Tratamento para ansiedade: remédios, terapia e opções naturais

O tratamento para ansiedade é feito de acordo com a intensidade dos sintomas e as necessidades de cada pessoa, podendo envolver a realização de psicoterapia e uso de medicamentos prescritos pelo médico, como antidepressivos ou ansiolíticos, que atuam a nível cerebral para reduzir os sintomas.

Além disso, é recomendado que a pessoa complemente o tratamento com medidas naturais, ao realizar atividades do tipo exercícios físicos, meditação, dança, yôga ou tai chi, por exemplo, pois são estratégias que ajudam a reduzir os níveis de estresse, aumentar a consciência corporal e sensação de relaxamento, além de contribuírem para uma vida mais saudável.

Sempre que os sintomas de ansiedade estiverem presentes, como irritabilidade, medo inexplicado, insônia ou falta de concentração, é recomendado procurar a consulta com o médico para que seja confirmada a causa e seja iniciado o tratamento, já que este transtorno pode provocar diversas consequências negativas como maiores chances de desenvolver alterações psiquiátricas, cardiovasculares e afetar os círculos social, de trabalho, familiar ou escolar. Saiba como identificar se é ansiedade.

Tratamento para ansiedade: remédios, terapia e opções naturais

1. Psicoterapia

A psicoterapia, como a terapia cognitivo-comportamental ou psicodinâmica, orientadas por um psicólogo, são importantes formas de tratamento da ansiedade. Muitas vezes, especialmente nos casos mais leves ou iniciais, somente estas estratégias podem ser suficiente para controlar e evitar os sintomas, sem a necessidade de remédios.

As intervenções de psicoterapia são úteis pois estimulam a identificação e resolução de pensamentos distorcidos, estimulação do auto-conhecimento e diminuição dos conflitos emocionais. Já a terapia cognitivo-comportamental contribui com atividades e exercícios importantes para controlar crises ansiosas e compulsivas. 

2. Tratamento com remédios

Os medicamentos mais recomendados no tratamento da ansiedade incluem:

  • Antidepressivos, como Sertralina, Escitalopram, Paroxetina ou Venlafaxina: são medicamentos de primeira escolha no tratamento da ansiedade, pois são eficazes para controlar os sintomas ao ajudar a repor neurotransmissores cerebrais que estimulam o humor e o bem-estar;
  • Ansiolíticos, como Diazepam, Clonazepam, Lorazepam: apesar de serem remédios muito eficazes para acalmar, não devem ser utilizados como primeira escolha, já que causam risco de dependência e de efeitos colaterais como sonolência e quedas;
  • Outros, como a Buspirona, Pregabalina, Hidroxicina e antipsicóticos também podem ajudar a diminuir os sintomas de ansiedade.

Para o uso destes medicamentos, é necessária a estrita recomendação médica, já que é importante o acompanhamento dos efeitos, necessidade de ajuste de doses e reações colaterais. Saiba mais sobre as opções de remédios para tratar a ansiedade

3. Tratamentos naturais

Para controlar a ansiedade existem muitas alternativas naturais, utilizadas para complementar o tratamento, que podem sem muito importantes para reduzir os sintomas e diminuir a necessidade de medicamentos. 

Algumas opções eficazes incluem, exercícios físicos, como caminhada, natação e dança, yôga, Pilates, tai chi, pois proporcionam relaxamento e bem-estar. Além disso, é recomendado investir em atividades de lazer e hobbies, como ler, pintar, tocar algum instrumento ou ouvir música, por exemplo, pois ajudam a aliviar o estresse e a preocupação. Saiba mais sobre os passos para combater a ansiedade.

Além disso, também existe a possibilidade de usar remédios naturais com ação calmante, que contribuem para a redução da ansiedade, como a valeriana, a passiflora e o ginkgo biloba. Veja alguns exemplos no vídeo seguinte:

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • MINISTERIO DE SANIDAD Y CONSUMO. Guía de Práctica Clínica para el Manejo de Pacientes con Trastornos de Ansiedad en Atención Primaria. Madrid: Agencia Laín Entralgo. Unidad de Evaluación de Tecnologías Sanitarias, 2008.
Mais sobre este assunto: