Como é feito tratamento para aterosclerose

Revisão médica: Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
março 2021

O tratamento para aterosclerose deve ser indicado pelo cardiologista e tem como objetivo reduzir as placas de gordura que estão presentes no interior dos vasos e curar as lesões que ficam no local, favorecendo a circulação sanguínea. Para isso, o médico pode indicar mudança no estilo de vida, uso de remédios ou realização de cirurgia.

A aterosclerose é o acúmulo de gordura na parede das artérias, formando placas de gordura ou placas de ateroma, que dificultam a passagem de sangue no vaso. Muitas vezes, está associada com aumento do colesterol "ruim" o LDL e níveis baixos de HDL, chamado de colesterol "bom". Conheça mais sobre a aterosclerose.

1. Mudanças do estilo de vida

Na maioria das vezes, o tratamento para a aterosclerose consiste na mudança de estilo de vida, porque os hábitos saudáveis ajudam a diminuir o risco de desenvolver outras doenças do coração.

Assim, é recomendado praticar atividade física de forma regular, já que além de contribuir para a perda de peso, também evita o acúmulo de gordura nas artérias, promove a formação de vasos sanguíneos saudáveis e melhora a circulação sanguínea.

É importante também ter uma alimentação saudável e equilibrada dando preferência a frutas, vegetais, peixe, cereais e azeite de oliva, já que são ricos em fibras e gorduras boas que evitam que haja acúmulo de gordura no interior dos casos. Uma opção de dieta para ajudar no tratamento da aterosclerose é a dieta mediterrânea, que é baseada na ingestão de alimentos naturais e menos produtos industrializados. Confira no vídeo a seguir como fazer a dieta mediterrânea:

2. Uso de remédios

Os remédios para aterosclerose devem ser indicados pelo cardiologista após avaliação de exames, estado de saúde e estilo de vida da pessoa. Alguns exemplos de remédios para aterosclerose são:

  • Inibidores da enzima conversora da angiotensina (ECA): funcionam para baixar a pressão arterial e proteger coração e rins;
  • Antiplaquetários: mais conhecido como aspirina, servem para prevenir a formação de coágulos nas artérias;
  • Betabloqueadores: reduzem os batimentos cardíacos e baixam a pressão arterial;
  • Bloqueadores de canais de cálcio: relaxam as artérias, baixam a pressão arterial e reduzem a tensão no coração;
  • Diuréticos: atuam baixando a pressão, eliminando água do corpo, servem também para tratar a insuficiência cardíaca;
  • Nitratos: aliviam a dor no peito e melhoram o fluxo de sangue para o coração;
  • Estatinas: ajudam na redução do colesterol.

É importante seguir as orientações do cardiologista quanto ao uso destes medicamentos, como dose certa e horários corretos. Além disso, junto com uso de remédios é preciso mudar o estilo de vida e alimentação, pois é assim é possível evitar as consequências da aterosclerose.

3. Cirurgia

Muitas vezes, quando os remédios já não são capazes de diminuir as placas de gordura da parede das artérias é necessária uma cirurgia para retirada desta gordura. Os tipos de cirurgias para tratar a aterosclerose dependem da técnica utilizada, assim como, da gravidade da doença. A angioplastia ou colocação de stent é um tipo de cirurgia realizada nestes casos, em que o médico coloca um tubo, chamado de stent, na parte obstruída, para abrir a artéria e facilitar a passagem do sangue.

Outra cirurgia indicada para aterosclerose é a ponte de safena que é quando o médico substitui uma artéria entupida do coração por outra artéria da perna. Pode ser realizado também o cateterismo, que é a introdução de um tubo, o cateter, para desobstruir uma artéria do coração. Veja mais detalhes sobre como é feito o cateterismo cardíaco.

