Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como curar a Síndrome da Banda Iliotibial

Para curar a síndrome da banda iliotibial é recomendado o uso de pomadas anti-inflamatórias, técnicas de liberação miofascial e exercícios de alongamento e fortalecimento muscular para evitar os desequilíbrios que favorecem a instalação do atrito entre o ligamento e o osso.

A síndrome da banda iliotibial, também conhecida como joelho do corredor, é caracterizada pela dor na região lateral do joelho que é comum em corredores de longa distância, que podem ser atletas ou não, apenas praticando corridas acima de 10 km e também em ciclistas.

Esta dor é causada pelo atrito de um ligamento com o fêmur, próximo ao joelho, que acaba gerando uma inflamação neste local. Uma causa comum é o fato da pessoa praticar corrida em pistas circulares, sempre no mesmo sentido ou em descidas, o que pode ser ainda mais preocupante em pessoas que possuem o joelho voltado naturalmente mais para dentro do corpo. 

Como identificar

Local da dor na síndrome da banda iliotibialLocal da dor na síndrome da banda iliotibial

A síndrome da banda iliotibial tem como sintoma a dor na lateral do joelho que piora ao correr e ao subir ou descer escadas. A dor é mais frequente no joelho mas ela pode se estender até o quadril, influenciando toda a parte lateral da coxa.

O diagnóstico pode ser feito pelo médico, fisioterapeuta ou treinador e não requer exames de imagem como raio X porque a lesão não apresenta nenhuma alteração óssea, mas para excluir outras hipóteses o médico poderá recomendar a sua realização. 

Tratamento para Síndrome da Banda Iliotibial

O primeiro foco para tratar a síndrome da banda iliotibial é combater a inflamação usando pomadas anti-inflamatórias que podem ser aplicadas na região dolorida 2 a 3 vezes por dia com uma pequena massagem até que o produto seja totalmente absorvido pela pele. Colocar compressas de gelo também ajudam a aliviar a dor e a combater a inflamação, mas estas não devem ser usadas em contato direto com a pele para não correr o risco de queimadura e não devem ser usadas por mais de 15 minutos de cada vez.

Também é importante realizar exercícios de alongamento com todo músculo da região lateral do quadril e da coxa, chamado tensor da fáscia lata, mas uma técnica que é muito eficiente é fazer o descolamento do ligamento usando uma bola de massagem que contém pequenos 'espinhos', usando um rolo de espuma rígida para friccionar a região ou usar as pontas dos dedos polegar e indicador para friccionar o local dolorido. 

  • Alongamento para iliotibial:

Como curar a Síndrome da Banda Iliotibial

Deitar de barriga para cima e usar um cinto ou fita para passar por debaixo do pé e elevar a perna até o máximo que conseguir até sentir esticar toda a região posterior da coxa e a seguir inclinar a perna para o lado, em direção ao meio do corpo, até sentir esticar toda a região lateral da perna, onde há dor. Fique parado nessa posição durante 30 segundos à 1 minuto de cada vez e repita o exercício pelo menos 3 antes e depois de usar o rolo.

Nesse alongamento é importante não retirar o quadril do chão, se parecer mais fácil, você pode dobrar um pouco a perna oposta para manter a coluna devidamente posicionada no chão. 

  • Liberação miofascial com rolo:

Como curar a Síndrome da Banda Iliotibial

Deitar de lado por cima do rolo que mostra a imagem e deslizar o rolo no chão, usando o peso do corpo para que ele friccione toda a região lateral durante 2 a 7 minutos. Você também pode friccionar a região dolorida com uma bolinha de tênis ou bola de massagem no chão, usando o peso do seu corpo. 

  • KT Taping para diminuir o atrito:

Como curar a Síndrome da Banda Iliotibial

Colocar uma fita tipo taping em toda região lateral da coxa também é uma boa forma de diminuir o atrito do tecido com o osso. O tape deve ser colocado 1 dedo abaixo da linha do joelho e em toda extensão do músculo e tendão iliotibial mas para que tenha o efeito esperado, ele deve ser colocado durante um alongamento desse músculo. Para isso a pessoa precisa cruzar a perna e inclinar o tronco para frente e para o lado oposto ao da lesão, o comprimento dessa fita deve ser de cerca de 20 cm. Uma segunda fita pode ser aplicada cortada ao meio para envolver o ventre do músculo iliotibial, mais próximo do quadril. 

Como evitar a dor lateral do joelho

Uma das formas de tratar essa síndrome é fortalecer os músculos do quadril com exercícios porque assim o joelho pode ficar mais centralizado, diminuindo o risco desse atrito que dá origem à inflamação e consequentemente à dor. Exercícios de Pilates podem ser muito úteis para alongar e fortalecer os músculos das pernas e glúteos, realinhando todo corpo.

Para corrigir a passada na corrida também é importante dobrar ligeiramente o joelho enquanto corre para amortecer o impacto com o chão e por isso não é recomendado correr com a perna sempre muito esticada porque aumenta o risco do atrito da banda iliotibial. 

Nas pessoas que possuem o joelho naturalmente voltados para dentro ou com pé plano também é importante corrigir estas alterações através da fisioterapia com reeducação postural global para diminuir o risco de retorno desta inflamação.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...