Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dislexia: Sintomas, Características e Diagnóstico

Os sintomas de dislexia, que é caracterizada como a dificuldade na escrita, na fala e no soletrar, normalmente, ocorrem durante o período de alfabetização na infância, quando, geralmente, é diagnosticada.

No entanto, ela pode também só ser diagnosticada em adultos, e apesar da dislexia não ter cura, a criança ou o adulto com o tratamento adequado pode ter uma melhor qualidade de vida.

As causas de dislexia estão relacionadas com fatores genéticos, desenvolvimento tardio do sistema nervoso central, problemas nas estruturas do cérebro e comunicação pouco eficaz entre alguns neurônios. No entanto, isso não afeta a inteligência da criança.

O tratamento para dislexia deve ser feito através do acompanhamento com um psicólogo, fonoaudiólogo e pedagogo para apoio escolar, com o objetivo de ajudar a criança com dislexia a superar, dentro do possível e das suas capacidades, a sua dificuldade na leitura, escrita, a soletrar e na matemática.

Necessidade de usar os dedos para contarNecessidade de usar os dedos para contar

Sintomas de dislexia na infância

Os sintomas de dislexia na infância incluem:

  • Começar a falar mais tardiamente; 
  • Atraso no desenvolvimento motor como engatinhar, sentar e andar;
  • A criança não entende o que ouve;
  • Dificuldade em aprender a andar de triciclo;
  • Dificuldade em se adaptar à escola;
  • Problemas em dormir;
  • A criança pode ser hiperativa ou hipoativa;
  • Choro e inquietação ou agitação com frequência.

A partir dos 7 anos de idade, os sintomas de dislexia podem ser:

  • A criança demora muito tempo para fazer a lição de casa ou pode fazê-la rapidamente mas com muitos erros;
  • Dificuldade em ler e escrever, inventando, acrescentando ou omitindo palavras;
  • Dificuldade em compreender textos;
  • A criança pode omitir, acrescentar, trocar ou inverter a ordem e direção das letras e sílabas;
  • Dificuldade em se concentrar;
  • A criança não quer ler, principalmente em voz alta;
  • A criança não gosta de ir à escola, ficando com dor de barriga na hora de ir para a escola ou com febre em dias de testes;
  • Seguir a linha do texto com os dedos;
  • A criança esquece-se facilmente do que aprende e perde-se no espaço e no tempo;
  • Confusão entre esquerda e direita, cima e baixo, frente e atrás;
  • A criança tem dificuldade para ler as horas, para sequências e em contar, precisando dos dedos;
  • A criança não gosta da escola, da leitura, da matemática e da escrita;
  • Dificuldade em soletrar;
  • Escrita lenta, com letra feia e desordenada.

A criança disléxica também costuma ter dificuldade para andar de bicicleta, abotoar, amarrar o cordão dos sapatos, manter o equilíbrio e fazer exercícios físicos. Além disso, problemas na fala como trocar o R pelo L também ser causados por um distúrbio chamado Dislalia, que é o problema de fala do Cebolinha da Turma da Mônica. Veja mais aqui.

Sintomas de dislexia no adulto

Necessidade de acompanhar a leitura com os dedosNecessidade de acompanhar a leitura com os dedos

Os sintomas de dislexia no adulto, embora possam não estar todos presentes, podem ser:

  • Demorar muito tempo a ler um livro;
  • Ao ler, saltar os finais das palavras;
  • Dificuldade em pensar o que escrever;
  • Dificuldade em fazer anotações;
  • Dificuldade em seguir o que os outros dizem e com sequências;
  • Dificuldade no cálculo mental e na gestão do tempo;
  • Renitência em escrever, por exemplo, mensagens;
  • Dificuldade em compreender adequadamente o sentido de um texto;
  • Necessidade de reler várias vezes o mesmo texto para o compreender;
  • Dificuldade na escrita, com erros de trocas de letras e esquecimento ou confusão em relação à pontuação e gramática;
  • Confundir instruções ou números de telefone, por exemplo;
  • Dificuldade no planejamento, organização e manejo do tempo ou tarefas.

No entanto, geralmente, o indivíduo com dislexia é muito sociável, se comunica bem e é afável, sendo muito amigável.

Diagnóstico da Dislexia

Para confirmar que a pessoa tem dislexia é preciso realizar testes específicos que devem ser respondidos pelos pais, professores e pessoas próximas da criança. O teste consiste em diversas perguntas sobre o comportamento da criança nos últimos 6 meses e deve ser avaliado por um psicólogo que também dará indicações de como deve ser feito o acompanhamento da criança.

Além de identificar se a criança tem dislexia, pode ser necessário responder a outros questionários para saber se além da dislexia a criança possui alguma outra condição como o Transtorno do Defict de Atenção e Hiperatividade, que está presente em quase metade dos casos de dislexia.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...