Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para hipoglicemia

O tratamento para hipoglicemia depende da gravidade de seus sintomas e se a pessoa tem diabetes ou não. Geralmente, aconselha-se que, ao perceber os sintomas de hipoglicemia, que incluem tontura, suor frio, visão turva, confusão mental e enjoo, sejam ingeridos alimentos ou bebidas doces e ricas em carboidratos, caso a pessoa esteja consciente.

Já em casos de sonolência, desmaios ou convulsão, pode ser necessário o tratamento com aplicação de glicose diretamente na veia, pela equipe médica.

Tão importante quanto o tratamento, é também a identificação da causa de hipoglicemia, sendo a causa mais frequente o uso de remédios para tratar a diabetes, como a insulina, por exemplo, levando à diminuição excessiva dos níveis de glicose no sangue. A hipoglicemia pode se resultado também devido ao consumo de bebidas alcoólicas, uso de certos medicamentos, após a realização de uma cirurgia, jejum prolongado, deficiências hormonais, infecções, doenças do fígado, rins ou coração, por exemplo. Saiba mais sobre o que pode causar a hipoglicemia.

Como é feito o tratamento para hipoglicemia

Como é feito o tratamento

O tratamento para a hipoglicemia é feito sob orientação médica e normalmente envolve o consumo de alimentos a cada 3 horas para que os níveis de glicose no sangue fiquem normalizados. Para isso, é importante também realizar a medição da glicose com uma certa frequência para verificar os níveis de glicose. Saiba como medir a glicose corretamente.

O médico pode recomendar algumas ações quando a pessoa estiver em uma crise hipoglicêmica, como:

  • Ingerir cerca de 15 a 20g de carboidrato na forma líquida, para que seja absorvido de forma mais rápida, como por exemplo suco de laranja natural ou refrigerante à base de cola ou à base de guaraná, sendo recomendado nesse caso a ingestão de cerca de 100 a 150 mL de refrigerante. Caso a fonte de carboidrato não seja líquida, pode-se comer doces, chocolates e mel, por exemplo. Por isso, é importante ter por perto alguma fonte imediata de carboidrato para que possa ser consumida em uma emergência;
  • Após cerca de 15 minutos da ingestão do açúcar, é importante medir a glicose. Caso seja verificado que a glicemia se encontre abaixo de 70 mg/dL, é recomendado que a pessoa coma novamente 15 a 20g de carboidrato até que o valor da glicose seja normalizado;
  • Quando for verificado por meio da medição da glicose que os valores estão dentro do padrão de normalidade, é recomendado que a pessoa faça um lanche rico em carboidrato, como pão, torradas ou bolachas, isso faz com que a glicose fique sempre presente no sangue.

O tratamento também pode ser feito por meio do uso de Glucagon injetável, que deve ser comprada com receita médica e administrada na forma de injeção intra-muscular ou subcutânea de acordo com a orientação médica. O glucagon é um hormônio produzido pelo pâncreas que tem como função impedir a ação da insulina, fazendo com que a glicose permaneça circulante no sangue.

No entanto, caso a pessoa apresente convulsões ou inconsciência, é necessário chamar o serviço de emergência móvel (SAMU 192) para que sejam tomadas as devidas providências, sendo normalmente administrada glicose diretamente na veia. Saiba quais são os primeiros socorros para hipoglicemia.

Como é feito o tratamento para hipoglicemia

Como prevenir a hipoglicemia

Algumas recomendações gerais para evitar novos episódios de hipoglicemia, especialmente para diabéticos, são:

  • Diminuir o consumo do açúcar branco, álcool e de alimentos preparados com farinha de trigo;
  • Fazer ao menos 4 refeições diárias contendo frutas e verduras em pelo menos 2 delas;
  • Não pular refeições;
  • Seguir uma dieta orientada por um nutricionista que tenha quantidades ideais de carboidratos;
  • Evitar as bebidas alcoólicas;
  • Fazer exercícios físicos de forma regular e moderada;
  • Diminuir o estresse diário;
  • Ter cuidado para não errar nas doses das medicações, já que o uso de doses muito elevadas de remédios para diabetes, como a insulina e a Metformina, por exemplo, podem diminuir muito o nível de glicose no sangue, resultando em hipoglicemia.

Também é recomendado que as pessoas portadoras de diabetes, principalmente as que usam insulina, tenham aparelhos para dosar a glicose ou fácil acesso ao posto de saúde para que a sua glicemia possa ser monitorizada com frequência.

Como identificar

A hipoglicemia é um importante combustível para o cérebro, por isso, caso as concentrações de glicose na circulação sanguínea estejam baixas, pode haver alterações no seu funcionamento e sintomas como tontura, náuseas, confusão mental, ansiedade, palpitações, tremores, crises convulsivas, perda da consciência, e, até, a morte, caso não seja adequadamente tratada. Saiba como identificar os sintomas de hipoglicemia

Geralmente, os sintomas de hipoglicemia surgem quando a glicose sanguínea está abaixo de 70mg/dl, entretanto, algumas pessoas podem tolerar valores mais baixos, enquanto outras pessoas podem ter sintomas mesmo com valores mais elevados, como acontece em pessoas com a glicemia muito elevada e que provocam uma queda súbita dos valores, devido à alguma doença ou ao uso de doses elevadas do medicamento para diabetes, por exemplo.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...