilizar pasta de dentes que contenham adição de químicos, como substâncias branqueadoras ou com sabores muito intensos.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022. Revisão médica por Dr. Arthur Frazão - Oftalmologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • PICCIANI, B. L. S.; et al. Geographic tongue and psoriasis: clinical, histopathological, immunohistochemical and genetic correlation - a literature review. An BRas Dermatol. 91. 4; 410-21, 2016
  • SHAREEF, S.; ETTEFAGH L. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Geographic Tongue. 2021. Disponível em: <https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/32119353/>. Acesso em 10 mai 2022
Mostrar bibliografia completa
  • GONZÁLEZ-ALVAREZ, L.; et al. Geographic tongue: Predisposing factors, diagnosis and treatment. A systematic review. Rev Clin Esp (Barc). 218. 9; 481-488, 2018
  • PRASANTH, V. J.; SINGH, A. Geographic tongue. CMAJ. 193. 36; E1424, 2021
  • BAKSHI, A. A.; BHATTACHARJEE, S. Geographic Tongue. J Allergy Clin Immunol Pract. 5. 1; 176, 2017
  • OGUETA, C. I.; et al. Geographic Tongue: What a Dermatologist Should Know. Actas Dermosifiliogr (Engl Ed). 110. 5; 341-346, 2019
  • NATIONAL ORGANIZATION FOR RARE DISORDERS. Geographic Tongue. Disponível em: <https://rarediseases.org/rare-diseases/geographic-tongue/>. Acesso em 14 abr 2020
Revisão médica:
Dr. Arthur Frazão
Clínico geral
Médico generalista, especialista em Oftalmologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, em 2008, com registro profissional no CRM/PE 16878