Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

8 principais sintomas de Candidíase na gravidez

A coceira na vagina é na maior parte dos casos sinal de candidíase, que acontece quando existem um excesso do fungo Candida albicans se desenvolvendo na região íntima.

Este sintoma é especialmente frequente no segundo trimestre da gravidez, já que, devido às alterações hormonais comuns da gestação, existe uma diminuição do pH vaginal, facilitando o desenvolvimento do fungo e aumentando o maior risco de ter candidíase.

8 principais sintomas de Candidíase na gravidez

Teste rápido para identificar se é candidíase

Assim, se está grávida e acha que pode estar com candidíase, faça nosso teste online, marcando os seus sintomas e descubra qual o seu risco:

  1. 1. Vermelhidão e inchaço em toda a região íntima
    Sim
    Não
  2. 2. Placas esbranquiçadas na vagina
    Sim
    Não
  3. 3. Corrimento esbranquiçado com grumos, semelhante a leite talhado
    Sim
    Não
  4. 4. Dor ou sensação de queimação ao urinar
    Sim
    Não
  5. 5. Corrimento amarelado ou esverdeado
    Sim
    Não
  6. 6. Presença de pequenas bolinhas na vagina ou pele áspera
    Sim
    Não
  7. 7. Coceira que surge ou piora após usar algum tipo de calcinha, sabonete, creme, cera ou lubrificante na região íntima
    Sim
    Não
  8. 8. Presença de pequeno inchaço localizado na lateral da vagina
    Sim
    Não
Imagem que indica que o site está carregando

No entanto a vermelhidão e a ardência ao urinar podem indicar infecção urinária, uma outra situação comum na gravidez, e por isso em caso de dúvida deve-se ir ao médico e fazer exames para fazer o diagnóstico correto. Veja outros sintomas que podem indicar uma infecção urinária na gravidez.

O que fazer em caso de suspeita

A grávida com sintomas de candidíase deve consultar o ginecologista para fazer o diagnóstico correto e iniciar o tratamento com remédios antifúngicos sob a forma de pomada ou comprimidos, como Clotrimazol ou Miconazol.

O médico poderá solicitar exames como o papanicolau para ter certeza da infecção que a mulher possui, porque este exame identifica o agente causador, e também verificar a saúde do bebê.

A candidíase na gravidez não provoca alterações no feto, mas quando não é tratada, pode ser transmitida para o recém-nascido durante o parto, provocando candidíase oral e esta pode passar para o peito da mãe durante a amamentação trazendo dor e desconforto para a mulher.

Como curar a candidíase na gravidez

É recomendado usar os medicamentos indicados pelo obstetra, que podem ser em forma de comprimidos para engolir ou próprios para introduzir na vagina, seguindo as orientações médicas e da bula do medicamento.

Enquanto o remédio não faz efeito, para aliviar os sintomas de candidíase na gravidez, pode-se colocar compressas geladas ou lavar a região afetada com água fria, reduzindo a coceira e a vermelhidão.

Uma boa dica é aumentar a ingestão diária de iogurte, uma vez que possui Lactobacillus que ajudam a equilibrar a flora vaginal, fazendo com que a cura da candidíase seja alcançada mais cedo. Outras medidas que podem ajudar em no vídeo a seguir:

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar