Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para Ansiedade: remédios, terapia e opções naturais

O tratamento para ansiedade é feito de acordo com a intensidade dos sintomas e as necessidades de cada pessoa, envolvendo principalmente a psicoterapia e o uso de medicamentos, como antidepressivos ou ansiolíticos, receitados pelo médico, que atuam a nível cerebral para reduzir os sintomas ansiosos.

Além disso, é recomendado que a pessoa complemente o tratamento com medidas naturais, ao realizar atividades do tipo exercícios físicos, meditação, dança, yoga ou tai chi, por exemplo, pois são estratégias que ajudam a reduzir os níveis de estresse, aumentar a consciência corporal e sensação de relaxamento, além de contribuirem para uma vida mais saudável.

Sempre que os sintomas de ansiedade estiverem presentes, como irritabilidade, medo inexplicado, insônia ou falta de concentração, é recomendado procurar a consulta com o médico para que seja confirmada a causa e seja iniciado o tratamento, já que este transtorno pode provocar diversas consequências negativas como maiores chances de desenvolver doenças auto-imunes, psiquiátricas ou cardiovasculares, por exemplo. Saiba como identificar se é ansiedade.

Tratamento para Ansiedade: remédios, terapia e opções naturais

1. Psicoterapia

A psicoterapia e a terapia cognitivo-comportamental, orientadas por um psicólogo, são importantes formas de tratamento da ansiedade. Muitas vezes, especialmente nos casos mais leves ou iniciais, somente estas estratégias podem ser suficiente para controlar e evitar os sintomas, sem a necessidade de remédios.

As intervenções de psicoterapia são úteis pois estimulam a identificação e resolução de pensamentos distorcidos, estimulação do auto-conhecimento e diminuição dos conflitos emocionais. Já a terapia cognitivo-comportamental contribui com atividades e exercícios importantes para controlar crises ansiosas e compulsivas. 

2. Tratamento com remédios

Os medicamentos mais recomendados no tratamento da ansiedade incluem:

  • Antidepressivos, como Sertralina, Escitalopram, Paroxetina ou Venlafaxina: são medicamentos de primeira escolha no tratamento da ansiedade, pois são eficazes para controlar os sintomas ao ajudar a repor neurotransmissores cerebrais que estimulam o humor e o bem-estar;
  • Ansiolíticos, como Diazepam, Clonazepam, Lorazepam: apesar de serem remédios muito eficazes para acalmar, não devem ser utilizados como primeira escolha, já que causam risco de dependência e de efeitos colaterais como sonolência e quedas;
  • Betabloqueadores, como Atenolol, Pindolol, Propranolol: são medicamentos usados para controlar a pressão arterial e os batimentos cardíacos e, apesar de serem frequentemente usados, não são muito eficazes para tratar a ansiedade. Entretanto, podem ser recomendados em episódios pontuais, como forma de reduzir sintomas relacionados à ansiedade, como tremores que atrapalham alguma atividade.  

Para o uso destes medicamentos, é necessária a estrita recomendação médica, já que é importante o acompanhamento dos efeitos, necessidade de ajuste de doses e reações colaterais. Saiba mais sobre as opções de remédios para tratar a ansiedade

3. Tratamentos naturais

Para controlar a ansiedade existem muitas alternativas naturais, utilizadas para complementar o tratamento, que podem sem muito importantes para reduzir os sintomas e diminuir a necessidade de medicamentos. 

Algumas opções eficazes incluem, exercícios físicos, como caminhada, natação e dança, yoga, pilates, tai chi, pois proporcionam relaxamento e bem-estar. Além disso, é recomendado investir em atividades de lazer e hobbies, como ler, pintar, tocar algum instrumento ou ouvir música, por exemplo, pois ajudam a aliviar o estresse e a preocupação. Saiba mais sobre os passos para combater a ansiedade.

Além disso, existem algumas propriedades de alimentos podem ajudam a combater os sintomas da ansiedade, como os presentes na banana, maracujá ou laranja, por exemplo. Saiba mais sobre as orientações nutricionais no vídeo a seguir:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar