6 opções de tratamento para varizes

O tratamento de varizes pode ser feito com diversas técnicas com laserterapia, escleroterapia com espuma ou glicose, ou nos casos mais graves, cirurgia, que devem ser recomendadas pelo angiologista de acordo com as características das varizes e dos sintomas como dor, inchaço ou o aparecimento de úlceras, por exemplo.

Além disso, o tratamento pode incluir o uso de remédios para melhorar a circulação sanguínea, além de alguns cuidados, como evitar ficar muito tempo sentado ou de pé, pois ajuda a manter a circulação sanguínea e linfática funcionando de forma adequada, diminuindo as varizes e o aparecimento dos sintomas. Saiba identificar os sintomas de varizes.

O tratamento para as varizes deve sempre ser feito pelo angiologista que deve indicar o melhor tipo de tratamento de forma individualizada. 

6 opções de tratamento para varizes

As principais formas de tratamento de varizes são:

1. Laserterapia

A laserterapia, ou escleroterapia a laser, é um tratamento de varizes a laser para eliminação dos vasos pequenos e médios que aparecem no nariz, bochechas, tronco ou pernas. O laser age convertendo a energia luminosa em energia térmica, aquecendo e destruindo a parede do vaso sanguíneo, com um efeito instantâneo, melhorando a aparência da pele com varizes.

Esse tipo de tratamento é rápido, durando cerca de 20 a 30 minutos por sessão e garante bons resultados. Além disso, não causa muita dor em comparação aos outros tratamentos, não é um procedimento invasivo, no entanto, pode ser necessária a realização de um tratamento complementar para aumentar a eficácia do tratamento. 

Após o laser é importante evitar a exposição ao sol e utilizar filtro solar para evitar que a região tratada fique manchada. Veja outros cuidados que se deve ter após a escleroterapia a laser.

2. Escleroterapia com espuma

A escleroterapia com espuma é um tratamento eficaz para varizes de pequeno calibre, sendo mais indicado para os vasinhos de até 4 mm de diâmetro ou para as microvarizes. A técnica é feita pelo angiologista e consiste na aplicação da espuma de polidocanol, diretamente nas varizes, fechando a veia.

Esse tipo de tratamento é praticamente definitivo e após o procedimento é recomendado utilizar meias elásticas de compressão, indicadas pelo médico, para melhorar a circulação e diminuir as chances das varizes reaparecerem. Veja como é feita a escleroterapia com espuma.

A escleroterapia com espuma não deve ser feita por mulheres grávidas, idosos ou por pessoas que tenham histórico de embolia pulmonar.

3. Escleroterapia com glicose

A escleroterapia com glicose é um tipo de tratamento feito pelo angiologista que consiste em aplicar glicose diretamente nas varizes ou microvarizes de até 2 mm de diâmetro, até que desapareçam.

A aplicação de glicose é feita com uma solução concentrada de glicose, geralmente 50% ou 75%, sendo facilmente absorvida pelo organismo, diminuindo as chances de complicações ou alergias durante ou após o tratamento. No entanto, não é indicada para pessoas diabéticas, pois pode interferir nos níveis de açúcar no sangue. Entenda melhor como funciona a escleroterapia com glicose e os possíveis efeitos colaterais.

4. Remédios  de farmácia

Os remédios de farmácia para as varizes, geralmente, são comprimidos que contêm flavonóides ou bioflavonóides, como a diosmina e hesperidina, que são substâncias com ação anti-inflamatória e protetora vascular, ou cremes e pomadas para uso sobre a pele. Esses remédios ajudam a diminuir a dilatação e aumentar o tônus dos vasos sanguíneos, melhorando a circulação e diminuindo os sintomas associados à doença, como dor, inchaço ou o aparecimento de úlceras.

Esses remédios devem ser usados com indicação e orientação do angiologista, com doses individualizadas de acordo com os sintomas de cada pessoa. Confira todos os remédios que podem ser indicados para o tratamento de varizes.  

