10 remédios caseiros para erisipela (e como preparar)

Alguns remédios caseiros para erisipela, como a compressa de zimbro, o gel de babosa ou o cataplasma de sabugueiro, são ótimas opções para ajudar a combater a infecção e aliviar os sintomas da erisipela, pois possuem substâncias com propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e cicatrizantes para a pele, devendo ser utilizados somente sobre a pele com erisipela.

A erisipela é uma infecção de pele causada por bactérias como Streptcoccus pyogenes ou Staphylococcus aureus, por exemplo, que podem penetrar na pele através de alguma lesão ou ferida, resultando em sintomas como manchas vermelhas, inchaço, dor intensa ou, até, bolhas.

Embora a erisipela precise ser tratada com antibióticos receitados pelo dermatologista, esses remédios caseiros que ajudam a complementar o tratamento médico e a aliviar os sintomas, especialmente o inchaço e a dor na região. Entenda como é feito o tratamento da erisipela.

Algumas opções de remédios caseiros para erisipela são:

1. Compressas de zimbro

A compressa de zimbro feita com a planta medicinal Juniperus communis é rica em óleos essenciais, como o citral, eugenol, menthol, carvacrol e geraniol, com ação antibacteriana, sendo capazes de eliminar bactérias, como o Streptococcus pyogenes ou Staphylococcus aureus, causadoras da erisipela.

Além disso, a compressa de zimbro tem ação antisséptica, analgésica e anti-inflamatória, que ajudam a reduzir a inflamação e aliviar a dor e o desconforto da erisipela.

Ingredientes

  • 2 a 3 bagas de zimbro (fruto);
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo

Ferver a água, desligar o fogo e adicionar as bagas de zimbro. Tampar, deixar repousar por 15 minutos, coar e guarde a mistura na geladeira. Em seguida, molhar uma gaze estéril acabada de ser retirada da embalagem, na infusão de zimbro, e aplicar a compressa sobre a região afetada pela erisipela durante 10 minutos. Repetir a aplicação de 2 a 3 vezes por dia.

Deve-se sempre utilizar uma nova compressa para cada aplicação porque é muito importante que o tecido esteja completamente limpo e livre de micro-organismos.

2. Gel de babosa

A babosa é uma planta medicinal da espécie Aloe vera, que tem ação antibacterianas, contra bactérias como Streptococcus pyogenes ou Staphylococcus aureus, além de propriedades antissépticas, anti-inflamatórias, analgésicas e cicatrizantes, sendo uma boa opção da remédio caseiro para erisipela.

Esse gel é capaz de penetrar em camadas mais profundas da pele pele, ajudando a eliminar a infecção, diminuir a inflamação da pele, a dor e o desconforto da erisipela, aumentar a hidratação da pele e promover a cicatrização. Além disso, por ser rico em polissacarídeos, ajuda a melhorar a ação do sistema imunológico no combate à infecção da erisipela.

Antes de usar o gel de babosa, deve-se fazer um teste passando um pouco do gel no dorso da mão para saber se tem alergia. Se a pele ficar vermelha ou irritada, não é recomendado o uso do gel de babosa.

Ingredientes

  • 2 folhas de babosa.

Modo de preparo

Lavar as folhas de babosa, cortar ao meio e retirar o gel de dentro da folha, colocando dentro de um recipiente limpo e seco. Em seguida, umedecer uma gaze estéril com o gel e passar nas região da pele com erisipela cerca de 3 vezes ao dia. Veja outros benefícios da babosa.

Ao preparar este remédio caseiro, é importante não usar a casca da folha da babosa, que tem efeitos tóxicos, mas apenas o gel transparente que tem dentro da folha.

O gel de babosa não deve ser ingerido, mas apensa usado sobre a pele.

3. Cataplasma de sabugueiro

O cataplasma de sabugueiro, preparado com as folhas da planta medicinal Sambucus nigra, é uma boa opção de remédio caseiro para erisipela, pois possui propriedades anti-inflamatórias, antissépticas e cicatrizantes, devido a presença de antocianinas, taninos, flavonóis e ácidos fenólicos na sua composição, que ajudam a acelerar a cicatrização da pele, a diminuir a vermelhidão e o aumento da temperatura da pele em torno da lesão.

Ingredientes

  • Folhas frescas de sabugueiro.

Modo de preparo

Lavar bem as folhas de sabugueiro e, em seguida, amassar as folhas e adicionar uma pequena quantidade de água. Em seguida, colocar as folhas em uma gaze estéril e aplicar o cataplasma na pele da região afetada pela erisipela.

