6 causas de queimação nas pernas (e o que fazer)

Atualizado em fevereiro 2024

Na maioria dos casos, a queimação nas pernas é causada por má circulação venosa, doença arterial periférica ou deficiência de vitamina B12, mas também pode ser uma complicação da diabetes não controlada ou trombose de vasos nas pernas.

Além de queimação nas pernas, pode também surgir outros sintomas, como inchaço, mudança da cor na pele, varizes, formigamento, dormência, fraqueza ou calor, dependendo da sua causa.

Em caso de queimação nas pernas, é recomendado consultar um clínico geral para uma avaliação. O tratamento depende da causa do desconforto e pode envolver desde medidas, como perda de peso e parar de fumar, até o uso de medicamentos analgésicos ou cirurgia.

Imagem ilustrativa número 1

Principais causas

A queimação nas pernas pode ser causada por:

1. Má circulação venosa

A má circulação venosa, ou insuficiência venosa, pode causar sintomas, como desconforto, sensação de peso, formigamento ou queimação nas pernas, que não estão associados com atividades físicas e, normalmente, melhoram ao repousar com as pernas elevadas.

Leia também: Insuficiência venosa crônica: o que é, sintomas e tratamento tuasaude.com/insuficiencia-venosa

Além disso, quando não tratada, a má circulação pode se agravar, resultando no surgimento de varizes, inchaço, feridas e escurecimento da pele na perna afetada, por exemplo. 

O que fazer: em caso de suspeita de má circulação venosa, é recomendado consultar um angiologista. Na maioria dos casos, a queimação nas pernas é aliviada com medidas, como perder peso e fazer exercícios físicos que favorecem a circulação das pernas, e o uso de meias de compressão. 

Especialmente em caso de varizes, o médico também pode indicar o tratamento com escleroterapia ou, nos casos mais graves, a cirurgia para aliviar a queimação nas pernas. Conheça as principais opções de tratamento para varizes.

Não ignore os sinais que seu corpo está dando!

Conte com os nossos especialistas para entender a causa dos seus sintomas. Marque sua consulta já!

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Doença arterial periférica

Sintomas como câimbras, desconforto ou queimação nas pernas ao caminhar ou fazer exercícios e que melhoram quando a pessoa repousa são característicos da doença arterial periférica. A dor pode afetar apenas umas das pernas e é mais frequente nas coxas e/ou panturrilhas.

Na maioria das vezes, a doença arterial periférica é uma consequência da aterosclerose, que resulta na diminuição da circulação de sangue pelas artérias devido ao acúmulo de colesterol nestes vasos. Entenda melhor o que é aterosclerose.

O que fazer: é importante consultar um cardiologista para uma avaliação. A queimação nas pernas tende a melhorar com o tratamento, que normalmente envolve sessões de fisioterapia e o uso de medicamentos para melhorar a circulação.

Além disso, para evitar que a obstrução arterial avance, são recomendadas medidas como parar de fumar, perder peso e ter uma alimentação saudável e equilibrada, além de fazer o tratamento adequado de problemas como pressão alta ou diabetes.

3. Deficiência de vitamina B12

Quando a deficiência de vitamina B12 é grave pode provocar sintomas como dormência, formigamento, perda da sensibilidade ou queimação nas pernas e/ou outras partes do corpo, devido a alterações no funcionamento de nervos responsáveis pela sensibilidade.

Além disso, é comum também surgirem sintomas característicos de anemia, como cansaço ou palidez, porque a vitamina B12 é importante para a produção de glóbulos vermelhos.

Leia também: Falta de Vitamina B12: sintomas, causas (e tratamento) tuasaude.com/sintomas-da-falta-de-vitamina-b12

O que fazer: em caso de suspeita de deficiência de vitamina B12, é recomendado consultar um hematologista ou clínico geral. O tratamento envolve a reposição de vitamina B12 que, normalmente, é feita por meio de comprimidos ou injeção.

4. Dor no nervo ciático

A dor no nervo ciático pode causar a sensação de queimação na perna em algumas pessoas e, normalmente, começa na parte inferior das costas e desce pela perna que fica do mesmo lado do nervo afetado.

Esta dor geralmente é causada pela compressão do nervo ciático, sendo comum também surgirem outros sintomas como formigamento, dormência, fraqueza ou sensação de peso na perna afetada. Entenda melhor como é a dor no nervo ciático.

O que fazer: em caso de suspeita de dor no nervo ciático, é recomendado consultar um ortopedista. Na maioria dos casos, o tratamento é feito com o uso de analgésicos para aliviar a dor e sessões de fisioterapia para permitir que o nervo se recupere.

Além disso, para aliviar a dor no nervo ciático também são indicadas medidas como aplicar compressas mornas, evitar ficar muito tempo sentado ou de pé e fazer atividades físicas e alongamentos com a orientação de um profissional, por exemplo.

5. Diabetes não controlada

A diabetes não controlada pode causar danos aos nervos no corpo e resultar em sintomas como dormência, formigamento ou queimação nas pernas e/ou pés que tendem a piorar à noite em algumas pessoas. 

Esta é uma complicação da diabetes conhecida como neuropatia diabética e pode afetar também outras partes do corpo como as mãos e/ou braços.

Leia também: Neuropatia diabética: o que é, sintomas, causas e tratamento tuasaude.com/neuropatia-diabetica

O que fazer: é recomendado consultar um endocrinologista ou clínico geral para uma avaliação. A queimação nas pernas pode diminuir na medida em que a pessoa faz o tratamento da diabetes de acordo com a orientação do médico em alguns casos. 

Além disso, caso os sintomas sejam persistentes ou intensos, o médico também pode indicar medicamentos, como pregabalina ou amitriptilina, para ajudar a aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida da pessoa.

6. Trombose venosa profunda

A trombose venosa profunda é a formação de um coágulo no interior de veias profundas do corpo e é mais frequente nas penas, podendo causar a sensação de queimação na perna afetada, além de sintomas como vermelhidão, calor e inchaço no membro. Confira mais sintomas de trombose venosa profunda.

O que fazer: em caso de suspeita de trombose venosa profunda, é recomendado procurar uma emergência para avaliação. O tratamento normalmente é feito com a pessoa internada e envolve o uso de medicamentos anticoagulantes para evitar que a trombose se agrave.