Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Caroço inflamado na axila ou virilha pode não ser íngua

A presença de caroços inflamados na axila ou virilha pode ser uma doença chamada hidrosadenite supurativa, é uma que é uma inflamação nas glândulas sudoríparas, isto é, nas glândulas que produzem suor. Esta doença leva à formação de várias pequenas feridas principalmente em regiões do corpo abafadas e que produzem muito suor, como axilas, virilha, ânus e nádegas.

Assim, as pessoas que possuem esta doença podem achar que estão com furúnculos, mas as características destas doenças são diferentes, pois na hidrosadenite os nódulos deixam cicatrizes na pele, o que não acontece com os furúnculos. Saiba como identificar e tratar os furúnculos clicando aqui.

Caroço inflamado na axila ou virilha pode não ser íngua

Sintomas

Os primeiros sintomas que podem indicar a hidrosadenite são:

  • Pequenas regiões da pele que ficam inchadas, duras, doloridas, inflamadas e avermelhadas;
  • Pode haver coceira, ardência e excesso de suor;
  • Com o passar do tempo, a pele pode passar a ficar azulada ou arroxeada devido à falta de sangue.

Os nódulos causados pela doença podem diminuir espontaneamente ou estourar, liberando pus antes de a pele cicatrizar. Em algumas pessoas após algumas semanas ou meses os nódulos voltam, geralmente no mesmo local afetado anteriormente.

Nos casos em que aparecem diversos nódulos ou quando eles são constantes e demoram a cicatrizar, as feridas podem aumentar e formar abscessos ou úlceras, sendo mais difíceis de tratar, necessitando de cirurgia.

Regiões mais afetadas

As regiões do corpo mais atingidas pela hidrosadenite supurativa são a virilha, o períneo, o ânus, as nádegas e as axilas, mas essa doença também pode aparecer nas aréolas dos seios e próximo ao umbigo.

Essa doença normalmente aparece em mulheres jovens e pode ser causada por alterações genéticas, fraqueza no sistema imune ou má higiene da região afetada, como ficar mais de 1 semana sem tomar banho, por exemplo.

Como saber se tenho

O diagnóstico da hidrosadenite supurativa é feito através dos sintomas apresentados e das características das feridas na pele e do histórico do paciente, sendo ideal procurar um médico clínico geral ou um dermatologista para identificar o problema ainda no início e começar o tratamento adequado.

Tratamento

A hidrosadenite supurativa não tem cura definitiva, mas durante as fases iniciais da doença o tratamento tem grande sucesso em controlar os sintomas, e costuma ser feito com o uso de cremes com antibióticos e injeções de corticóides no local afetado.

Em estágios mais avançados da doença, o médico também pode prescrever antibióticos na forma de comprimidos e remédios que controlam a produção de hormônios, principalmente nas mulheres.

Nos casos mais graves, pode ser necessário fazer uma cirurgia para eliminar a região da pele com as glândulas defeituosas e substituí-la por enxertos de pele saudável, curando a doença naquela região operada.

Além disso, alguns cuidados gerais devem ser feitos durante o tratamento em todos os casos, como manter uma higiene adequada do local, evitar o uso de roupas apertadas e aplicar compressas úmidas sobre as feridas. Veja como manter a higiene íntima adequada clicando aqui.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...