Existem ainda pomadas com extrato de flores de sabugueiro na composição, que estão indicadas para o tratamento de rachaduras causadas pelo frio, hematomas, hemorróidas e frieiras.

4. Lavagem com bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é uma substância que permite fazer uma limpeza profunda da pele, ajudando no tratamento da erisipela por eliminar algumas das bactérias responsáveis pela doença. Além disso, como tem propriedade anti-inflamatória também reduz o inchaço e a dor.

Esta lavagem pode ser utilizada antes de aplicar outros tipos de tratamento na pele, como as compressas de zimbro ou fazer massagem com óleos de amêndoas, por exemplo.

Ingredientes

  • 2 colheres (de sopa) de bicarbonato de sódio;
  • 500 ml de água.

Modo de preparo

Juntar os ingredientes em um recipiente ou bacia limpa, tampar e guardar durante 2 a 3 horas. Por fim, utilizar a mistura para lavar a pele durante o dia, fazendo 3 a 4 lavagens, especialmente antes de utilizar outros remédios em contato com a pele, por exemplo.

5. Massagem com óleo de amêndoas

O óleo de amêndoas é um ótimo produto para nutrir a pele, que também é capaz de aliviar a inflamação e eliminar infecções. Dessa forma, este óleo pode ser usado durante o dia para manter a saúde da pele, especialmente depois de utilizar outros remédios para limpar a pele, como o bicarbonato de sódio.

Ingredientes

  • Óleo de amêndoas.

Modo de preparo

Colocar algumas gotas do óleo sobre a pele afetada e fazer uma leve massagem para facilitar a sua absorção. Repetir este processo até 2 vezes por dia, mas evitar colocar sobre feridas que tenham surgido na região.

6. Lavagem com hamamélis

O hamamelis é uma planta medicinal que contém propriedades antibacterianas que ajudam a combater vários tipos de infecções. Neste caso, pode ser usada sob a forma de água para lavar a pele afetada pela erisipela, eliminando algumas das bactérias e facilitando o tratamento médico.

Ingredientes

  • 2 colheres (de sopa) de folhas ou casca de hamamelis secas;
  • 500 ml de água.

Modo de preparo

Colocar os ingredientes num recipiente de vidro limpo e seco e misturar. Depois tampar e deixar repousar por cerca de 3 horas. Por fim, utilizar essa água para lavar a região de pele afetada pela erisipela.

Esta lavagem pode ser repetida várias vezes ao dia, sendo uma boa opção para substituir a lavagem com bicarbonato de sódio.

7. Emplastro de gervão

O chá de gervão, feito com a planta medicinal Stachytarpheta cayennensis, é rico em terpenos, flavonoides, arilpropionicos, iridoides, saponinas e alcaloides, com propriedades antimicrobianas contra as bactérias Streptococcus pyogenes ou Staphylococcus aureus, além de ação anti-inflamatória, cicatrizante e analgésica, sendo uma boa opção de remédio caseiro para erisipela.

Ingredientes

  • 1 colher (de sopa) de raiz de gervão;
  • 500mL de água.

Modo de preparo

Colocar os ingredientes em um recipiente e lavar ao fogo até fervura. Desligar o fogo e deixar repousar por cerca de 5 minutos. Em seguida coar, esperar esfriar, molhar uma gaze estéril no chá e aplicar sobre a pele com erisipela.

8. Infusão de alteia

A infusão de alteia, também conhecida como malva-branca ou malvaísco, deve ser preparada utilizando a raiz da planta medicinal Althaea officinalis,possui propriedades emolientes, anti-inflamatórias, antimicrobianas, antissépticas e cicatrizantes que ajudam na cicatrização da pele, sendo uma boa opção de remédio caseiro para erisipela.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de raiz de alteia;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar a raiz de alteia na xícara com água fervente e deixar descansar por 10 minutos. Coar, molhar uma gaze estéril na infusão e aplicar sobre a pele com erisipela, 2 vezes por dia.

9. Óleo de melaleuca

O óleo de melaleuca é uma ótima opção de remédio caseiro para erisipela, pois possui propriedades antissépticas, antibacterianas e cicatrizante, ajudando a combater o microrganismo responsável pela infecção e a aliviar os sintomas. Veja quais são os benefícios do óleo de melaleuca.

Ingredientes

  • 5 gotas de óleo essencial de melaleuca;
  • 2 colheres (de sopa) de óleo de côco, amêndoa doce ou azeite.

Modo de preparo

Misturar os ingredientes e passar suavemente sobre a região da pele com erisipela, 1 vez ao dia, por no máximo 6 dias seguidos.

