Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tudo sobre a Testosterona

A testosterona é o principal hormônio masculino, sendo responsável por características como crescimento da barba, engrossamento da voz e aumento da massa muscular. No entanto, a testosterona também está presente nas mulheres, mas em menor quantidade. 

Como principal hormônio masculino a testosterona é responsável pelas características como aumento da masculinidade, músculos mais desenvolvidos e voz mais grave. No entanto, após os 50 anos de idade é comum haver uma diminuição na sua produção, um fenômeno conhecido como andropausa, que é semelhante a menopausa das mulheres.

Sinais de Testosterona Baixa

Testosterona baixa no homemTestosterona baixa no homem
  • No homem:

Com a diminuição da testosterona o homem pode apresentar os seguintes sintomas:

  • Diminuição da libido;
  • Menor desempenho sexual;
  • Depressão;
  • Diminuição da massa muscular;
  • Aumento da gordura corporal;
  • Diminuição da barba.

Além da disfunção sexual, a testosterona baixa em homens também pode causar problemas como osteopenia, osteoporose e infertilidade masculina.

A diminuição da testosterona é comum e ocorre especialmente com o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, quando o homem fuma, está acima do peso ou tem diabetes.

  • Na mulher:

A testosterona é o hormônio em menor concentração na mulher e quando seus valores são muito baixos a mulher pode apresentar sintomas como perda de massa muscular, acúmulo de gordura visceral, perda do desejo sexual e desinteresse generalizado, que pode ser confundido com depressão, em alguns casos. Já os sintomas de alta concentração de testosterona na mulher estão relacionados ao desenvolvimento de características tipicamente masculinas como crescimento de pelos no peito, no rosto e na região interna das coxas, próximo da virilha. 

Exame que mede a Testosterona

Os exames que indicam a quantidade de testosterona no corpo são pouco específicos e nem sempre são confiáveis porque seus valores alteram-se constantemente, de acordo com a etnia, idade e hábitos de vida como alimentação saudável e prática de atividade física ou sedentarismo. Por isso, nem sempre o médico solicita o exame para avaliar sua concentração na corrente sanguínea baseando-se somente nos sintomas que a pessoa apresenta.

Os valores de referência da testosterona no soro sanguíneo são de:

  • Homens: 3 a 10 ng/dL
  • Mulheres: 0,3 a 0,7 ng/dL

Níveis abaixo de 3 em homens devem ser tratados mas é normal haver uma alteração de 20% de aumento da testosterona no final da tarde.

A testosterona pode estar aumentada em caso de puberdade precoce, hiperplasia adrenal, doença tromboblástica durante a gravidez, câncer de ovário, cirrose, hipertireoidismo, uso de remédios para convulsão, barbitúricos, estrogênios ou uso da pílula anticoncepcional. No entanto, a testosterona pode estar diminuída em caso de  hipogonadismo, retirada dos testículos, síndrome de Klinefelter, uremia, hemodiálise, insuficiência hepática, consumo exagerado de álcool por homens e uso de remédios como digoxina, espironolactona e acarbose.

Suplementos de testosterona

Os suplementos de testosterona devem ser usados sob indicação médica e podem ser encontrados em forma de comprimidos, gel, creme ou adesivo transdérmico. Alguns nomes comerciais são durateston, somatrodol, provacyl e androgel.

Como aumentar a Testosterona

Tudo sobre a Testosterona
  • No homem:

Quando a testosterona está abaixo do recomendado e o homem apresenta estes sinais e sintomas o urologista poderá receitar o uso da testosterona em forma de comprimidos, injeção ou gel para ser usada conforme sua prescrição.

Os efeitos da testosterona nos homem pode ser observado em 1 mês de tratamento e com isso ele deve apresentar-se mais confiante, com maior desejo sexual, maior rigidez muscular e sentindo-se mais forte. Assim, a suplementação de testosterona pode ser indicada durante a andropausa para diminuir seus efeitos, melhorando a qualidade de vida do homem. 

Por ajudar a aumentar a massa muscular a suplementação de testosterona também é usada por homens jovens, praticantes de esportes ou academia, mas este tipo de uso não é indicado pelos médicos e pode prejudicar a saúde podendo levar a problemas como gordura no fígado, colesterol alto, pressão alta e aterosclerose.

  • Na mulher:

Quando a quantidade de testosterona que a mulher tem é muito baixa, o ginecologista pode observar estes sintomas e solicitar o exame para avaliar sua concentração no sangue. A suplementação de testosterona é indicada somente em caso de síndrome da deficiência androgênica ou quando os ovários param de funcionar devido ao câncer de ovário, por exemplo. Quando a diminuição da testosterona em mulheres é causada por outro motivo é mais indicado tentar equilibrar os níveis hormonais aumentando o estrogênio.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...