Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Pigarro: 5 formas de tirar catarro preso na garganta

O pigarro surge quando existe muco em excesso na garganta, podendo ser provocado por uma inflamação na garganta ou por uma alergia, por exemplo.

Geralmente, a sensação de algo preso na garganta provocada pelo pigarro deve-se à irritação da mucosa da garganta ou à falta de fluidez do muco, que pode causar desconforto. Para aliviar este sintoma, devem-se tomar medidas que permitam diminuir essa irritação ou hidratar mais o muco, para que saia facilmente com a tosse e não fique grudado nas paredes da garganta.

Veja no vídeo a seguir algumas formas fáceis de acabar com o pigarro:

1. Fazer gargarejos com água e sal

Os gargarejos são muito fáceis de fazer e ajudam a aliviar a irritação da garganta porque o sal ajuda a atrair mais água para as paredes da garganta, criando uma barreira que além de hidratar também protege contra poeiras que podem irritar mais as mucosas.

Para fazer este gargarejo deve-se:

  1. Misturar 1 colher de sopa de sal em meio copo de água morna;
  2. Mexer bem a água até que o sal se dissolva completamente;
  3. Colocar a mistura na boca e inclinar a cabeça para trás;
  4. Fazer gargarejos com a água por pelo menos 30 seg;
  5. Repetir os gargarejos até que toda a água tenha terminado.

Esta técnica provoca um alívio rápido e, por isso, pode ser usada sempre que o desconforto for muito intenso, até 3 a 4 vezes por dia.

Pigarro: 5 formas de tirar catarro preso na garganta

2. Passar óleo essencial de eucalipto no peito

O óleo essencial de eucalipto é uma forma natural de liberar o muco preso na garganta e abrir as vias respiratórias, além de aliviar a irritação na garganta, melhorando o desconforto causado pelo pigarro.

Para usar o óleo essencial, deve-se misturar 1 a 2 gotas em uma colher de chá de óleo de coco ou outro óleo vegetal, e depois esfregar a mistura no peito. De início, esta técnica pode causar uma ligeira sensação de tosse, mas com o tempo a tosse vai reduzindo e aliviando a irritação da garganta.

Na maioria dos casos, o uso de óleo essencial de eucalipto diluído em outro óleo vegetal não provoca irritação na pele, no entanto, se se identificar vermelhidão ou coceira no local, é aconselhado lavar a pele com água e evitar o uso do óleo essencial. Conheça as propriedades medicinais do eucalipto.

3. Tomar chá de limão com mel

O limão tem a capacidade de quebrar as moléculas do muco, tornando-o mais líquido e fácil de eliminar. Já o mel ajuda a criar uma camada protetora da garganta, que reduz a irritação da mucosa. Dessa forma, este chá é uma excelente maneira de aliviar a sensação de algo preso na garganta.

Para tomar este remédio caseiro deve-se misturar 2 colheres de sopa de suco de limão em 1 xícara de água fervente, adicionar 1 colher de chá de mel, misturar e beber assim que amornar. Veja outros chás que ajudam a aliviar a inflamação da garganta.

Pigarro: 5 formas de tirar catarro preso na garganta

4. Fazer nebulizações com vapor de água

As nebulizações são ótimas para hidratar a mucosa da garganta, mas também para liquidificar o pigarro preso na garganta, permitindo que seja eliminado mais facilmente.

Para fazer isso, é recomendado:

  1. Colocar 1 a 2 litros de água fervente em uma bacia;
  2. Colocar uma toalha por cima da cabeça, tapando a bacia também;
  3. Respirar o vapor que sai da bacia.

Esta nebulização também pode ser feita com um nebulizador, que é um aparelho no qual o vapor é liberado diretamente através de uma máscara facial.

Na água, pode-se ainda misturar algumas gotas do óleo essencial de eucalipto, para obter os benefícios de alívio da irritação e até diminuição da tosse, caso esteja presente. Confira ainda 4 tipos de nebulização que ajudam a tratar problemas respiratórios.

5. Beber 2 litros de água

Embora seja a dica mais simples, é uma das mais eficazes no alívio da sensação de pigarro na garganta, pois hidrata as secreções que estão presas, permitindo que sejam eliminadas com a tosse. A água pode ser bebida sob a forma de chás ou até de água de coco, por exemplo.

Possíveis causas de pigarro na garganta

O pigarro é causado pelo excesso de muco na garganta, o que pode acontecer por irritação da garganta ou alergia. Algumas das causas mais frequentes incluem:

  • Gripe ou resfriado;
  • Alergia;
  • Bronquite;
  • Inflamação da laringe ou faringe;
  • Sinusite;
  • Pneumonia.

Assim, se o pigarro não melhorar após 3 dias, é importante ir ao clínico geral ou pneumologista, para identificar se existe algum problema que precise ser tratado com medicamentos específicos.

Alguns sinais que podem indicar que o pigarro está sendo causado por outro problema e que é necessário ir ao hospital incluem a presença de catarro amarelado ou esverdeado, dificuldade para respirar, dor de garganta ou febre baixa, por exemplo.

Bibliografia >

  • VUKOVIC, Laurel. 1001 Remédios Naturais. Porto: Dorling Kindersley, 2006. 34-36.
  • POTTER, Patrícia A.; PERRY, Anne G.. Fundamentos de Enfermagem: Conceitos e Procedimentos. 8.ed. Elsevier, 2014. 748.
  • RAKEL, David. Integrative Medicine. 4.ed. Elsevier, 2018. 174-176.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem