11 formas naturais de tratar as pernas inchadas

Atualizado em agosto 2023
Evidência científica

Algumas formas de tratamentos naturais para as pernas inchadas são o uso de chá diurético, como o chá gengibre, beber mais líquidos durante o dia ou diminuir o consumo sal.

Além disso, uma das melhores formas de aliviar esse desconforto é simplesmente elevar as pernas no final do dia ou fazer uma massagem de baixo para cima, para facilitar a circulação do sangue e evitar o acúmulo de líquidos nas pernas. 

As pernas inchadas podem surgir naturalmente com o envelhecimento ou na gravidez, mas também pode acontecer devido a doenças como insuficiência venosa, renal ou cardíaca, trombose ou uso corticoides ou anticoncepcionais, por exemplo. Nestes casos, é importante fazer acompanhamento com o médico para fazer o tratamento mais adequado.

Imagem ilustrativa número 1

Formas naturais de tratar as pernas inchadas

As principais formas naturais de tratar as pernas inchadas são:

1. Beber mais líquidos

A ingestão de líquidos durante o dia pode ajudar a desinchar as pernas, pois quando o corpo não está hidratado o suficiente, a tendência é reter líquidos.

Além disso, beber mais água estimula a produção de urina, o que acaba eliminando o excesso de água e toxinas do organismo.

Desta forma, é importante tomar pelo menos 2 a 3 litros de líquidos por dia, como água, chás ou sopas, por exemplo, mas a quantidade ideal de líquidos por dia pode variar de pessoa para pessoa. Veja como calcular a quantidade de líquidos que deve ser ingerida por dia.  

2. Elevar as pernas

Colocar as pernas para cima, por pelo menos 20 minutos por dia, ajuda a estimular a circulação sanguínea, melhora o sistema linfático, além de proporcionar relaxamento, aliviando o inchaço das pernas.

Uma forma fácil de elevar as pernas é deitar na cama e colocar as pernas na cabeceira ou apoiar as pernas em almofadas ou travesseiros, por exemplo.

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

3. Movimentar as pernas

Praticar atividades físicas leves como caminhada ou hidroginástica, por exemplo, podem ajudar a diminuir o inchaço nas pernas pois melhora a circulação sanguínea e linfática.

Outra forma de movimentar as pernas, no caso de trabalhar sentado por muito tempo, é andar um pouco a cada hora, dentro da empresa ou andar um quarteirão na hora do almoço, por exemplo.

No entanto, se o trabalho exigir ficar de pé por muito tempo, é importante flexionar os joelhos e os tornozelos a cada hora ou levantar-se com as pontas dos pés para ajudar a panturrilha a bombear o sangue das pernas para o coração, diminuindo o inchaço nas pernas.

4. Diminuir o consumo de sal

A ingestão de grandes quantidades de sal na alimentação pode causar inchaço nas pernas e isto ocorre porque o sal contém muito sódio que retém água e, por isso, se tiver em grandes quantidades no corpo, aumenta a retenção de líquidos.

Uma boa opção para evitar o acúmulo de líquido nas pernas é usar sal com baixo teor de sódio ou usar ervas aromáticas para reduzir o consumo do sal ou evitar adicionar sal às refeições. Saiba como fazer o sal de ervas.

5. Fazer um banho de contraste

O banho de contraste é feito alternando o uso de água quente que promove a dilatação dos vasos sanguíneos e de água fria que promove a constrição desses vasos.

Esta técnica, usada em fisioterapia, é muito eficiente para ajudar a drenar o líquido e desinchar as pernas e os pés.

6. Fazer banho de imersão com sais de Epsom 

Os sais de Epsom são ricos em sulfato de magnésio que é facilmente absorvido pela pele, facilitando a circulação do sangue nas pernas e pés, reduzindo o inchaço e a inflamação.

Este banho de imersão é muito fácil de preparar e permite aliviar o inchaço rapidamente no final do dia, além de relaxar e pode ser feito antes de uma massagem nas pernas, por exemplo.

