Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Falta de magnésio: principais causas, sintomas e tratamento

Setembro 2020

A falta de magnésio, também conhecida como hipomagnesemia, pode provocar diversas doenças como desregulação do açúcar no sangue, alterações nos nervos e músculos. Alguns sinais da falta de magnésio são perda do apetite, sonolência, náusea, vômito, cansaço e fraqueza muscular. Além disso, a falta de magnésio também está relacionada à doenças crônicas como Alzheimer e diabetes melito.

A principal fonte de magnésio para o corpo é a dieta, através da ingestão de alimentos como sementes, amendoim e leite, por isso uma das principais causas da falta de magnésio acontece quando estes tipos de alimentos não são consumidos frequentemente.

Falta de magnésio: principais causas, sintomas e tratamento

Principais causas

Embora uma das principais causas da falta de magnésio seja o baixo consumo de legumes, sementes e frutas e o alto consumo de produtos industrializados e processados, também existem outras causas como:

  • Baixa absorção do magnésio pelos intestinos: ocorre devido a diarréia crônica, cirurgia bariátrica ou doença inflamatória intestinal;
  • Alcoolismo: o álcool diminui a quantidade de vitamina D do organismo que é importante para a absorção do magnésio pelo intestino, além disso, aumenta a eliminação do magnésio pela urina;
  • Uso de alguns medicamentos: especialmente inibidores da bomba de próton (omeprazol, lanzoprazol, esomeprazol), antibióticos (gentamicina, neomicina, tobramicina, amicacina, anfotericina B), imunossupressores (ciclosporina, sirolimus), diuréticos (furosemida, hidroclorotiazida), quimioterapia (cisplatina, carboplatina) e anticorpos monoclonais (cetuximabe, panitumumabe);
  • Síndrome de Gitelman: é uma doença genética dos rins em que há um aumento da eliminação do magnésio pelos rins.

Além disso, durante a gravidez, principalmente no primeiro trimestre, ocorre maior eliminação do magnésio pelos rins, muitas vezes sendo necessária a suplementação de magnésio. Saiba mais sobre os benefícios do magnésio na gravidez

Sintomas da falta de magnésio

Os sintomas relacionados à deficiência de magnésio são:

  • Tremores;
  • Espasmos musculares;
  • Cãibras e formigamentos;
  • Depressão, nervosismo, tensão;
  • Insônia;
  • Convulsões;
  • Pressão alta (hipertensão);
  • Batimentos cardíacos acelerados.

Além disso, a falta de magnésio também aumenta o risco de algumas doenças como diabetes melito (tipo 2), infarto cardíaco, insuficiência cardíaca, angina, pressão alta, pedras nos rins, tensão pré-menstrual, transtornos mentais e até eclâmpsia durante a gravidez. 

Exames que confirmam o diagnóstico

O diagnóstico da falta de magnésio é confirmado através de um exame de sangue convencional ou exame de urina. No momento do exame, é importante informar todos os medicamentos que estão sendo utilizados, pois podem interferir no resultado.

Falta de magnésio: principais causas, sintomas e tratamento

Como é feito o tratamento

O tratamento da falta de magnésio deve ser orientado por um médico ou nutricionista. Nos casos mais leves, o tratamento consiste no aumento do consumo de alimentos ricos em magnésio como amêndoas, aveia, banana ou espinafre. Confira os 10 alimentos mais ricos em magnésio.

No entanto, quando a alimentação não é suficiente para repor o magnésio, o médico poderá indicar suplementos ou medicamentos com sais de magnésio por via oral. Os suplementos podem ter efeitos colaterais como diarréia e cólicas abdominais, não sendo muitas vezes bem tolerados. 

Nos casos mais graves de falta de magnésio, é necessária internação hospitalar e a administração de magnésio diretamente na veia. 

Geralmente, a deficiência de magnésio não ocorre de forma isolada, sendo necessário também tratar a deficiência de cálcio e de potássio. Assim, o tratamento corrigirá não só a falta de magnésio, mas também as alterações do cálcio e do potássio. Veja como a falta de magnésio pode alterar o cálcio e o potássio

Bibliografia >

  • GROBER, Uwe; SCHMIDT, Joachim; KISTERS Klaus. Magnesium in Prevention and Therapy. Nutrients. 7. 9; 8199–8226, 2015
  • ISMAIL, Adel A. A.; ISMAIL, Yasmin; ISMAIL, Abbas A.. Chronic magnesium deficiency and human disease; time for reappraisal?. QJM: An International Journal of Medicine. 1-10, 2017
  • de BAAIJ, Jeroen H. F.; HOENDEROP, Joost G. J.; BINDELS, René J. M.. Magnesium in Man: Implications for Health and Disease. Physiol Rev. 95. 1-46, 2015
  • van LAECKE, Steven. Hypomagnesemia and hypermagnesemia. Acta Clinica Belgica International Journal of Clinical and Laboratory Medicine. 1-7, 2018
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem