Remédios para gases na gravidez: naturais e de farmácia

Atualizado em outubro 2022

Os remédios para gases na gravidez, como a simeticona ou o carvão vegetal ativado, podem ser recomendados pelo obstetra para ajudar a eliminar o excesso de gases, pois agem somente no sistema gastrointestinal, desfazendo as bolhas de gases, aliviando o desconforto. Além disso, existem opções naturais para aliviar o excesso de gases, como a ameixa seca ou o chá de gengibre, por exemplo.

Os gases na gravidez são muito comuns, sendo causado pela diminuição dos movimentos do intestino, devido as alterações hormonais comuns na gestação, que leva a um relaxamento dos músculos gastrointestinais, o que deixa a digestão mais lenta. Além disso, a pressão do útero sobre o intestino no último trimestre da gravidez, pode causar prisão de ventre e excesso de gases intestinais. 

Os remédios para gases na gravidez devem ser usado somente se recomendados pelo obstetra, após avaliação do estado de saúde da mulher e do bebê. Para evitar a formação de gases durante a gravidez, é recomendado comer devagar, beber 2 litros de água por dia, comer mais alimentos ricos em fibra, evitar alimentos que causam gases e manter a prática regular de exercício físico. Veja o que fazer para combater os gases na gravidez.

Imagem ilustrativa número 1

Remédios de farmácia

Alguns remédios farmácia que podem ajudar a diminuir os gases na gravidez são:

1. Simeticona

A simeticona é um remédio com ação antiflatulenta, que age rompendo as bolhas de gases no intestino ou estômago, facilitando sua eliminação e ajudando a aliviar o desconforto causado pelo excesso de gases. 

Esse remédio tem ação diretamente no sistema gastrointestinal, não sendo absorvido pelo organismo, podendo ser indicado pelo obstetra, nos casos de desconforto intenso.

A simeticona pode ser comprada em farmácias ou drogarias, na forma de gotas, comprimidos ou cápsulas gelatinosas, com os nomes comerciais Luftal, Flatex, Flagass ou Gastroflat, por exemplo, e embora seja vendida sem receita médica, seu uso deve ser feito somente com indicação do obstetra.

Esse remédio não deve ser usado no caso de alergia aos componentes da fórmula e nos casos de obstrução ou perfuração intestinal. 

2. Carvão vegetal ativado

O carvão vegetal ativado pode ajudar a reduzir os gases intestinais, pois age absorvendo as partículas de gases no estômago ou no intestino, aliviando o desconforto do excesso de gases, reduzindo o inchaço, a dor e o desconforto intestinal.

Esse remédio deve ser usado somente com indicação do obstetra, podendo ser encontrado em farmácias ou drogarias, na forma de comprimidos, com o nome Carverol.

O carvão vegetal ativado não deve ser usado nos casos de obstrução intestinal, problemas gastrointestinais, diminuição acentuada do trânsito intestinal ou alergia a qualquer um dos componentes da fórmula.

Remédios caseiros para gases na gravidez

Os remédios caseiros para gases na gravidez que podem ser indicados pelo obstetra são:

1. Ameixa seca

A ameixa seca é uma fruta rica em fibra, que pode ser usada durante a gestação para reduzir a o excesso de gases e tratar a prisão de ventre.

Para isso, basta ingerir 1 ameixa seca cerca de 30 minutos antes das 3 principais refeições, ou colocar 3 ameixas secas para macerar num copo de água, durante cerca de 12h, e depois beber a mistura em jejum.

2. Vitamina de iogurte natural

Uma ótima solução caseira que também ajuda a reduzir os gases e a combater a prisão de ventre, é a seguinte vitamina de de iogurte natural e frutas.

Ingredientes

  • 1 embalagem de iogurte natural;
  • 1/2 abacate picado;
  • 1/2 mamão sem sementes;
  • 1/2 cenoura picada;
  • 1 colher de linhaça.

Modo de preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador e beber a seguir. Esta vitamina pode ser ingerida 2 vezes ao dia, de manhã e à tarde, para acabar com os gases e seus incômodos.

3. Chá de gengibre

O gengibre, cientificamente chamado de Zingiber officinalis, possui compostos fenólicos, como o gingerol, o chogaol e a zingerona, que têm propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e antieméticas, sendo muito úteis para aliviar os sintomas de cólica intestinal, excesso de gases ou enjoo, e pode ser usado na gravidez, desde que não ultrapasse a dose de 1 grama de raiz seca por dia, por um período máximo de 4 dias seguidos.

Ingredientes

  • 1 g de gengibre;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver e adicionar o gengibre. Deixar ferver por 5 a 10 minutos. Retirar o gengibre e beber 1 xícara do chá por dia, por no máximo 4 dias seguidos.

Este chá não deve ser usado próximo ao parto ou por mulheres com histórico de aborto, problemas de coagulação ou que tenha risco aumentado de hemorragias. Confira a lista de chás que não devem ser usados na gravidez

Assista o vídeo a seguir com a nutricionista Tatiana Zanin com dicas de alimentação para diminuir os gases:

youtube image - Como eliminar os gases intestinais