Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Nódulo no pulmão é perigoso? Sintomas, causas e tratamento

Revisão clínica: Dr.ª Clarissa Baldotto
Oncologista
dezembro 2022
  1. Sintomas
  2. Causas
  3. É câncer?
  4. Tratamento

O nódulo no pulmão é uma mancha com menos de 3 cm que normalmente não causa sintomas e que pode ser identificada em exames de imagem de rotina, como radiografia ou tomografia de tórax.

Na maioria das vezes, o nódulo no pulmão não é considerado perigoso, sendo causado por condições benignas, como malformação de vasos ou após infecções pulmonares. No entanto, o nódulo no pulmão também pode indicar câncer, especialmente em pessoas que fumam ou já fumaram.

Em caso de nódulo no pulmão, é sempre recomendado consultar um pneumologista. O tratamento do nódulo depende da causa identificada e, algumas vezes, pode envolver apenas o acompanhamento regular por meio de exames de imagem.

Imagem ilustrativa número 1

Principais sintomas

O nódulo no pulmão pode estar associado a sintomas como tosse, cansaço fácil ou falta de ar, por exemplo. No entanto, o mais comum é que o nódulo não cause qualquer tipo de sintoma, sendo identificado durante exames de rotina, como raio X de tórax ou tomografia computadorizada.

O que pode ser o nódulo no pulmão

O nódulo no pulmão pode ser causado por:

  • Infecções no pulmão, como tuberculose ou pneumonia bacteriana ou fúngica;
  • Sequela de infecções pulmonares anteriores;
  • Atelectasia;
  • Acúmulo de secreção no pulmão;
  • Malformação de vasos;
  • Cisto broncogênico;
  • Hamartoma;
  • Câncer de pulmão.

Quando a mancha encontrada no pulmão é um nódulo, é importante que a causa seja identificada para que o tratamento mais adequado possa ser indicado. Confira outras causas de mancha no pulmão.

Nódulo no pulmão pode ser COVID-19?

O nódulo no pulmão pode ser causado por COVID-19 em alguns casos. No entanto, as alterações no pulmão provocadas por esta infecção geralmente têm uma aparência diferente.

Como saber se o nódulo no pulmão é câncer

Para saber se um nódulo no pulmão é câncer, o pneumologista geralmente pede outros exames, como tomografia computadorizada ou pet-scan, para analisar as características do nódulo. 

No entanto, o diagnóstico somente é confirmado por meio da biópsia, que pode ser feita por punção aspirativa por agulha guiada por tomografia, broncoscopia ou cirurgia.

Os nódulos no pulmão que têm maior risco de ser câncer tendem a ser maiores, aumentar de tamanho com o tempo, ter formato irregular e calcificações localizadas mais próximas das suas bordas. Além disso, o risco de câncer geralmente é maior em pessoas com histórico de tabagismo ou câncer de pulmão anterior.

Nódulo calcificado no pulmão pode ser câncer?

O nódulo calcificado no pulmão pode ser indicativo de câncer em alguns casos e o risco depende da aparência da calcificação. Quando são encontrados nódulos no pulmão completamente calcificados ou com calcificação central, por exemplo, o risco de câncer tende a ser menor.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o nódulo no pulmão nem sempre é necessário, mas dependendo da causa, pode envolver o uso de antibióticos, radioterapia e cirurgia. 

Além disso, dependendo das características do nódulo e histórico de saúde da pessoa, pode ser indicado o acompanhamento por meio de exames de imagem, como a tomografia computadorizada, antes de ser indicada a biópsia e o tratamento específico.

Alguns nódulos desaparecem ao longo do tempo, sem que seja necessária nenhuma intervenção.

Caso sejam verificadas alterações que possam indicar câncer de pulmão, a biópsia do nódulo geralmente é necessária para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento do câncer. Veja como é feito o tratamento do câncer no pulmão.

Nódulo no pulmão tem cura?

Dependendo da causa identificada, o nódulo no pulmão pode ser curado. No entanto, mesmo quando o nódulo não desaparece, normalmente não é considerado um problema grave, especialmente se não existir o risco de ser câncer.

É muito importante lembrar também que existe rastreamento para o câncer de pulmão. Desta forma, pessoas que tenham entre 50-80 anos, que fumam ou que pararam de fumar há menos de 15 anos, e que tenham fumado pelo menos 1 maço de cigarros por dia, por pelo menos 20 anos, devem fazer anualmente uma tomografia computadorizada de tórax com baixa dose de radiação. Este exame pode identificar nódulos pulmonares precocemente, com maior chance de cura.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em dezembro de 2022. Revisão clínica por Dr.ª Clarissa Baldotto - Oncologista, em dezembro de 2022.

Bibliografia

  • STATPEARLS. Features, Evaluation, and Treatment of Coronavirus (COVID-19). 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK554776/>. Acesso em 12 dez 2022
  • XIA, Tianyi et al. Small Solitary Ground-Glass Nodule on CT as an Initial Manifestation of Coronavirus Disease 2019 (COVID-19) Pneumonia. Korean J Radiol. Vol.21, n.5. 545–549, 2020
Mostrar bibliografia completa
  • CRUICKSHANK, Ashleigh; STIELER, Geoff; AMEER, Faisal. Evaluation of the solitary pulmonary nodule. Intern Med J. Vol.49, n.3. 306-315, 2019
  • NASIM, Faria; OST, David E. Management of the solitary pulmonary nodule. Curr Opin Pulm Med. Vol.25, n.4. 344-353, 2019
  • STATPEARLS. Solitary Pulmonary Nodule. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK556143/>. Acesso em 12 dez 2022
  • CLEVELAND CLINIC. Pulmonary Nodules. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/14799-pulmonary-nodules>. Acesso em 16 out 2019
  • ROGEL CANCER CENTER. Lung Nodules. Disponível em: <https://www.rogelcancercenter.org/thoracic-cancer/lung-nodules>. Acesso em 16 out 2019
  • AMERICAN THORACIC SOCIETY. Patiente Education - What is a Lung Nodule?. 2016. Disponível em: <https://www.thoracic.org/patients/patient-resources/resources/lung-nodules-online.pdf>. Acesso em 16 out 2019
Revisão clínica:
Dr.ª Clarissa Baldotto
Oncologista
Mestre em Cancerologia pelo Instituto Nacional de Câncer e Doutora em Ciências Médicas pelo Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino, com CRM-RJ 705314.