Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a retração gengival e como tratar

A retração gengival, também conhecida por recessão gengival ou gengiva retraída, acontece quando existe uma diminuição da quantidade de gengiva que cobre o dente, deixando-o mais exposto e aparentemente mais longo. Pode acontecer apenas num dente ou em vários ao mesmo tempo.

Este problema surge lentamente, mas piora ao longo do tempo, sendo que, se não for tratado quando surgem os primeiros sinais, poderá ter consequências graves, podendo provocar uma infecção ou mesmo levar à perda do dente e à danificação do osso e do tecido do maxilar.

O que é a retração gengival e como tratar

Como é feito o tratamento 

A retração gengival tem cura, ou pode ser controlada se for bem tratada quando aparecem os primeiros sintomas. Fazer uma alimentação equilibrada, parar de fumar ou remover piercings que possam estar na origem do problema são medidas fáceis que o podem resolver. Além disso, é importante escovar os dentes de forma mais correta, menos agressiva, com uma escova macia, no mínimo duas vezes por dia, juntamente com a utilização de fio dental, todos os dias. Veja como escovar os dentes corretamente.

Mesmo assim, mal apareçam os primeiros sinais e sintomas deve-se consultar um dentista, que pode aconselhar o melhor tratamento, dependendo da causa e da gravidade da retração gengival:

  • Infecção: o dentista além de tratar o problema, pode também prescrever um enxaguante bucal, gel ou uma pasta antisséptica;
  • Acúmulo de tártaro: deve-se fazer uma limpeza dentária no dentista;
  • Periodontite: deve ser feita uma raspagem e alisamento radicular;
  • Dentes mal posicionados: deve-se corrigir com o uso de aparelho dentário de forma a alinhá-los;
  • Uso de medicamentos que causam boca seca: rever juntamente com o médico se existe outro remédio com menos efeitos secundários ou usar um produto para reduzir a secura da boca.

Normalmente, devido à exposição da raiz do dente, pode ocorrer sensibilidade dentária, devendo-se também tratar este problema. Normalmente, a utilização de enxaguante bucal e pastas dentárias especificas podem reduzir a sensibilidade dentária. Caso estas medidas não sejam suficientes, pode-se optar pela aplicação de flúor, ou mesmo recorrer ao tratamento com resina, que consiste na restauração do dente com resina acrílica de forma a recobrir as áreas expostas sensíveis. Saiba mais sobre como tratar a sensibilidade nos dentes.

Quando é necessário fazer cirurgia gengival

Em casos mais graves, o dentista pode sugerir uma cirurgia gengival que consiste no recobrimento da porção da raiz do dente exposta, reposicionando a gengiva ou usando um enxerto de tecido feito, normalmente, de gengiva retirada do céu da boca.

O sucesso da cirurgia depende da gravidade do problema, assim como da idade da pessoa, capacidade de cicatrização, espessura da gengiva, e outros fatores como o consumo de cigarro e hábitos de higiene oral. 

Tratamento caseiro para a retração gengival

Uma vez que a retração gengival é provocada por diversas causas que agridem a gengiva, esta pode ser atenuada ou prevenida com os seguintes remédios caseiros:

1. Elixir oral de mirra 

As propriedades antimicrobianas e adstringentes da mirra ajudam a matar as bactérias e protegem o tecido gengival, podendo, por isso, ajudar a evitar o surgimento de gengiva retraída.

Ingredientes

  • 125 ml de água morna;
  • 1/4 colher de chá de sal marinho;
  • 1/4 colher de chá de extrato de mirra.

Modo de preparo

Misturar os ingredientes e após a limpeza dos dentes utilizar 60 ml para bochechar cuidadosamente.

2. Elixir oral de salva

Os bochechos diários com uma solução de chá de salva e sal marinho, ajudam na prevenção de doenças das gengivas. Ambos são anti-sépticos, aliviam a inflamação e favorecem a cura. Por serem adstringentes também ajudam a tonificar o tecido gengival.

Ingredientes

  • 250 ml de água fervente;
  • 2 colheres de chá de salva seca;
  • 1/2 colheres de chá de sal marinho.

Modo de preparo

Virar a água sobre a salva, tampar e deixar repousar durante 15 minutos. Coar e juntar o sal marinho e deixar amornar. Utilizar cerca de 60 ml e bochechar bem após limpeza dos dentes. Utilizar no prazo de 2 dias.

3. Pasta de hidraste

Esta pasta de hidraste e mirra exerce uma intensa acção curativa nas gengivas inflamadas, sendo uma boa opção caso as gengivas retraídas estejam também vermelhas e inflamadas.

Ingredientes

  • Extrato de mirra;
  • Pó de hidraste;
  • Gaze esterilizada.

Modo de preparo

Misturar umas gotas de extrato de mirra ao pó de hidraste para fazer uma pasta espessa. Envolver numa gaze esterilizada e colocar sobre a área afetada durante uma hora. Repetir duas vezes por dia.

O que é a retração gengival e como tratar

Quais as possíveis causas

A retração gengival pode ocorrer em qualquer idade e em bocas saudáveis, podendo ser causada por diferentes fatores, como:

  • Infecção das gengivas;
  • Mau posicionamento dentário;
  • Acúmulo de tártaro nos dentes;
  • Hereditariedade, não existindo nenhuma causa aparente;
  • Lesões causadas por escovar os dentes com muita força ou com escovas muito duras;
  • Doença periodontal, que pode acontecer devido a uma higiene oral insuficiente; 
  • Alterações hormonais em mulheres;
  • Uso de piercings na boca que podem provocar lesões nas gengivas;
  • Enfraquecimento do sistema imune devido a leucemia, AIDS ou tratamentos como quimioterapia, por exemplo;
  • Uso de medicamentos que deixam a boca mais seca;
  • Procedimentos odontológicos, como aplicação de próteses, clareamento dos dentes ou aplicação de aparelho dentário;
  • Bruxismo, que é um ranger ou um forte apertar dos dentes, levando ao seu desgaste e à destruição do tecido da gengiva.

Além disso, a retração gengival é mais comum com o avançar da idade ou em pessoas fumantes, com diabetes ou que fazem uma má alimentação.

É importante ir ao dentista regularmente de forma a detetar os primeiros sinais de retração gengival de forma a prevenir a sua evolução.

Sintomas da retração gengival

Para além de se observar um encolhimento da gengiva que expõe mais o dente e torna a base mais amarelada, os sintomas da retração gengival podem também incluir sangramento das gengivas após escovar os dentes ou utilizar do fio dental, aumento da sensibilidade dentária, gengivas mais vermelhas, mau hálito, dor nos dentes e nas gengivas e, em casos mais graves, perda dos dentes.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...