Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para os principais tipos de anemia

O tratamento para anemia varia de acordo com o que está causando a doença, podendo incluir a toma de remédios, suplmentação ou alimentação rica em ferro, por exemplo.

Nos casos mais graves, em que não é possível controlar a anemia utilizando estas formas mais simples, o médico pode sugerir uma transfusão de sangue ou até de medula óssea. Porém, esses casos são raros e, normalmente, acontecem devido a doenças genéticas.

Tratamento para os principais tipos de anemia

1. Anemia falciforme

Neste tipo de anemia existe uma alteração genética que altera a forma dos glóbulos vermelhos, diminuindo a sua capacidade de transportar oxigênio. Uma vez que não é possível corrigir a alteração genética, o tratamento normalmente é feito com a administração de oxigênio e transfusões de sangue para regular os níveis de glóbulos vermelhos normais no sangue.

Além disso, o médico pode ainda receitar o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios, como Diclofenac, para aliviar as dores provocadas por este tipo de anemia.

Nos casos mais graves, em que é muito difícil controlar a anemia, podem ser ainda usados tratamentos para câncer, como transplante de medula ou remédios anticancerígenos, como a Hidroxiureia. Saiba mais sobre o tratamento deste tipo de anemia.

2. Anemia ferropriva

A anemia ferropriva acontece quando os níveis de ferro no organismo estão muito baixos, impedindo a produção adequada de glóbulos vermelhos. Dessa forma, o tratamento é feito com suplementos de ferro e alterações na dieta.

Alimentação para aumentar o ferro

Para aumentar os níveis de ferro e tratar a anemia ferropriva é aconselhado aumentar o consumo de alimentos como:

  • Carnes vermelhas em geral;
  • Rins, fígado ou coração de galinha;
  • Mariscos e frutos do mar;
  • Feijão preto;
  • Beterraba;
  • Acelga;
  • Brócolis;
  • Espinafre.

Após consumir qualquer um destes alimentos recomenda-se o consumo imediato de algum alimento fonte de vitamina C para aumentar a absorção do ferro, por exemplo. Saiba mais sobre como deve ser a alimentação neste tipo de anemia.

3. Anemia megaloblástica e perniciosa

Estes dois tipos de anemia acontecem devido a uma diminuição acentuada nos níveis de vitamina B12 no organismo, sendo tratada com suplementos dessa vitamina e uma alimentação mais rica em vitamina B12.

Porém, em alguns casos, essa falta de vitamina B12 pode acontecer devido à falta de fator íntrinseco, que é uma substância presente no estômago que garante a absorção da vitamina B12. Nesses casos, é necessário fazer injeções da vitamina diretamente na veia, pois se for ingerida, não será absorvida. Essas injeções podem ser mantidas por toda a vida.

Veja algumas dicas importantes da nossa nutricionista para tratar a falta de vitamina B12:

Veja ainda uma lista dos alimentos que ajudam a tratar a falta de vitamina B12.

4. Anemia hemolítica

Para tratar a anemia hemolítica, que acontece devido à destruição dos glóbulos vermelhos por anticorpos, o médico geralmente recomenda o uso de medicamentos que reduzem a ação do sistema imune, como Ciclosporina e Ciclofosfamida, diminuindo a destruição provocada pelos anticorpos.

Nos casos mais graves, pode ainda ser necessário fazer uma cirurgia para retirar um pedaço do baço, pois este órgão é responsável pela destruição das células do sangue.

Saiba mais sobre este tipo de anemia.

5. Anemia aplástica

A anemia aplástica é uma doença autoimune que afeta a medula óssea, reduzindo a produção de glóbulos vermelhos. Nestes casos o médico pode recomendar transfusões de sangue para melhorar os níveis de glóbulos vermelhos, mas também pode ser necessário fazer um transplante de medula, especialmente se a medula já não for capaz de produzir células sanguíneas saudáveis.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...