Antes de aplicar o óleo de melaleuca, deve-se verificar se possui alergia a esse óleo e, por isso, é recomendado passar uma gota do óleo de melaleuca na pele do dorso da mão. Caso surjam sintomas de alergia como vermelhidão, coceira, inchaço ou formação de pequenas bolhas na mão, deve-se lavar a pele e não usar o óleo de melaleuca como remédio caseiro para erisipela.

10. Compressa de artemísia

A compressa de artemísia, feita com as flores da planta medicinal Artemisia vulgaris, é rica em flavonóides, sesquiterpenos e ácidos fenólicos, com propriedades anti-inflamatórias e antissépticas que pode ser utilizada sobre a pele com erisipela para ajudar a aliviar os sintomas, mas não deve ser usada sobre feridas abertas ou sangrando.

Ingredientes

  • 2 colheres (de sopa) de flores de artemísia;
  • 1/2 litro de água.

Modo de preparo

Colocar as flores de artemísia e a água para ferver por 1 minuto. Tampar e deixar repousar por cerca de 15 minutos. Em seguida, deve-se aplicar na área da pele afetada, utilizando uma gaze estéril ou um pano limpo e seco, de 1 a 3 vezes por dia.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • COX, S. D.; et al. Determining the Antimicrobial Actions of Tea Tree Oil. Molecules. 6. 2; 87–91, 2001
  • LIN, T. K.; et al. Anti-Inflammatory and Skin Barrier Repair Effects of Topical Application of Some Plant Oils. Int J Mol Sci. 19. 1; 70, 2017
Mostrar bibliografia completa
  • ABBAS, T. F.; et al. Antibacterial activity and medical properties of Witch Hazel Hamamelis virginiana. Annals of Tropical Medicine and Public Health. 23. 11; 1-9, 2020
  • ABIRI, R.; et al. Towards a better understanding of Artemisia vulgaris: Botany, phytochemistry, pharmacological and biotechnological potential. Food Res Int. 109. 403-415, 2018
  • BUENO, M. J. A.; et al. MANUAL DE PLANTAS MEDICINAIS EFITOTERÁPICOSUTILIZADOS NA CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS. Mestrado Profissional em Ciências Aplicadas à Saúde, 2016. Universidade do Vale do Sapucaí - Univás.
  • MAZZEI, R.; et al. A review of the antimicrobial potential of herbal drugs used in popular Italian medicine (1850s–1950s) to treat bacterial skin diseases. Journal of Ethnopharmacology. 250. 25; 112443, 2020
  • WAGNER, C. S.; et al. Antibacterial activity of medicinal plants from The Physicians of Myddvai, a 13th century. Journal of Ethnopharmacology. 203. 5; 171-181, 2017
  • HALCÓN, L.; et al. Staphylococcus aureus and wounds: A review of tea tree oil as a promising antimicrobial. American Journal of Infection Control. 32. 7; 402-408, 2004
  • TSAO, N.; et al. Inhibition of group A streptococcal infection by Melaleuca alternifolia (tea tree) oil concentrate in the murine model. J Appl Microbiol. 108. 3; 936-944, 2010
  • CARSON, C. F.; et al. Melaleuca alternifolia (Tea Tree) Oil: a Review of Antimicrobial and Other Medicinal Properties. Clin Microbiol Rev. 19. 1; 50–62, 2006
  • KALABA, V.; et al. Antibacterial activity of essencial oil of Juniperus communis L. Quality of Life. 11. 1-2; 18-24, 2020
  • BANU, A.; et al. Efficacy of fresh Aloe vera gel against multi-drug resistant bacteria in infected leg ulcers. Australas Med J. 5. 6; 305–309, 2012
  • CHAVES, A. J. L.. Viva melhor com as plantas medicinais. 7. Lisboa, Portugal: UNE, 2008. 65-66.
  • DA SILVA, I. B.; et al. Use of Medicinal Plants in the Treatment of Erysipelas: A Review. Pharmacognosy Reviews. 12. 24; 200-207, 2018
  • RAINA, R.; et al. Potential of Juniperus communis L as a nutraceutical in human and veterinary medicine. Heliyon. 5. 8; e02376, 2019
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • 7 alimentos antiinflamatórios que você precisa usar

    24:55 | 798746 visualizações
  • LIMPAR FERIDAS · QUAL O MELHOR PRODUTO?

    02:28 | 298496 visualizações
  • ALIMENTOS QUE ACELERAM A CICATRIZAÇÃO

    02:38 | 838231 visualizações