Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sangue oculto nas fezes: o que pode ser e como entender o resultado

O exame de sangue oculto nas fezes, também conhecido como pesquisa de sangue oculto, é um teste que avalia a presença de pequenas quantidades de sangue nas fezes que podem não ser visíveis a olho nu e, por isso, serve para detectar a existência de pequenos sangramentos no trato digestivo que possam indicar úlceras, colite ou, até, câncer de cólon.

Geralmente, a coleta das fezes para este tipo de exame é pedida pelo médico após os 40 anos de idade ou quando existe histórico de câncer do cólon na família. Além disso, o exame também pode ser feito para ajudar no diagnóstico de problemas inflamatórios do intestino, como Doença de Crohn ou colite, por exemplo. Veja como saber se tem sangue nas fezes.

Sangue oculto nas fezes: o que pode ser e como entender o resultado

Principais causas de sangue oculto nas fezes

Caso o resultado do exame seja positivo, existem várias causas para a presença de sangue nas fezes, que incluem:

  • Pólipos benignos no intestino;
  • Hemorroidas;
  • Úlceras no estômago ou duodeno;
  • Colite ulcerativa;
  • Doença de Crohn;
  • ​Doença diverticular;
  • Câncer colorretal.

Assim, para identificar a causa correta da presença de sangue nas fezes, é comum que, depois do exame de sangue oculto, o médico peça uma colonoscopia ou uma endoscopia, especialmente quando o sangramento não é causado por hemorroidas.

Esses dois exames consistem na introdução de um tubo fino com uma pequena câmera na ponta, que permite observar o interior do intestino e do estômago para identificar possíveis lesões, facilitando o diagnóstico. Veja ainda mais sobre as principais causas de sangue nas fezes.

Como deve ser o preparo para o exame

A coleta de fezes para o exame de sangue oculto normalmente é feita durante 3 dias, sendo que nesse período é recomendado ter alguns cuidados com a dieta, evitando comer alimentos como rabanete, couve-flor, brócolis, beterraba, feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico, milho, azeitona, amendoim, espinafre ou maçã. É importante consultar o médico e o laboratório a respeito das restrições nutricionais, pois estas podem variar de acordo com a técnica utilizada.

Além disso, deve-se evitar tomar remédios que irritem o estômago, como anti-inflamatórios ou aspirina, por exemplo, pois podem causar sangramento e resultar num falso positivo, além de suplementos com vitamina C e ferro. Também é recomendado que a coleta não seja feita em menos de 3 dias após o período menstrual e nem quando foi verificado sangramento na gengiva ou no nariz, pois a pessoa pode engolir o sangue, por exemplo. Caso a coleta seja feita em alguma dessas situações, é importante informar ao laboratório para que não interfira na interpretação do resultado.

O exame de sangue oculto nas fezes é considerado um exame de triagem, permitindo que possa ser identificada evidências da presença ou ausência de doenças inflamatórias intestinais sem que seja necessário realizar procedimentos mais caros e invasivos. Apesar disso, o diagnóstico da doença não deve ser feito baseado apenas no resultado da pesquisa de sangue oculto, apesar de ter elevada sensibilidade, devendo ser recomendada a realização de uma colonoscopia, que é considerado o exame "padrão ouro" para diagnóstico de doenças inflamatórias intestinais, incluindo o câncer colorretal.

Como interpretar o resultado do exame

Os resultados possíveis para o exame de sangue oculto nas fezes são:

  • Sangue oculto nas fezes negativo: não é possível identificar sangue oculto nas fezes, sendo que o risco de ter algum problema gastrointestinal é baixo;
  • Sangue oculto nas fezes positivo: indica a presença de sangue oculto nas fezes e, por isso, é indicado fazer uma colonoscopia para identificar a causa do sangramento e iniciar o tratamento adequado.

No caso de resultado positivo ou negativo com algumas alterações, o médico pode solicitar a repetição do teste para confirmação do resultado ou a realização de colonoscopia de acordo com o histórico clínico da pessoa.

Os resultados falso positivos são aqueles em que é detectada, por meio do teste, a presença de sangue, mas que não representa a condição do paciente. Esse tipo de resultado pode acontecer em pessoas que não se preparam corretamente no que diz respeito à dieta, tiveram sangramento gengival ou nasal, fizeram uso de medicamentos que causam irritação da mucosa gástrica ou fizeram a coleta poucos dias após o período menstrual.

Em alguns casos de resultado negativo o médico pode pedir na mesma uma colonoscopia caso o paciente esteja em alto risco de desenvolver câncer do cólon para garantir que não existem alterações, pois, embora seja raro, pode existir câncer sem que exista sangramento.

Veja outros problemas que podem causar alterações nas fezes em cor das fezes.

Bibliografia >

  • CANCER.NET. Fecal Occult Blood Tests. Disponível em: <https://www.cancer.net/navigating-cancer-care/diagnosing-cancer/tests-and-procedures/fecal-occult-blood-tests>. Acesso em 30 Ago 2019
  • BORGES, Luana V. et al. Fecal occult blood: a comparison of chemical and immunochemical tests. Arq Gastroenterol. Vol 55. 2 ed; 128-132, 2018
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem