Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Sensibilidade Química Múltipla e Como Tratar

A sensibilidade química múltipla (SQM) é um tipo raro de alergia que manifesta-se gerando sintomas como irritação nos olhos, coriza, dificuldade respiratória e dor de cabeça, quando o indivíduo fica exposto a substâncias químicas comuns do dia a dia como uma roupa nova, cheiro do shampoo ou de outros produtos cosméticos, poluição dos carros, álcool e etc. Sendo a sua principal causa a poluição interna dos edifícios.

Esse tipo raro de alergia grave também chamado de Intolerância Química e Hipersensibilidade Química. Nos casos mais graves da doença, pode ser preciso o isolamento do paciente, o que implica em grande transtorno psicológico.

Esta sensibilidade é agravada devido a presença constante de substâncias químicas presentes no ar vindas das tintas das paredes, móveis, produtos de limpeza utilizados e máquinas de escritórios, por exemplo, que ao entrar em contato com a luz e a umidade favorecem a proliferação dos micro-organismos.

Nas pessoas afetadas o sistema imune do indivíduo está sempre "alerta" e sempre que ele é exposto a outro tipo de substância química gera uma reação alérgica crônica, que muitas vezes impede o trabalho.

O que é Sensibilidade Química Múltipla e Como Tratar

Sinais e sintomas 

Os sintomas da sensibilidade química múltipla podem ser leves ou incapacitantes, e incluem:

  • Enjôo,
  • Dor de cabeça,
  • Coriza,
  • Olhos vermelhos,
  • Dor no couro cabeludo,
  • Dor de ouvido,
  • Sonolência,
  • Palpitações,
  • Diarreia,
  • Cólicas abdominal e
  • Dor nas articulações.

No entanto, nem todos precisam estar presentes para o diagnóstico da doença.

Como identificar 

Para identificar a sensibilidade química múltipla recomenda-se o exame de sangue, testes de alergia, perfil imunológico e entrevista. Saber em que o paciente trabalha, como é o edifício e como é a sua casa é muito importante para ajudar a diagnosticar a doença. O médico mais indicado é o alergologista ou imunoalergologista. 

Como é o tratamento 

Para tratar a sensibilidade química múltipla não basta somente a toma de anti histamínicos, antidepressivos e psicoterapia, é necessário remover a sua causa, mantendo os locais que frequenta sempre muito limpos e arejados, pois assim as chances de concentração de micro-organismos é menor.

Uma vez que passamos em média 8 horas por noite trancados num quarto, convém que este tenha o ar mais puro possível da casa, tendo boa ventilação e um número reduzido de carpetes, cortinas e cobertores.

O uso de um purificador de ar dentro do quarto é também uma das maneiras de facilitar o trabalho do fígado, de filtrar todas as toxinas do organismo, diminuindo o risco de alergias respiratórias e as crises de sensibilidade química múltipla.

Quando o causador do problema está no ambiente de trabalho, faz-se necessário a limpeza do mesmo. Adotar um desumidificador e purificador de ar dentro da própria sala de trabalho é uma das formas de diminuir o risco da reação alérgica.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...