Hipoglicemia: o que é, sintomas, causas e tratamento

A hipoglicemia, ou glicose baixa, acontece quando os níveis de açúcar no sangue estão mais baixos que o normal. O valor normal da glicose em jejum é, de forma geral, até 99 mg/dL, sendo considerado hipoglicemia quando os níveis de glicose no sangue estão entre 55 e 69 mg/dL.

Quando a glicose fica muito baixa pode causar o surgimento de sintomas, como tonturas, tremores, cansaço, calafrios, confusão mental, palpitações e até mesmo desmaio. Saiba reconhecer todos os sintomas da hipoglicemia.

Ao identificar a hipoglicemia, é aconselhado comer 15 g de açúcar simples, como 1/2 xícara de suco de frutas ou 1 colher (de sopa) de açúcar ou mel, por exemplo, e avaliar a glicemia 15 minutos depois. Já quando o nível de açúcar estiver abaixo de 55 mg/dL, deve-se tomar uma injeção de glucagon e, em seguida, procurar o atendimento de urgência mais próximo.

Imagem ilustrativa número 2

Principais sintomas

Os principais sintomas de hipoglicemia são:

  • Tremores;
  • Tonturas;
  • Cansaço;
  • Calafrios;
  • Dor de cabeça;
  • Irritabilidade e confusão mental;
  • Desmaio;
  • Batimentos cardíacos acelerados.

Geralmente os sintomas de hipoglicemia surgem rapidamente e quando os níveis de glicose no sangue estão abaixo de 70 mg/dl. Entretanto, algumas pessoas podem tolerar valores mais baixos de glicemia, enquanto outras pessoas podem ter sintomas mesmo com valores mais elevados.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico da hipoglicemia deve ser feito pelo endocrinologista ou clínico geral, através da avaliação dos sintomas apresentados e do histórico de saúde e familiar da pessoa.

Se deseja avaliar o risco de hipoglicemia, marque uma consulta com o endocrinologista mais perto de você:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Endocrinologistas e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Além disso, para confirmar o diagnóstico, o médico também solicita o exame de sangue para avaliar os níveis de glicose, insulina, pró-insulina e peptídeo C.

Pessoas que têm diabetes precisam verificar diariamente o nível de açúcar no sangue, através do teste de glicemia capilar, que é feito através da máquina de medição rápida de glicose, que pode ser encontrada em farmácias e fornece o resultado na hora. Veja como medir a glicemia capilar.

Possíveis causas

A hipoglicemia pode acontecer devido ao uso de insulina ou medicamentos orais para tratar a diabetes, o que pode levar à diminuição excessiva dos níveis de glicose no sangue.

Além disso, a hipoglicemia também pode surgir devido à baixa ingestão de carboidratos, alto consumo de bebidas alcoólicas, após a realização de cirurgias, jejum prolongado, deficiências hormonais, atividades físicas em excesso, ou ainda devido a doenças no fígado, rins ou coração, por exemplo.

Como é o tratamento

O tratamento da hipoglicemia varia conforme a gravidade dessa condição. Se a pessoa estiver consciente, é importante consumir alimentos ou bebidas ricas em açúcar simples, para equilibrar os níveis de açúcar mais rapidamente.

As principais recomendações em casos de hipoglicemia são:

  1. Ingerir 15g açúcar simples, como 1/2 xícara (de chá) de suco de fruta, como maçã, laranja ou uva; 1/2 lata de refrigerante normal;  ou 1 colher de sopa de açúcar, mel ou xarope de milho;
  2. Medir a glicose cerca de 15 minutos após a ingestão de açúcar simples e, caso a glicemia ainda esteja abaixo de 70 mg/dL, é recomendado comer novamente 15g de açúcar simples até que o valor da glicose seja normalizado;
  3. Fazer um lanche rico em carboidratos, quando os valores de glicose já estiverem dentro dos valores normais. Algumas opções de lanches incluem pão, torradas ou bolachas;
  4. Evitar comer carboidratos ricos em fibra, como feijão, grão-de-bico ou lentilha, ou carboidratos com muita gordura, como chocolate, pois a fibra e a gordura diminuem a velocidade de absorção do açúcar;

Em casos de hipoglicemia grave, quando o açúcar no sangue estiver abaixo de 55 mg/dL, deve-se aplicar a injeção de glucagon, se estiver disponível em casa. Após a aplicação do glucagon, deve-se aguardar cerca de 20 minutos e avaliar os níveis de glicemia. Se ainda continuar baixo, é importante chamar o serviço de emergência mais próximo. Veja outras dicas do que fazer numa crise de hipoglicemia.

Como as crianças geralmente precisam de menos de 15 gramas de açúcar simples para tratar a hipoglicemia, é recomendado consultar o pediatra para orientar sobre a quantidade de açúcar indicada conforme a idade da criança.

Como prevenir a hipoglicemia

Algumas dicas para evitar novos episódios de hipoglicemia, especialmente para diabéticos, são:

  • Tomar as doses corretas das medicações.
  • Seguir uma dieta orientada por um nutricionista, com as quantidades ideais de carboidratos;
  • Não pular as refeições;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Fazer exercícios físicos de forma regular e moderada;
  • Verificar a glicemia antes e depois das atividades físicas;
  • Verificar a glicemia antes e depois das refeições.

Caso o médico tenha liberado o consumo de bebidas alcoólicas, é importante seguir algumas orientações para evitar a hipoglicemia, como beber devagar e fazer uma refeição ou lanche sempre antes ou logo depois de beber.

Além disso, é recomendado também ter sempre uma fonte de açúcar simples rápida na bolsa, como caixa de suco, açúcar ou balas de glicose, para caso a glicemia fique muito baixa.