Para fazer esse banho de imersão, deve-se misturar em um recipiente 1 copo de sais de Epsom em 1 litro de água morna e mexer até que os sais estejam bem diluídos. Adicionar essa solução na água da banheira e ficar imerso, mantendo a cabeça fora da água, por aproximadamente 15 a 20 minutos.

Outra forma de usar os sais de Epsom é em escalda pés. Neste caso, deve-se diluir ½ xícara de sais de Epsom em 2 a 3 litros de água morna ou uma quantidade de água suficiente para cobrir os pés e chegar até, pelo menos, o meio da panturrilha. Colocar os pés no interior da água durante cerca de 15 minutos, por até 3 vezes por semana.

7. Realizar massagem

A massagem ajuda a diminuir o inchaço nas pernas por estimular a circulação sanguínea e ajudar a melhorar a movimentação e eliminação de líquidos nas pernas, além de ser relaxante. A técnica para fazer a massagem é aplicar movimentos suaves no sentido dos pés para o coração. 

Outra opção para reduzir as pernas inchadas é a drenagem linfática que pode ser feita por um profissional ou em casa. Veja como fazer drenagem linfática em casa.

8. Tomar chás diuréticos

Alguns chás, como o chá de gengibre, o chá verde, o chá de salsinha ou o chá de cavalinha, por exemplo, possuem propriedades diuréticas naturais, além de ação antioxidante e anti-inflamatória, que ajudam a melhorar a má circulação e a eliminar o excesso de líquido que causa inchaço nas pernas.

Para obter os benefícios dos chás diuréticos, deve-se escolher um dos chás para tomar, e beber ao longo do dia. Veja como preparar os chás diuréticos.

9. Perder peso

O excesso de peso ou a obesidade reduz a circulação sanguínea e por isso pode causar inchaço nas pernas e nos pés. Além disso, o sedentarismo também dificulta a movimentação de líquidos que ficam retidos nas pernas causando o inchaço. 

O emagrecimento e a movimentação do corpo promovem uma melhor circulação sanguínea e linfática, reduzindo o aparecimento das pernas inchadas. 

Uma alimentação saudável para emagrecer e evitar o inchaço das pernas deve incluir frutas como abacaxi ou melão, que além de terem poucas calorias, são ricas em água, promovendo hidratação do corpo e aumento da urina. Confira a lista de alimentos que ajudam a combater o inchaço.

Deve-se também incluir vegetais verde-escuros, como a couve, rúcula ou brócolis que são ricos em potássio e magnésio, que diminuem a retenção de líquidos e o inchaço nas pernas.  

É importante consultar um endocrinologista ou nutricionista antes de iniciar qualquer dieta para que seja feita de acordo com as necessidades individuais.

10. Usar meias de compressão 

As meias de compressão funcionam como uma espécie de bomba que atuam contra a força da gravidade, ajudando o sangue a voltar dos pés para o coração. Assim, ajudam a evitar ou diminuir o inchaço nas pernas por melhorar a circulação sanguínea e linfática.

O ideal é usar meias de compressão prescritas pelo cardiologista pois existem meias com compressão e tamanhos diferentes. Estas meias não devem ser usadas para dormir pois podem causar efeito contrário e atrapalhar o fluxo sanguíneo. Saiba como usar as meias de compressão.

11. Tomar suco de abacaxi

O suco de abacaxi é rico em substâncias anti-inflamatórias como a bromelina, além de ser uma fruta rica em água, promovendo a hidratação do corpo.

Além disso, o abacaxi é diurético e ajuda na redução do inchaço nas pernas.

Para fazer esse suco para desinchar os pés e as pernas, deve-se adicionar ¼ de abacaxi e 1 copo de água no liquidificador e bater. Beber imediatamente após o preparo. Este suco pode ser bebido 1 vez ao dia, especialmente pela manhã ou início da tarde.