4. Tratamento natural

Existem alguns produtos naturais disponíveis para combater a aterosclerose, sendo que a maioria destas substâncias ajudam na redução do colesterol e consequentemente diminuem as placas de ateroma nas artérias, facilitando a circulação sanguínea. Entre eles estão:

  • Monacolina K: encontrado no arroz vermelho fermentado, que é um ingrediente tradicional da medicina chinesa e ajuda a baixar o colesterol no sangue;
  • Esteróis ou estanóis: presente nos óleos vegetais como nozes, frutas, sementes e grãos e ajudam a impedir que o intestino absorva a gordura;
  • Fibras solúveis: contém substâncias chamadas de beta glucanas, presentes no farelo de aveia, ajudam a reduzir o colesterol através da eliminação da gordura nas fezes;
  • Alicina: é uma substância achada no alho e tem uma ação anti-inflamatória que retarda a formação de placa de ateroma;
  • Niacina: é também conhecida como vitamina B3, presente em alimentos como fígado, frango, salmão e auxilia no controle do colesterol;
  • Curcumina: presente no açafrão, age reduzindo a placa de gordura na parede da artéria;
  • Ômega 3: presente em alimentos como o peixe, ajuda a reduzir os níveis de gordura no sangue e são capazes de regular a pressão arterial e a coagulação;

Essas substâncias são encontradas nos alimentos, mas podem estar disponíveis em cápsulas para suplementação da dieta. Entretanto, é importante seguir sempre as orientações médicas e respeitar as recomendações do profissional fitoterapeuta para uso destas cápsulas.

Existem outros alimentos e produtos que auxiliam no tratamento para aterosclerose, facilitando a circulação sanguínea e evitando a obstrução dos vasos sanguíneos como por exemplo o trigo sarraceno, videira vermelha, centelha asiática e castanha da índia.

Sinais de melhora

Os tratamentos para aterosclerose são baseados no uso de medicamentos e nas mudanças dos hábitos de vida e quando realizados ajudam a reduzir a fadiga, aumentando a disposição física, reduzindo o estresse e auxiliando na perda de peso.

Sinais de piora

Muitas vezes, a aterosclerose não apresenta sintomas, mas nos casos em que a gordura obstrui totalmente uma artéria, podem aparecer alguns sinais. Esses sinais vão depender da localização da artéria que a gordura está obstruindo e da doença provocada por essa complicação. Se o fluxo de sangue for interrompido em alguma artéria do coração, pode acontecer o infarto agudo do miocárdio e surgir sinais como dor e pressão no peito do lado esquerdo, dormência ou formigamento do braço esquerdo e mal estar. Saiba mais sobre os sintomas de infarto.

Todavia, se houver comprometimento de uma artéria do cérebro, podem surgir sinais como dificuldade para falar, boca torta ou dificuldade para enxergar. Nestes casos, é necessário ir rapidamente ao hospital ou procurar atendimento médico de um cardiologista.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em março de 2021. Revisão médica por Drª. Ana Luiza Lima - Cardiologista, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • MOSS, Joe; RAMJI, Dipak. Nutraceutical therapies for atherosclerosis. Nat Rev Cardiol. 13. 513-532, 2017
  • RAKEL, David. Integrative Medicine. 4.ed. Philadelphia: Elsevier, 2018. 522.
Mostrar bibliografia completa
  • HEALTHLINE. Atherosclerosis. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/atherosclerosis#treatment>. Acesso em 04 out 2019
  • Faludi AA, et al. Atualização da diretriz drasileira de dislipdemia e prevenção de aterosclerose. Sociedade Brasileira de Cardiologia. 109. 2; 18-21, 2017
Revisão médica:
Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
Médica Cardiologista, formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional nº CRM/PE – 16886. 

Tuasaude no Youtube

  • Como fazer a DIETA MEDITERRÂNEA

    09:12 | 314711 visualizações
  • COMO BAIXAR O SEU COLESTEROL

    10:06 | 622107 visualizações
  • BENEFÍCIOS DO ÔMEGA 3 - Fontes naturais e melhores suplementos

    05:43 | 57756 visualizações
  • Dieta para COLESTEROL ALTO

    03:00 | 1717655 visualizações