Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Entenda o que é a Síndrome de Cushing, suas causas e tratamento

A Síndrome de Cushing é uma doença que ocorre devido à elevada quantidade de cortisol no sangue, causando sintomas como rápido aumento de peso e acúmulo de gordura na região abdominal e face, além do desenvolvimento de estrias vermelhas no corpo e pele oleosa com tendência à acne, por exemplo.

O diagnóstico desta síndrome, também conhecida por hipercortisolismo, pode ser feito através de um exame de sangue, de urina ou ressonância magnética, porém nem sempre é fácil chegar ao diagnóstico porque é comum que a doença seja confundida com outras doenças como obesidade e depressão.

A Síndrome de Cushing tem cura e esta pode ser alcançada através da eliminação da causa da doença, no entanto, é necessário fazer tratamento específico como diminuir o consumo de corticoides ou no caso de tumor pode ser necessário fazer cirurgia para remover o tumor.

Acúmulo de gordura no abdômenAcúmulo de gordura no abdômen
Estrias vermelhas características da Síndrome de CushingEstrias vermelhas características da Síndrome de Cushing

Sintomas da Síndrome de Cushing

Os sintomas da Síndrome de Cushing podem incluir aumento rápido do peso e acúmulo de gordura na região abdominal e no rosto, sendo que as pernas e os braços geralmente são finos, além de desenvolvimento de estrias vermelhas, surgimento de hematomas e desenvolvimento de pelos no rosto e no corpo principalmente no caso das mulheres. Também é frequente o desenvolvimento de pressão alta e de diabetes e diminuição da libido e da fertilidade.

Para fazer o diagnostico é necessário ir no endocrinologista e manifestar vários sintomas, porém a suspeita deve ser confirmada com exame laboratorial de sangue e urina e ressonância magnética para verificar a presença de tumor. Saiba mais detalhes de como é feito o diagnóstico da Sindrome de Cushing.

Tratamento para Síndrome de Cushing

​O tratamento para Síndrome de Cushing deve ser orientado pelo endocrinologista e varia conforme a causa da síndrome. Quando a doença é causada pelo uso prolongado de corticoides, é indicada a diminuição da dose do medicamento, segundo a orientação do médico e, se possível, a sua suspensão.

Quando a Síndrome de Cushing é causada por um tumor, o tratamento costuma incluir a cirurgia para remoção do tumor e depois a realização de radioterapia ou quimioterapia. Além disso, antes da cirurgia ou quando o tumor não pode ser removido, o médico pode recomendar que o paciente tome remédios para controlar a produção de cortisol.

Principais causas da Síndrome de Cushing

As causas mais frequentes da síndrome de Cushing incluem o uso prolongado e em doses elevadas de medicamentos como corticoides, que geralmente, são utilizados para o tratamento de inflamações como lúpus, asma e artrite reumatoide, por exemplo. Veja mais alterações que os corticoides podem causar.

Além disso, também pode ocorrer devido à presença de tumor na glândula pituitária, que se encontra no cérebro e que é a responsável pelo aumento de cortisol no sangue.

Como diminuir os sintomas do Síndrome de Cushing

Para reduzir os sintomas da doença é importante manter uma alimentação pobre em sal e açúcar e comer diariamente fruta e vegetais porque são alimentos ricos em vitaminas e minerais e que ajudam a fortalecer o sistema imune. Além disso, é importante evitar locais poluídos e com muitas pessoas para diminuir as chances de infecções.

Complicações da Síndrome de Cushing

​Quando o tratamento da síndrome de Cushing não é realizado há risco de morte devido ao descontrole hormonal. Além disso, o ter a pressão alta e o açúcar no sangue por muito tempo pode causar complicações como mau funcionamento dos rins ou dificuldade em enxergar.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...