6 remédios caseiros para corrimento esverdeado (e como fazer)

Atualizado em novembro 2023
Evidência científica

Alguns remédios caseiros para corrimento esverdeado, como o chá de goiabeira, o banho de assento com bergamota ou o chá de alho, têm propriedades antissépticas, anti-inflamatórias, antioxidantes e antimicrobianas, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico e a combater infecções.

A principal causa de corrimento esverdeado com cheiro forte nas mulheres é a tricomoníase, que é uma infecção sexualmente transmissível causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis. Outros sintomas comuns dessa infecção são coceira e vermelhidão na vagina e dor e ardor ao urinar. 

O uso dos remédios caseiros para corrimento esverdeado pode ajudar a aliviar os sintomas da tricomoníase, mas não cura a infecção, devendo o tratamento ser indicado pelo ginecologista com remédios para eliminar o protozoário. Conheça também outras causas de corrimento esverdeado e o que fazer.

Imagem ilustrativa número 1

6 remédios caseiros para corrimento esverdeado

Os principais remédios caseiros para corrimento esverdeado são:

1. Chá de goiabeira

O chá de goiabeira, feito com as folhas da planta medicinal Psidium guajava, possui propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, que ajudam a aliviar a inflamação vaginal e os sintomas de vermelhidão, irritação ou coceira causados pela tricomoníase.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de folhas secas de goiabeira;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Colocar as folhas de goiabeira picada dentro da xícara e cobrir com a água fervente. Tampar e deixar repousar por 10 minutos. A seguir, coar e tomar este chá de 3 a 4 vezes ao dia. Veja também como fazer banho de assento com folha de goiabeira.

O chá de goiabeira não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação, ou que tenham aparelho digestório muito sensível ou problemas intestinais.

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Óleo essencial de melaleuca

O óleo essencial de melaleuca, também conhecido como tea tree, é uma planta medicinal que possui excelentes propriedades antibacteriana, antifúngica e anti-inflamatória, que ajudam a combater os sintomas da coceira, vermelhidão e inchaço na região intima, causados por diversas infecções, inclusive a tricomoníase.

Ingredientes

  • 5 gotas de óleo essencial de melaleuca;
  • 2 colheres (de sopa) de óleo de coco, amêndoas doce ou azeite.

Modo de preparo

Misturar os ingredientes e passar na região externa da vagina ou do pênis, 1 vez ao dia, por no máximo 5 dias seguidos. Não aplicar dentro do canal vaginal ou da uretra.

Antes de aplicar o óleo de melaleuca na região genital, deve-se verificar se possui alergia a esse óleo e, por isso, é recomendado passar uma gota do óleo de melaleuca na pele do dorso da mão.

Caso surjam sintomas de alergia como vermelhidão, coceira, inchaço ou formação de pequenas bolhas na mão, deve-se lavar a pele e não usar o óleo de melaleuca como remédio caseiro para corrimento esverdeado.

O óleo de melaleuca não deve ser usado por mulheres grávidas.

3. Banho de assento de bergamota

A bergamota é uma fruta com propriedade antibacteriana que é muito utilizada para ajudar a tratar e aliviar mais rapidamente os sintomas causados por infecções vaginais como a tricomoníase. 

Ingredientes

  • 30 gotas de óleo essencial de bergamota;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Colocar 1 a 2 litros de água morna em uma bacia e depois misturar as gotas do óleo essencial de bergamota. Deixar esfriar e fazer o banho de assento até 2 vezes por dia.

4. Chá de alho

O chá de alho é um ótimo remédio natural para corrimento esverdeado pois tem ação antioxidante que ajuda a fortalecer o sistema imunológico a combater infecções.

Ingredientes

  • 1 dente de alho esmagado ou picado;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo

Ferver a água, desligar o fogo e adicioná-la na xícara com o alho esmagado. Deixar repousar por cerca de 5 minutos, coar, esperar amornar e beber 1 xícara do chá por dia.

5. Banho de assento com pé-de-leão

O banho de assento com pé-de-leão, feito com a planta medicinal Alchemilla vulgaris, tem propriedades adstringentes e anti-inflamatórias que ajudam a aliviar os sintomas associados ao corrimento esverdeado, como coceira, inchaço ou vermelhidão genital.

Ingredientes

  • 1 a 2 g de pé de leão seco;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver, desligar o fogo e acrescentar o pé-de-leão. Tapar e deixar repousar por 10 minutos. Em seguida coar, esperar amornar e fazer o banho de assento 2 vezes por dia.

Esse banho de assento não deve ser feito por grávidas.

6. Banho de assento com urtiga-branca

O banho de assento com urtiga-branca, feito com as flores secas da planta medicinal Lamium album, é rica em triterpenoides com ação anti-inflamatória que ajuda a aliviar a vermelhidão e inchaço da região íntima, que normalmente está associada ao corrimento esverdeado.

Ingredientes

  • 3 colheres (de sopa) de flores de urtiga-branca;
  • 500 mL de água.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver e, quando levantar fervura, desligar o fogo e adicionar as flores de urtiga-branca, deixando repousar por 10 minutos. Em seguida, coar, esperar amornar, adicionar essa solução em uma bacia limpa e seca e fazer o banho de assento.

O banho de assento com urtiga-branca não deve ser feito por mulheres grávidas. Veja também outras opções de tratamento caseiro para tricomoníase.