5. Cirurgia 

A cirurgia para varizes é indicada para os casos mais graves, onde as varizes são muito grossas, com mais de 1 dedo de calibre, gerando sintomas como inchaço nas pernas, dor e coceira, o que pode trazer complicações. A recuperação da cirurgia de varizes depende da quantidade e do tamanho das veias que são retiradas. Veja como é feita a cirurgia para varizes

6. Tratamento natural 

Um bom tratamento natural para varizes é tomar um comprimido de castanha da índia, porque esta planta medicinal melhora a circulação sanguínea, sendo uma boa opção para complementar o tratamento indicado pelo médico. Pode-se comprar a castanha da índia em farmácias, farmácias de manipulação e em lojas de produtos naturais, mas só deve ser tomada quando indicada pelo médico.

Outra opção natural para tratamento das varizes é a utilização de fitoterápicos, como a Novarrutina e o Antistax, pois possuem substâncias capazes de aliviar a dor e o inchaço das pernas com varizes. Além disso há opções de remédios caseiros para tratar varizes, como o suco de uva e a compressa de couve, por exemplo. Veja todas as opções de remédios caseiros para varizes

Como garantir os resultados do tratamento

No entanto, é importante seguir algumas recomendações importantes para que o tratamento seja eficaz, como:

  • Usar meias elásticas de compressão diariamente, pois comprimem os vasos sanguíneos, devendo ser colocadas nas pernas logo ao acordar e retiradas para tomar banho e dormir. As meias elásticas de compressão podem ser encontradas nas farmácias ou em lojas de produtos hospitalares, no entanto, devem ser utilizadas sob orientação médica. Saiba para que serve e quando usar as meias de compressão; 
  • Colocar um calço no pé da cama, para melhorar a circulação do sangue nas pernas;
  • Remédios para varizes, pois diminuem a retenção de líquidos e melhoram o retorno venoso, diminuindo as chances de desenvolver novas varizes. Esses remédios devem ser prescritos e orientados pelo médico.

Além disso, é recomendada a prática de algum tipo de atividade física, pois assim o sangue é bombeado com mais força e a capacidade cardíaca também melhora, diminuindo a incidência das varizes.

Como prevenir as varizes

Para prevenir as varizes é recomendado fazer exercícios físicos regulares e acompanhado por um profissional, evitar estar acima do peso, sentar e deitar com as pernas para cima e avaliar a possibilidade de não tomar a pílula anticoncepcional, por exemplo.

Além disso, é recomendado evitar ficar muito tempo sentado ou em pé, parado, por muito tempo e evitar usar saltos altos todos os dias. Assim, é possível evitar o aparecimento de varizes ou que as varizes antigas reapareçam.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • QUIRKE, Thomas E; et al. Laser Treatment of Leg and Facial Telangiectasia. Aesthetics Surgery Journal. 465-470, 2000
  • LANOSI, Gabriel; et al. Comparative study in leg telangiectasias treatment with Nd:YAG laser and sclerotherapy. Exp Ther Med. 17. 2; 1106–1112, 2019
  • MEDEIROS, Charles A. F. Cirurgia de varizes: história e evolução. J Vasc Bras. Vol 5. 4 ed; 295-302, 2006
  • MEESTERS, A. A.; et al. Transcutaneous laser treatment of leg veins. Lasers Med Sci. 29. 2; 481-92, 2014
  • RAETZ, J.; WILSON, M.; COLLINS, K. Varicose Veins: Diagnosis and Treatment. Am Fam Physician. 99. 11; 682-688, 2019
  • GIBSON, K.; GUNDERSON, K. Liquid and Foam Sclerotherapy for Spider and Varicose Veins. Surg Clin North Am. 98. 2; 415-429, 2018
  • HAMDAN, A. Management of varicose veins and venous insufficiency. JAMA. 308. 24; 2612-21, 2012
Mais sobre este assunto: