Queilite: o que é, sintomas, causas e tratamento

fevereiro 2022

A queilite corresponde a uma inflamação que acontece nos lábios, que pode ser causada por infecção por fungos ou bactérias, exposição prolongada ao sol, contato com substâncias irritativas, podendo ser classificada em alguns tipos principais de acordo com a causa, como queilite angular, actínica, de contato ou esfoliativa.

Os sintomas de queilite podem variar de acordo com a causa, porém, de forma geral, é comum de ser observado ferida nos lábios, ressecamento, vermelhidão e inchaço.

Na presença de sinais e sintomas sugestivos de queilite, é importante que o dermatologista seja consultado, pois assim é possível realizar uma análise dos sintomas, identificar a causa e iniciar o tratamento mais adequado.

Sintomas de queilite

Os sintomas de queilite podem variar de acordo com a causa, no entanto os principais sinais e sintomas indicativos dessa situação são:

  • Aparecimento de feridas nos lábios, principalmente no canto da boca;
  • Ressecamento dos lábios;
  • Descamação;
  • Inchaço;
  • Vermelhidão local;
  • Rachadura nos lábios;
  • Dor e desconforto na boca, principalmente ao abrir a boca para comer, falar ou bocejar, por exemplo.

Na presença desses sinais e sintomas, é importante que o dermatologista seja consultado, pois assim é feita uma avaliação dos sintomas apresentados, levando em consideração o histórico de saúde e hábitos da pessoa. Além disso, em alguns casos, dependendo das características da queilite, o médico pode recomendar a realização de uma biópsia da lesão com o objetivo de verificar se apresenta características malignas, sendo então iniciado o tratamento mais adequado.

Tipos de queilite

A queilite pode ser classificada em alguns tipos de acordo com a causa, sendo os principais:

Queilite angular

A queilite angular, também conhecida como boqueira, é o principal tipo de queilite e acontece devido à infecção por fungos ou bactérias, o que pode ser consequência do acúmulo de saliva no local devido ao uso de próteses dentárias ou aparelho, por exemplo.

A principal característica da queilite angular é o aparecimento de ferida no canto da boca, havendo dor ao abrir a boca, ressecamento e descamação local. Saiba reconhecer os sintomas da queilite angular.

Queilite actínica

A queilite actínica está principalmente com a exposição prolongada ao sol, sendo os sintomas notados principalmente no lábio inferior, que fica mais vermelho, áspero e ressecado. É importante que a queilite actínica seja identificada rapidamente e que o tratamento seja iniciado logo em seguida, uma vez que pode evoluir para câncer de boca.

Queilite de contato

A queilite de contato acontece após o contato dos lábios com substâncias irritativas, como maquiagem, batom, alguns alimentos e medicamentos, pasta de dentes, enxaguantes bucais, resultando na vermelhidão do lábio, descamação e aparecimento de pequenas feridas ou bolhas.

Queilite esfoliativa

A queilite esfoliativa é comum e é caracterizada pela descamação contínua dos lábios, sendo notado principalmente em pessoas do gênero feminino.

Como é o tratamento

O tratamento da queilite deve ser indicado pelo dermatologista de acordo com o tipo de queilite e, consequentemente, sua causa e sintomas. Assim, pode ser indicado pelo médico o uso de cremes com propriedade antibiótica ou antifúngica e/ ou o uso de hidratantes com substâncias menos irritativas. Além disso, em alguns casos, pode ser indicada a realização de tratamentos estéticos para remover a camada superficial dos lábios e favorecer a regeneração celular do local.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em fevereiro de 2022.

Bibliografia

  • BARROS, Caio César S.; CAVALCANTE, Israel L.; SOUZA, Lélia B. et al. Queilite esfoliativa: diagnóstico diferencial e tratamento. Revista Cubana de Estomatología. Vol 55. 3 ed; 2018
  • ALMEIDA, Vanessa G. V.; MELO, Gabriela Maria S.; LIMA, Georgina A. Queilite angular: sinais, sintomas e tratamento. International Journal of Dentistry. Vol 6. 2 ed; 55-57, 2007
Mostrar bibliografia completa
  • VILELA, Guilherme R. Queilite actínica - revisão de literatura. Teses de pós graduação, 2011. Universidade Federal de Minas Gerais.
  • MATOS, Nayara F. Queilite actínica: relato de caso clínico. Trabalho de Conclusão de Curso, 2021. Centro Universitário AGES.
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.