Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Como o pólipo uterino pode interferir na gravidez

A presença de pólipos uterinos, principalmente no caso de ter mais de 2,0 cm, pode dificultar a gravidez e aumentar o risco de aborto, além de representar risco para a mulher e para o bebê durante o parto, por isso, é importante que a mulher seja acompanhada pelo ginecologista e/ou obstetra para diminuir os riscos relacionados à presença do pólipo.

Apesar dos pólipos não serem tão frequentes nas mulheres jovens em idade fértil, todas as que forem diagnosticadas com esta alteração devem ser observadas regularmente pelo ginecologista para avaliar se surgiram outros pólipos ou se aumentaram de tamanho.

Normalmente nesta faixa etária, o surgimento de pólipos não está relacionado ao desenvolvimento de câncer, mas cabe ao médico a decisão do tratamento mais adequado para cada caso, isso porque em algumas mulheres, os pólipos podem desaparecer espontaneamente sem necessidade de tratamento cirúrgico.

Como o pólipo uterino pode interferir na gravidez

O pólipo uterino pode dificultar a gravidez?

As mulheres que possuem pólipos uterinos podem ter mais dificuldade para engravidar porque estes podem dificultar a implantação do óvulo fertilizado dentro do útero. No entanto, existem muitas mulheres que conseguem engravidar mesmo com um pólipo uterino, não tendo nenhum problema durante a gravidez, mas é importante que sejam acompanhadas pelo médico.

As mulheres que desejam engravidar, mas que tenham descoberto recentemente que possuem pólipos uterinos devem seguir as orientações médicas porque pode ser necessário retirar os pólipos antes da concepção para diminuir os riscos durante a gravidez.

Como os pólipos uterinos podem não apresentar nenhum sinal ou sintoma, a mulher que não esteja conseguindo engravidar, após 6 meses de tentativas, pode ir ao ginecologista para uma consulta e este médico pode pedir exames de sangue e uma ultrassonografia transvaginal para verificar se existe alguma alteração uterina que esteja dificultando a gravidez. Se os exames tiverem resultados normais devem ser investigadas outras possíveis causas da infertilidade.

Veja como identificar o pólipo uterino.

Riscos dos pólipos uterinos na a gravidez

A presença de um ou mais pólipos uterinos, com mais de 2 cm durante a gravidez pode aumentar o risco de sangramento vaginal e de aborto espontâneo, principalmente se o pólipo aumentar de tamanho.

As mulheres com pólipo uterino com mais de 2 cm são as que possuem maior dificuldade para engravidar, e por isso é comum que sejam submetidas aos tratamentos para engravidar como a fertilização in vitro, e neste caso, estas são as que possuem um maior risco de sofrer um aborto.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem