Parasitológico de fezes: o que é, para que serve e como é feito

Revisão clínica: Marcela Lemos
Biomédica
novembro 2021

O exame parasitológico de fezes é um exame que permite a identificação de parasitas intestinais através da avaliação macro e microscópica das fezes, em que são visualizados cistos, ovos, trofozoítos ou estruturas adultas de parasitas, o que ajuda o médico a fazer o diagnóstico de doenças causadas por parasitas como ancilostomose, ascaridíase, giardíase ou amebíase, por exemplo.

Assim, esse exame é indicado pelo médico quando a pessoa apresenta sinais e sintomas de vermes como dor abdominal, perda do apetite ou de peso sem causa aparente, pois assim é possível identificar a causa da alteração e ser indicado o tratamento mais adequado.

Para que serve

O exame parasitológico de fezes serve para identificar parasitas responsáveis por alterações gastrointestinais, podendo ser identificados cistos, trofozoítos, ovos ou vermes adultos nas fezes, sendo este último mais raro de ser identificado. Dessa forma, quando a pessoa apresenta sintomas de parasitoses como dor abdominal, perda do apetite ou barriga inchada, por exemplo, o médico pode indicar a realização do exame parasitológico de fezes. Saiba identificar os sintomas de vermes.

Os principais parasitas encontrados nas fezes por meio do exame parasitológico são:

  • Entamoeba histolytica;
  • Giardia lamblia;
  • Ascaris lumbricoides;
  • Taenia sp.;
  • Trichuris trichiura;
  • Enterobius vermicularis;
  • Ancylostoma duodenale.

Quando é identificada grande quantidade de ovos dos parasitas nas fezes, por exemplo, o médico normalmente indica a realização de exame de imagem, como a colonoscopia ou endoscopia, com o objetivo de identificar se há vermes adultos no sistema digestivo, o que acontece no caso de infecção por Taenia sp., Ascaris lumbricoidesAncylostoma duodenale.

Além disso, é comum que além do exame parasitológico de fezes, o médico indique a realização da coprocultura, principalmente se a pessoa apresentar fezes diarreicas ou mais pastosas, pois pode ser também indicado de infecção por bactérias. Entenda o que é e para que serve a coprocultura. 

Como é feito

O parasitológico de fezes é feito a partir da análise de uma amostra de fezes que deve ser coletada pela pessoa e levada para o laboratório em até 2 dias após a coleta para que seja realizada a análise. A recomendação é que sejam coletadas 3 amostras em dias alternados, isso porque alguns parasitas possuem variações em seu ciclo de vida, não conseguindo ser observadas estruturas caso as amostras sejam coletadas em dias consecutivos.

Além disso, é importante que a amostra coletada não tenha tido contato com a urina ou com o vaso e, no caso de ser observada a presença de muco ou ponto mais esbranquiçado nas fezes, é recomendado que essa área seja coletada para que seja analisada. É recomendado também que não tenha feito uso de laxantes, medicamentos antidiarreicos ou antibióticos pelo menos 1 semana antes do período do coleta, pois podem interferir no resultado. Veja mais sobre o exame de fezes.

No laboratório, é feita a avaliação do aspecto e da cor das fezes, o que é importante para que seja realizado a melhor técnica diagnóstica para o exame, uma vez que de acordo com as características das fezes podem surgir hipóteses do tipo e grau de infecção, o que permite que técnicas mais adequadas para a identificação de cistos, ovos, trofozoítos ou vermes adultos sejam realizadas.

Em seguida, as amostras passam por um processo de preparação para que possam ser avaliadas microscopicamente e, assim, ser possível realizar a pesquisa e identificação de estruturas parasitárias, o que é indicado no laudo. No laudo é indicado o método de diagnóstico realizado, se foi observada e identificada estruturas parasitárias, qual a estrutura e a espécie do parasita, sendo essas informações importantes para que o médico indique o tratamento mais adequado.

Confira mais detalhes sobre como deve ser a coleta para o exame de fezes no vídeo a seguir:

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2021.
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.

Tuasaude no Youtube

  • EXAME DE FEZES: Para que serve e como coletar

    04:20 | 367746 visualizações